Loading
 
 
 
Loading
 
Panamá, da JMJ 2019, não esquece sofrimento da Nicarágua
Loading
 
20 de Julho de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Panamá - Panamá (Sexta-feira, 20-07-2018, Gaudium Press) Ainda há poucos dias atrás, o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke, informava que o Papa estará na próxima Jornada Mundial da Juventude (JMJ) que se realizará no Panamá. Francisco vai ao país centro-americano e lá permanece de 23 a 27 de janeiro de 2019.

Panamá, JMJ 2019 não esquece sofrimento da Nicarágua.jpg

Este fato é o que faz a alegria Arcebispo de Panamá, Dom José Domingo Ulloa Mendieta.

A tristeza nasce da dor e solidariedade que os acontecimentos na Nicarágua trazem para o povo e Igreja naquele país tão próximo pelo território e pela fé.

E o Arcebispo da Cidade do Panamá expressa conjuntamente os seus sentimentos de alegria e tristeza unidos aos sentimentos de toda a juventude panamenha.

Vice-Presidente trata da JMJ no Vaticano

A vice-presidente do Panamá, Isabel de Saint Malo de Alvorado, teve um encontro no Vaticano com o cardeal secretário de Estado Pietro Parolin para discutir os detalhes da organização da JMJ 2019 e a visita do Santo Padre.


A vice-presidente e o purpurado concordaram sobre a importância dos desafios da região para as questões da democracia e dos direitos humanos, no contexto das crises políticas e sociais vividas pela Nicarágua e Venezuela em particular, e concordaram trabalhar juntos para apoiar o quadro da diplomacia e do direito internacional.

Foi, então que o arcebispo de Panamá, Dom José Domingo Ulloa Mendieta, O.S.A., expressou sua alegria pela confirmação oficial da presença do Papa, mas, ao mesmo tempo, quis manifestar sua solidariedade à Igreja na Nicarágua, também em nome da juventude do Panamá.

Dom Ulloa usou palavras duras para descrever esta realidade, que conhece de perto:

"O governo da Nicarágua supera o limite do inumano e da imoralidade. A repressão criminosa aos civis, na maioria jovens estudantes, é condenável de todo e qualquer ponto de vista. A comunidade internacional não pode ser indiferente!"

"Desta Igreja peregrina no Panamá, queremos unir-nos à condenação, ao repúdio aos atos de agressão ao povo nicaraguense, em particular a todos os membros do clero da Nicarágua", disse veementemente o arcebispo.

O Prelado convidou para uma oração particular pela na próxima quarta-feira, 25 de julho, às 17h locais na Basílica de Dom Bosco.

Será uma oração particular pela Nicarágua pedindo que o quanto antes "o povo da Nicarágua possa reencontrar a paz que deseja ardentemente".

Para concluir, o arcebispo panamenho disse que "Com a nossa oração e a solidariedade para com o povo nicaraguense e a Igreja peregrina na Nicarágua, o Senhor os abençoe nestes tempos difíceis".

(JSG)

 

 

Loading
Panamá, da JMJ 2019, não esquece sofrimento da Nicarágua

Cidade do Panamá - Panamá (Sexta-feira, 20-07-2018, Gaudium Press) Ainda há poucos dias atrás, o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke, informava que o Papa estará na próxima Jornada Mundial da Juventude (JMJ) que se realizará no Panamá. Francisco vai ao país centro-americano e lá permanece de 23 a 27 de janeiro de 2019.

Panamá, JMJ 2019 não esquece sofrimento da Nicarágua.jpg

Este fato é o que faz a alegria Arcebispo de Panamá, Dom José Domingo Ulloa Mendieta.

A tristeza nasce da dor e solidariedade que os acontecimentos na Nicarágua trazem para o povo e Igreja naquele país tão próximo pelo território e pela fé.

E o Arcebispo da Cidade do Panamá expressa conjuntamente os seus sentimentos de alegria e tristeza unidos aos sentimentos de toda a juventude panamenha.

Vice-Presidente trata da JMJ no Vaticano

A vice-presidente do Panamá, Isabel de Saint Malo de Alvorado, teve um encontro no Vaticano com o cardeal secretário de Estado Pietro Parolin para discutir os detalhes da organização da JMJ 2019 e a visita do Santo Padre.


A vice-presidente e o purpurado concordaram sobre a importância dos desafios da região para as questões da democracia e dos direitos humanos, no contexto das crises políticas e sociais vividas pela Nicarágua e Venezuela em particular, e concordaram trabalhar juntos para apoiar o quadro da diplomacia e do direito internacional.

Foi, então que o arcebispo de Panamá, Dom José Domingo Ulloa Mendieta, O.S.A., expressou sua alegria pela confirmação oficial da presença do Papa, mas, ao mesmo tempo, quis manifestar sua solidariedade à Igreja na Nicarágua, também em nome da juventude do Panamá.

Dom Ulloa usou palavras duras para descrever esta realidade, que conhece de perto:

"O governo da Nicarágua supera o limite do inumano e da imoralidade. A repressão criminosa aos civis, na maioria jovens estudantes, é condenável de todo e qualquer ponto de vista. A comunidade internacional não pode ser indiferente!"

"Desta Igreja peregrina no Panamá, queremos unir-nos à condenação, ao repúdio aos atos de agressão ao povo nicaraguense, em particular a todos os membros do clero da Nicarágua", disse veementemente o arcebispo.

O Prelado convidou para uma oração particular pela na próxima quarta-feira, 25 de julho, às 17h locais na Basílica de Dom Bosco.

Será uma oração particular pela Nicarágua pedindo que o quanto antes "o povo da Nicarágua possa reencontrar a paz que deseja ardentemente".

Para concluir, o arcebispo panamenho disse que "Com a nossa oração e a solidariedade para com o povo nicaraguense e a Igreja peregrina na Nicarágua, o Senhor os abençoe nestes tempos difíceis".

(JSG)

 

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/96731-Panama--da-JMJ-2019--nao-esquece-sofrimento-da-Nicaragua. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading