Loading
 
 
 
Loading
 
Católicos chineses: grandes devotos de São José
Loading
 
8 de Março de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano, (Quinta-feira, 08-03-2018, Gaudium Press) Uma fervorosa devoção a São José tem sido transmitida de geração em geração entre os católicos chineses.

A cada ano, sobretudo no mês de março, o Padroeiro da China é redescoberto pelos fiéis sempre com muito entusiasmo.

8Católicos chineses- grandes devotos de São José.jpg

Uma das características que indicam uma forte ligação daquele povo oriental com o esposo da Santíssima Virgem é o fato de que na China são muitas as igrejas, estruturas eclesiásticas, seminários, congregações religiosas nacionais e dioceses, institutos caritativos (orfanatos, abrigos para anciãos) e escolas que são dedicadas a São Jose.

Peregrinos e devotos de todo o país

Os santuários chineses espalhados pelo enorme país anualmente acolhem peregrinos e fiéis devotos vindos de todas as partes do país e do exterior.

De acordo com vários sites de dioceses chinesas, no Santuário situado no monte Pinyin, na província de Shandong, uma solene celebração eucarística abriu em 1º de março o mês dedicado a São José com a participação de fiéis que superou as expectativas.

Na catedral da Arquidiocese de Wenzhou, na província de Zhejiang, aconteceu o mesmo fato: mais de 300 fiéis participaram da celebração Eucarística de 28 de fevereiro quando foi aberto o mês dedicado a São José.
Nesta ocasião, uma expressiva imagem do Santo protetor da China foi abençoada e os fiéis ofertaram flores e velas e foram feitas inúmeras orações e cânticos de louvores e muitos pedidos de intercessão.

Nas dificuldades e perplexidades: seguir São José

Os sacerdotes oficiantes aconselhavam os fiéis fazendo através de um convite: "caminhar sempre nas pegadas do Santo, sobretudo nos momentos de dificuldade, de inquietude e de desalento interior".

"Devemos viver intensamente o mês de março, rezando pela Igreja, pelos sacerdotes e leigos, pelas famílias, por todos os irmãos na fé e todos os pais", disse Padre Hu, pároco na Arquidiocese de Wenzhou.

Os chineses são muito devotos do Santo não somente porque é o esposo da Virgem Maria e pai putativo de Jesus, mas também porque é o Padroeiro da China, uma decisão que foi aprovada durante o primeiro concílio dos assuntos eclesiásticos chineses, em 1924.
São José é também padroeiro das missões na China.

Símbolo das virtudes que chineses consideram muito importantes

São José é símbolo de humildade, simplicidade, autenticidade, diligência e obediência, virtudes que a cultura e a tradição chinesas consideram sumamente importantes.

O seu "silêncio", vivido na dedicação e no serviço a Maria e ao Menino Jesus, tem um valor particular para a alma chinesa e é percebido pelos católicos chineses como muito próximo espiritualmente da experiência deles.

São José é também o padroeiro da boa morte, e a tradição e a cultura chinesas consideram muito esses aspectos relacionados à vida e à morte.

É neste período que os batizados chineses, e entre eles muitos jovens, costumam homenagear o Santo, confiando suas vidas à sua intercessão. (JSG)

 

(Da Redação Gaudium Press, com informações FIDES)

 

 

Loading
Católicos chineses: grandes devotos de São José

Cidade do Vaticano, (Quinta-feira, 08-03-2018, Gaudium Press) Uma fervorosa devoção a São José tem sido transmitida de geração em geração entre os católicos chineses.

A cada ano, sobretudo no mês de março, o Padroeiro da China é redescoberto pelos fiéis sempre com muito entusiasmo.

8Católicos chineses- grandes devotos de São José.jpg

Uma das características que indicam uma forte ligação daquele povo oriental com o esposo da Santíssima Virgem é o fato de que na China são muitas as igrejas, estruturas eclesiásticas, seminários, congregações religiosas nacionais e dioceses, institutos caritativos (orfanatos, abrigos para anciãos) e escolas que são dedicadas a São Jose.

Peregrinos e devotos de todo o país

Os santuários chineses espalhados pelo enorme país anualmente acolhem peregrinos e fiéis devotos vindos de todas as partes do país e do exterior.

De acordo com vários sites de dioceses chinesas, no Santuário situado no monte Pinyin, na província de Shandong, uma solene celebração eucarística abriu em 1º de março o mês dedicado a São José com a participação de fiéis que superou as expectativas.

Na catedral da Arquidiocese de Wenzhou, na província de Zhejiang, aconteceu o mesmo fato: mais de 300 fiéis participaram da celebração Eucarística de 28 de fevereiro quando foi aberto o mês dedicado a São José.
Nesta ocasião, uma expressiva imagem do Santo protetor da China foi abençoada e os fiéis ofertaram flores e velas e foram feitas inúmeras orações e cânticos de louvores e muitos pedidos de intercessão.

Nas dificuldades e perplexidades: seguir São José

Os sacerdotes oficiantes aconselhavam os fiéis fazendo através de um convite: "caminhar sempre nas pegadas do Santo, sobretudo nos momentos de dificuldade, de inquietude e de desalento interior".

"Devemos viver intensamente o mês de março, rezando pela Igreja, pelos sacerdotes e leigos, pelas famílias, por todos os irmãos na fé e todos os pais", disse Padre Hu, pároco na Arquidiocese de Wenzhou.

Os chineses são muito devotos do Santo não somente porque é o esposo da Virgem Maria e pai putativo de Jesus, mas também porque é o Padroeiro da China, uma decisão que foi aprovada durante o primeiro concílio dos assuntos eclesiásticos chineses, em 1924.
São José é também padroeiro das missões na China.

Símbolo das virtudes que chineses consideram muito importantes

São José é símbolo de humildade, simplicidade, autenticidade, diligência e obediência, virtudes que a cultura e a tradição chinesas consideram sumamente importantes.

O seu "silêncio", vivido na dedicação e no serviço a Maria e ao Menino Jesus, tem um valor particular para a alma chinesa e é percebido pelos católicos chineses como muito próximo espiritualmente da experiência deles.

São José é também o padroeiro da boa morte, e a tradição e a cultura chinesas consideram muito esses aspectos relacionados à vida e à morte.

É neste período que os batizados chineses, e entre eles muitos jovens, costumam homenagear o Santo, confiando suas vidas à sua intercessão. (JSG)

 

(Da Redação Gaudium Press, com informações FIDES)

 

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/93620-Catolicos-chineses--grandes-devotos-de-Sao-Jose. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A visita ocorre por ocasião dos 800 anos da fundação da Ordem Mercedária. ...
 
Dom Antônio Couto, lembrou a cada um dos presentes que evangelizar “é a graça e a vocação pr ...
 
O templo, localizado na Paróquia de São Miguel, foi consagrado a Nossa Senhora de Arandin, “Mãe ...
 
“Iniciação à Vida Cristã: perfeita sintonia entre catequese e liturgia” será a temática qu ...
 
“De onde Lhe vêm essa sabedoria e esses milagres? Não é Ele o filho do carpinteiro?” (Mt 13 ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading