Loading
 
 
 
Loading
 
Acusador do bispo auxiliar de Bogotá se retrata de afirmações
Loading
 
3 de Agosto de 2009 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Bogotá (Segunda, 03-08-2009, Gaudium Press) "Eu, Feliz María Piñeros Barrios (...) declaro ter feito no passado afirmações por meio de meios de comunicação e pela internet contra o monsenhor José Roberto Ospina Leongómez, bispo auxiliar de Bogotá, que lesaram e continuam lesando seu bom nome e honra. Sou consciente de que tais afirmações e declarações, além de ter causado danos a sua condição sacerdotal e episcopal, geraram danos também à Igreja Católica...".

Assim consta da Ata de Conciliação - datada do dia 26 de junho e tornada pública somente no fim de semana, na última edição do semanário El Catolicismo - em que o acusador do bispo auxiliar de Bogotá admite ter inventado acusações de abuso sexual. "Por não serem corretas as afirmações feitas, me retrato delas e digo que não correspondem à verdade".

As acusações versavam sobre supostos atos sexuais abusivos cometidos na época em que monsenhor Ospina era aluno do Instituto Tihamer Toth, do qual Piñeros também era aluno. "É falso - continua outro trecho da confissão - que eu tenha sido vítima de conduta sexual imprópria de Roberto Ospina Leongómez ou que tenha sido testemunha de abuso cometido a outro, nem mesmo a um menor".

Junto a Félix Piñeros, haviam se somado contra o bispo das declarações de outro ex-aluno do instituto, José Antonio Tavera. Na retratação, Piñeros esclarece: "Afirmo que não me consta que seja certo nenhum dos fatos que em relação a Roberto Ospina Leongómez divulgou por sua vez o senhor José Antonio Tavera Castillo".

"Lamento os danos que causei, com estas afirmações falsas, tanto a monsenhor José Roberto Ospina como à Igreja Católica. Com esta retratação busco restabelecer a verdade e sanar de alguma forma o dano à honra e ao bom nome de monsenhor Ospina Leongómez, à imagem da Igreja Católica e a do Instituto Tihamer Toth", conclui o texto.

Em declarações também ao semanário El Catolicismo, órgão oficial da arquidiocese de Bogotá, monsenhor Ospina agradece às manifestações de solidariedade.

"Nunca imaginei o carinho de tantas pessoas que, tão logo se inteiraram do escândalo, me expressaram sua indignação e repúdio a tão infames acusações. Não tenho palavras para agradecer a todos a solidariedade, às demonstrações de afeto, o apoio que recebi, a confiança que mantiveram sempre em que algum dia apareceria a verdade e que se demonstraria minha inocência. A todos que o senhor recompense com amizade, presença, incondicionalidade", afirmou o prelado.

 

Loading
Acusador do bispo auxiliar de Bogotá se retrata de afirmações

Bogotá (Segunda, 03-08-2009, Gaudium Press) "Eu, Feliz María Piñeros Barrios (...) declaro ter feito no passado afirmações por meio de meios de comunicação e pela internet contra o monsenhor José Roberto Ospina Leongómez, bispo auxiliar de Bogotá, que lesaram e continuam lesando seu bom nome e honra. Sou consciente de que tais afirmações e declarações, além de ter causado danos a sua condição sacerdotal e episcopal, geraram danos também à Igreja Católica...".

Assim consta da Ata de Conciliação - datada do dia 26 de junho e tornada pública somente no fim de semana, na última edição do semanário El Catolicismo - em que o acusador do bispo auxiliar de Bogotá admite ter inventado acusações de abuso sexual. "Por não serem corretas as afirmações feitas, me retrato delas e digo que não correspondem à verdade".

As acusações versavam sobre supostos atos sexuais abusivos cometidos na época em que monsenhor Ospina era aluno do Instituto Tihamer Toth, do qual Piñeros também era aluno. "É falso - continua outro trecho da confissão - que eu tenha sido vítima de conduta sexual imprópria de Roberto Ospina Leongómez ou que tenha sido testemunha de abuso cometido a outro, nem mesmo a um menor".

Junto a Félix Piñeros, haviam se somado contra o bispo das declarações de outro ex-aluno do instituto, José Antonio Tavera. Na retratação, Piñeros esclarece: "Afirmo que não me consta que seja certo nenhum dos fatos que em relação a Roberto Ospina Leongómez divulgou por sua vez o senhor José Antonio Tavera Castillo".

"Lamento os danos que causei, com estas afirmações falsas, tanto a monsenhor José Roberto Ospina como à Igreja Católica. Com esta retratação busco restabelecer a verdade e sanar de alguma forma o dano à honra e ao bom nome de monsenhor Ospina Leongómez, à imagem da Igreja Católica e a do Instituto Tihamer Toth", conclui o texto.

Em declarações também ao semanário El Catolicismo, órgão oficial da arquidiocese de Bogotá, monsenhor Ospina agradece às manifestações de solidariedade.

"Nunca imaginei o carinho de tantas pessoas que, tão logo se inteiraram do escândalo, me expressaram sua indignação e repúdio a tão infames acusações. Não tenho palavras para agradecer a todos a solidariedade, às demonstrações de afeto, o apoio que recebi, a confiança que mantiveram sempre em que algum dia apareceria a verdade e que se demonstraria minha inocência. A todos que o senhor recompense com amizade, presença, incondicionalidade", afirmou o prelado.

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/6835-Acusador-do-bispo-auxiliar-de-Bogota-se-retrata-de-afirmacoes. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A imagem do Senhor do Veneno, também conhecida como o “Cristo Negro”, salvou um homem ao qual p ...
 
Propaga-se que ele seja uma inocente brincadeira para descontrair e divertir-se de um modo... difere ...
 
A obra, intitulada “História da Congregação do Santíssimo Redentor: as origens”, foi organiz ...
 
O Terço dos Homens surgiu em 1936 no estado de Sergipe, chegando a Trindade em 2015, onde foi receb ...
 
Francisco falou também a missão de São Paulo e São Barnabé e o Concílio de Jerusalém. ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading