Loading
 
 
 
Loading
 
A cada nove dias um sacerdote é assassinado no mundo
Loading
 
19 de Junho de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Redação (Terça-feira, 19-06-2018, Gaudium Press) No último dia 10, o Padre Richmnond Nilo, 43 anos, pároco da igreja de São Vicente Ferrer de Zaragoza, nas Filipinas, foi assassinado com três tiros enquanto se preparava para inicia a Missa dominical.

A cada nove dias um sacerdote é assassinado no mundo.jpg

O sacerdote é o terceiro a ser morto a tiros nos últimos meses nas Filipinas. Em abril mataram ao Padre Mark Anthony Yuaga Ventura, de 37 anos, e em dezembro do ano passado assassinaram ao Padre Marcelito Páez. Alguns dias antes desse último atentado, o Padre Rey Urmeneneta, foi ferido em uma tentativa de assassinato na cidade de Calamba, ao sul de Manila.

A Conferência Episcopal das Filipinas lamentou e condenou a crescente violência e a cultura da impunidade que reina no país. A entidade exige justiça, e que seja realizada uma investigação séria e imparcial sobre o assunto na qual se chegue a uma rápida resolução. O país conta com 85 milhões de católicos, cerca de 80% da população. Sendo o terceiro país com maioria católica, ficando atrás apenas de Brasil e México.

A Igreja Católica está de luto por seu 18º sacerdote assassinado somente este ano. A cada nove dias um sacerdote é assassinado no mundo. O número alarmante supera todas as estatísticas precedentes. Desde 2010, 125 sacerdotes foram assassinados em todo o mundo, uma média de 15 por ano. Essa cifra infelizmente já foi superada nos seis primeiros meses deste ano de 2018.

Os continentes mais afetados são a América e a África, com sete sacerdotes assassinados em cada um neste ano. Em terceiro lugar vem a Ásia com três mortos. Por fim, a Europa com um sacerdote assassinado. O México, pelo nono ano consecutivo, é o país onde mais religiosos são assassinados.

Santo Cura d'Ars dizia que "quando se quer destruir a religião, se começa por atacar ao sacerdote, pois onde não há sacerdote, não há sacrifício, e onde não há sacrifício, não há religião". Este é um dos grandes motivos pelos quais os sacerdotes muitas vezes são vítimas de tanto ódio e violência. (EPC)

Loading
A cada nove dias um sacerdote é assassinado no mundo

Redação (Terça-feira, 19-06-2018, Gaudium Press) No último dia 10, o Padre Richmnond Nilo, 43 anos, pároco da igreja de São Vicente Ferrer de Zaragoza, nas Filipinas, foi assassinado com três tiros enquanto se preparava para inicia a Missa dominical.

A cada nove dias um sacerdote é assassinado no mundo.jpg

O sacerdote é o terceiro a ser morto a tiros nos últimos meses nas Filipinas. Em abril mataram ao Padre Mark Anthony Yuaga Ventura, de 37 anos, e em dezembro do ano passado assassinaram ao Padre Marcelito Páez. Alguns dias antes desse último atentado, o Padre Rey Urmeneneta, foi ferido em uma tentativa de assassinato na cidade de Calamba, ao sul de Manila.

A Conferência Episcopal das Filipinas lamentou e condenou a crescente violência e a cultura da impunidade que reina no país. A entidade exige justiça, e que seja realizada uma investigação séria e imparcial sobre o assunto na qual se chegue a uma rápida resolução. O país conta com 85 milhões de católicos, cerca de 80% da população. Sendo o terceiro país com maioria católica, ficando atrás apenas de Brasil e México.

A Igreja Católica está de luto por seu 18º sacerdote assassinado somente este ano. A cada nove dias um sacerdote é assassinado no mundo. O número alarmante supera todas as estatísticas precedentes. Desde 2010, 125 sacerdotes foram assassinados em todo o mundo, uma média de 15 por ano. Essa cifra infelizmente já foi superada nos seis primeiros meses deste ano de 2018.

Os continentes mais afetados são a América e a África, com sete sacerdotes assassinados em cada um neste ano. Em terceiro lugar vem a Ásia com três mortos. Por fim, a Europa com um sacerdote assassinado. O México, pelo nono ano consecutivo, é o país onde mais religiosos são assassinados.

Santo Cura d'Ars dizia que "quando se quer destruir a religião, se começa por atacar ao sacerdote, pois onde não há sacerdote, não há sacrifício, e onde não há sacrifício, não há religião". Este é um dos grandes motivos pelos quais os sacerdotes muitas vezes são vítimas de tanto ódio e violência. (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/96106-A-cada-nove-dias-um-sacerdote-e-assassinado-no-mundo. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Dom Manuel afirmou que a Igreja “é sempre o rosto visível de algo invisível” e destaca contri ...
 
O templo em Manama será o segundo lugar de culto cristão ativo no país e terá capacidade para ac ...
 
Na noite de segunda-feira desconhecidos atearam fogo a um centro da Caritas, em Sébado, norte do pa ...
 
A 51 ª edição dos festejos da paróquia dedicada ao Padroeiro é inspirada no tema “Como Igreja ...
 
Aos olhos de Deus, os mártires são os melhores evangelizadores. Dizia Tertuliano: “Sangue de má ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading