Loading
 
 
 
Loading
 
"A saúde não determina o valor de uma pessoa", diz Santo Padre
Loading
 
20 de Fevereiro de 2014 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 20-02-2014, Gaudium Press) - "Envelhecimento e incapacidade" é uma temática de grande atualidade e que a Igreja tem muito empenho em levar a diante. São afirmações do Papa Francisco em mensagem enviada hoje à Academia Pontifícia para a Vida, cujos membros encontram-se reunidos nestes dias em Roma, em Assembleia Geral, para abordar precisamente esta questão. velhice.jpg

O Papa lembra que o organismo pontifício foi criado por João Paulo II, há 20 anos atrás, e recorda a tarefa específica a ele determinada: "estudar, informar e formar sobre os principais problemas de biomedicina e de direito, no que diz respeito à promoção e defesa da vida".

E isso com o intuito de poder, à luz da moral cristã e das diretrizes do Magistério da Igreja, "dar a conhecer aos homens de boa vontade que a ciência e a técnica, colocadas a serviço da pessoa humana e dos seus direitos fundamentais, contribuem para o bem integral da pessoa".

Sobre o tema central das discussões desenvolvidas pela Academia pela Vida nessa Assembleia -"Envelhecimento e incapacidade"--, o Santo Padre sublinha, além de sua atualidade, a importância que a Igreja lhe atribui:

"De fato, nas nossas sociedades verifica-se o domínio tirânico de uma lógica econômica que exclui e por vezes mata, e de que hoje em dia muitos são vítimas, a partir dos nossos idosos".

O Papa Francisco continua sua mensagem citando a Exortação Apostólica "Evangelii gaudium", 53: Na prática promove-se a cultura do descarte. Já não é apenas o fenômeno da exploração e da opressão, mas algo de novo... Os excluídos não são mesmo tomados em consideração, eles são meros detritos, os "restos".

"Na base das discriminações e das exclusões está uma questão antropológica: quanto vale o homem e sobre o que é que se baseia o seu valor. A saúde é sem dúvida um valor importante, mas não determina o valor da pessoa. (...) Portanto, a falta de saúde e uma deficiência nunca são uma razão para excluir ou, pior ainda, para eliminar uma pessoa" - observa ainda o Papa em sua mensagem.

Na mensagem, ao referir-se à família, como "mestra de acolhimento e solidariedade", onde o "cuidar do outro se torna um fundamento da existência humana e uma atitude moral a promover", "uma missão a realizar", o Pontífice concluiu:

"Uma sociedade é verdadeiramente acolhedora em relação à vida quando reconhece que esta é preciosa mesmo na velhice, na situação de incapacidade, na doença grave e mesmo quando está falecendo; quando ensina que a chamada à realização humana não exclui o sofrimento, mais ainda, ensina a ver na pessoa doente e sofredora um dom para toda a comunidade". (JSG)

Da Redação, com informações Radio Vaticano

Loading
"A saúde não determina o valor de uma pessoa", diz Santo Padre

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 20-02-2014, Gaudium Press) - "Envelhecimento e incapacidade" é uma temática de grande atualidade e que a Igreja tem muito empenho em levar a diante. São afirmações do Papa Francisco em mensagem enviada hoje à Academia Pontifícia para a Vida, cujos membros encontram-se reunidos nestes dias em Roma, em Assembleia Geral, para abordar precisamente esta questão. velhice.jpg

O Papa lembra que o organismo pontifício foi criado por João Paulo II, há 20 anos atrás, e recorda a tarefa específica a ele determinada: "estudar, informar e formar sobre os principais problemas de biomedicina e de direito, no que diz respeito à promoção e defesa da vida".

E isso com o intuito de poder, à luz da moral cristã e das diretrizes do Magistério da Igreja, "dar a conhecer aos homens de boa vontade que a ciência e a técnica, colocadas a serviço da pessoa humana e dos seus direitos fundamentais, contribuem para o bem integral da pessoa".

Sobre o tema central das discussões desenvolvidas pela Academia pela Vida nessa Assembleia -"Envelhecimento e incapacidade"--, o Santo Padre sublinha, além de sua atualidade, a importância que a Igreja lhe atribui:

"De fato, nas nossas sociedades verifica-se o domínio tirânico de uma lógica econômica que exclui e por vezes mata, e de que hoje em dia muitos são vítimas, a partir dos nossos idosos".

O Papa Francisco continua sua mensagem citando a Exortação Apostólica "Evangelii gaudium", 53: Na prática promove-se a cultura do descarte. Já não é apenas o fenômeno da exploração e da opressão, mas algo de novo... Os excluídos não são mesmo tomados em consideração, eles são meros detritos, os "restos".

"Na base das discriminações e das exclusões está uma questão antropológica: quanto vale o homem e sobre o que é que se baseia o seu valor. A saúde é sem dúvida um valor importante, mas não determina o valor da pessoa. (...) Portanto, a falta de saúde e uma deficiência nunca são uma razão para excluir ou, pior ainda, para eliminar uma pessoa" - observa ainda o Papa em sua mensagem.

Na mensagem, ao referir-se à família, como "mestra de acolhimento e solidariedade", onde o "cuidar do outro se torna um fundamento da existência humana e uma atitude moral a promover", "uma missão a realizar", o Pontífice concluiu:

"Uma sociedade é verdadeiramente acolhedora em relação à vida quando reconhece que esta é preciosa mesmo na velhice, na situação de incapacidade, na doença grave e mesmo quando está falecendo; quando ensina que a chamada à realização humana não exclui o sofrimento, mais ainda, ensina a ver na pessoa doente e sofredora um dom para toda a comunidade". (JSG)

Da Redação, com informações Radio Vaticano

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/56105--A-saude-nao-determina-o-valor-de-uma-pessoa---diz-Santo-Padre. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Em 2022 se celebrará o centenário dos Camilianos no Brasil e os religiosos já estão com uma gran ...
 
As andorinhas estão contentes sendo andorinhas, e fazendo aquilo que uma ave como elas faz! ...
 
Instituições religiosas e públicas de Lisboa celebrarão o Jubileu dos 800 anos de Santo Antô ...
 
Inquisição sem complexos é o livro definitivo no qual são apresentados os principais ataques à ...
 
“Quando o coração torna endurecido, esquece... Esquece da graça da salvação, esquece a gratu ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading