Loading
 
 
 
Loading
 
Após missa dos casados, reitor de Gênova preside cerimônia pelos divorciados
Loading
 
24 de Agosto de 2009 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Roma (Segunda, 24-08-2009, Gaudium Press) O reitor do santuário da ‘Madonna della Guardia' em Gênova, Itália, monsenhor Marco Granara, celebrou ontem duas missas diferentes. A, primeira, pelos casados que festejavam o aniversário de 40, 50 ou 60 anos de matrimônio. À tarde, no mesmo local, entretanto, celebrou uma cerimônia dedicada aos católicos divorciados.

"Esta missa não significa que uma situação equivale à outra", explicou o reitor no início da missa para os separados e para os divorciados que vivem sozinhos e também para aqueles que se casaram novamente ou convivem com outras pessoas. Estas pessoas não podem receber a absolvição no sacramento da confissão nem a Eucaristia.

Ao definir as duas missas como uma "festa" para os casados e "reflexão" para os divorciados, respectivamente, monsenhor Granara salientou, no entanto, que a Igreja de Cristo não exclui ninguém.

"Ninguém vai até vocês para saber qual é sua situação, casados, divorciados, conviventes: as portas do Senhor estão abertas. Há problemas objetivos que requerem esquemas para regular a vida da comunidade, mas vocês não devem se sentir nem sozinhos, nem excluídos. Jesus os ama. Ele disse: ‘Alimentem-se de mim, vocês também podem'. Com o amor, lendo o Evangelho, ajudando os pobres, frequentando a Igreja".

Texto original de Anna Artimyak

Loading
Após missa dos casados, reitor de Gênova preside cerimônia pelos divorciados

Roma (Segunda, 24-08-2009, Gaudium Press) O reitor do santuário da ‘Madonna della Guardia' em Gênova, Itália, monsenhor Marco Granara, celebrou ontem duas missas diferentes. A, primeira, pelos casados que festejavam o aniversário de 40, 50 ou 60 anos de matrimônio. À tarde, no mesmo local, entretanto, celebrou uma cerimônia dedicada aos católicos divorciados.

"Esta missa não significa que uma situação equivale à outra", explicou o reitor no início da missa para os separados e para os divorciados que vivem sozinhos e também para aqueles que se casaram novamente ou convivem com outras pessoas. Estas pessoas não podem receber a absolvição no sacramento da confissão nem a Eucaristia.

Ao definir as duas missas como uma "festa" para os casados e "reflexão" para os divorciados, respectivamente, monsenhor Granara salientou, no entanto, que a Igreja de Cristo não exclui ninguém.

"Ninguém vai até vocês para saber qual é sua situação, casados, divorciados, conviventes: as portas do Senhor estão abertas. Há problemas objetivos que requerem esquemas para regular a vida da comunidade, mas vocês não devem se sentir nem sozinhos, nem excluídos. Jesus os ama. Ele disse: ‘Alimentem-se de mim, vocês também podem'. Com o amor, lendo o Evangelho, ajudando os pobres, frequentando a Igreja".

Texto original de Anna Artimyak

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/7509-Apos-missa-dos-casados--reitor-de-Genova-preside-cerimonia-pelos-divorciados. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O mistério da conservação do manto não é o único ao redor da imagem impressa de Nossa Senhora ...
 
A América Latina está reservada por Nossa Senhora para ser onde a glória do Reino d’Ela reluzir ...
 
Eu vos louvarei eternamente pelo que fizestes e cantarei vosso nome, na presença de vossos fiéis.. ...
 
Como São Paulo durante sua "peregrinação de encarcerado", interpretar o sofrimento com os olhos d ...
 
A obra foi traduzida pelo Arcebispo emérito da Arquidiocese do Huambo, Dom Francisco Viti, para a l ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading