Loading
 
 
 
Loading
 
Exposição das relíquias de São Francisco Xavier atraiu milhões de devotos na Índia
Loading
 
16 de Janeiro de 2015 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Goa - Índia (Sexta-feira, 16-01-2015, Gaudium Press) A cada década, as relíquias de São Francisco Xavier, descem do elevado altar da Basílica do Bom Jesus em Goa (Índia), para percorrer as ruas da qualidade e ficar expostas em uma urna de cristal na Catedral de Sé. O acontecimento atrai milhões de peregrinos e significa o reencontro de numerosos fiéis oriundos da região que vivem em outras cidades e países. Este ano, o evento religioso teve uma grande acolhida, segundo indicou o Reitor da Basílica e Custódio das Relíquias, Padre Savio Barretto, à UCA News. "A resposta à exposição tem sido tremenda", informou ao indicar que milhões de fiéis se reuniram durante os 45 dias da exibição, que foi encerrada no dia 04 de janeiro.

Exposição das relíquias de São Francisco Xavier atraiu milhões de devotos na Índia.jpg

"Pessoas de todo o mundo foram atraídas pelas relíquias, porque elas sentem que ele (São Francisco Xavier) está vivo e não morto", descreveu o sacerdote. O Reitor também indicou que entre os peregrinos se encontram numerosos não católicos que adquiriram a devoção ao Santo por causa da piedade popular dos crentes. Os devotos tiveram que formar longas filas sob o intenso calor para venerar ao Santo, as quais chegaram a reunir até 10 mil pessoas no último dia de exibição.

A próxima oportunidade de venerar de perto as relíquias de São Francisco Xavier não será em 2024 como exigia o prazo de dez anos, mas em 2022, já que nesse ano se celebram os 400 anos da canonização do missionário. A primeira destas exibições ocorreu em 1782, 23 anos depois de que a comunidade dos Jesuítas a qual pertencia o Santo fosse expulsa do país após sua supressão. O objetivo da iniciativa era demonstrar que as relíquias não haviam sido levadas pelos religiosos a sua saída do território e desta forma dissipar os temores da povoação local.

São Francisco Xavier nasceu na Espanha em 1506 e morreu na China em 1552 depois de haver levado a cabo um notável trabalho missionário na Ásia. Seus restos mortais foram levados um ano mais tarde a Malacca por parte dos padres Jesuítas e seu corpo transladado a Goa após ter sido reconhecido como incorrupto em fevereiro de 1553. A exposição das relíquias de forma periódica a cada dez anos durante 40 dias se realiza desde 1964 e inclui neste período a celebração da memória litúrgica do Santo no dia 03 de dezembro. (GPE/EPC)

Loading
Exposição das relíquias de São Francisco Xavier atraiu milhões de devotos na Índia

Goa - Índia (Sexta-feira, 16-01-2015, Gaudium Press) A cada década, as relíquias de São Francisco Xavier, descem do elevado altar da Basílica do Bom Jesus em Goa (Índia), para percorrer as ruas da qualidade e ficar expostas em uma urna de cristal na Catedral de Sé. O acontecimento atrai milhões de peregrinos e significa o reencontro de numerosos fiéis oriundos da região que vivem em outras cidades e países. Este ano, o evento religioso teve uma grande acolhida, segundo indicou o Reitor da Basílica e Custódio das Relíquias, Padre Savio Barretto, à UCA News. "A resposta à exposição tem sido tremenda", informou ao indicar que milhões de fiéis se reuniram durante os 45 dias da exibição, que foi encerrada no dia 04 de janeiro.

Exposição das relíquias de São Francisco Xavier atraiu milhões de devotos na Índia.jpg

"Pessoas de todo o mundo foram atraídas pelas relíquias, porque elas sentem que ele (São Francisco Xavier) está vivo e não morto", descreveu o sacerdote. O Reitor também indicou que entre os peregrinos se encontram numerosos não católicos que adquiriram a devoção ao Santo por causa da piedade popular dos crentes. Os devotos tiveram que formar longas filas sob o intenso calor para venerar ao Santo, as quais chegaram a reunir até 10 mil pessoas no último dia de exibição.

A próxima oportunidade de venerar de perto as relíquias de São Francisco Xavier não será em 2024 como exigia o prazo de dez anos, mas em 2022, já que nesse ano se celebram os 400 anos da canonização do missionário. A primeira destas exibições ocorreu em 1782, 23 anos depois de que a comunidade dos Jesuítas a qual pertencia o Santo fosse expulsa do país após sua supressão. O objetivo da iniciativa era demonstrar que as relíquias não haviam sido levadas pelos religiosos a sua saída do território e desta forma dissipar os temores da povoação local.

São Francisco Xavier nasceu na Espanha em 1506 e morreu na China em 1552 depois de haver levado a cabo um notável trabalho missionário na Ásia. Seus restos mortais foram levados um ano mais tarde a Malacca por parte dos padres Jesuítas e seu corpo transladado a Goa após ter sido reconhecido como incorrupto em fevereiro de 1553. A exposição das relíquias de forma periódica a cada dez anos durante 40 dias se realiza desde 1964 e inclui neste período a celebração da memória litúrgica do Santo no dia 03 de dezembro. (GPE/EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/66323-Exposicao-das-reliquias-de-Sao-Francisco-Xavier-atraiu-milhoes-de-devotos-na-India. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

“Esta iniciativa é essencial porque de um lado encoraja a oração e, de outro, contribui para aj ...
 
A missa solene será presidida pelo Arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha. ...
 
O bispo Dom Dulcênio Fontes de Matos garantiu que o templo será “uma importante área de missão ...
 
Atualmente a Igreja Católica, possui por volta de 1,3 bilhão de seguidores, sendo uma das religiõ ...
 
As duas capitais assistiram uma grande demonstração de defesa da Vida desde a concepção até seu ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading