Loading
 
 
 
Loading
 
Fátima: Cardeal Marto aponta três motivos para o Cristão ser alegre
Loading
 
15 de Agosto de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Fátima - Portugal (Quarta-feira, 15-08-2018, Gaudium Press) O Cardeal Dom Antônio Marto, bispo de Leiria-Fátima apresentou três motivos de alegria para o povo cristão em sua homilia durante a Missa da Solenidade da Assunção da Virgem Maria celebrada nesta manhã no Santuário de Fátima.

Fátima- Cardeal Marto aponta três motivos para o Cristão ser alegre.jpg

"O povo cristão, à luz da fé, intui e percebe que Nossa Senhora, no mistério da sua Assunção, é causa da nossa alegria em três aspetos: temos uma Mãe no Céu, não somos órfãos; esta Mãe acompanha-nos nas lutas da nossa vida e da nossa História e indica-nos o caminho para o Céu."

Hino Litúrgico

Com referência ao hino litúrgico da Missa de hoje, que louva Nossa Senhora pelo Mistério da Encarnação, Dom Antônio Marto lembrou que Maria, na sua Assunção, se mantém próxima dos seus filhos.

"Pelo fato de estar no Céu, não significa que Nossa Senhora está longe de nós. Está perto, porque participa da proximidade de Deus conosco. Conhece o coração íntimo de cada um de nós e pode escutar as nossas orações e ajudar-nos com a Sua bondade materna... E nós podemos confiar a nossa vida a esta Mãe. Não somos órfãos no mundo! Temos sempre a Mãe celeste conosco, e este amor materno enche-nos o coração de alegria."

Vitória

Sobre este amparo da Virgem, o bispo de Leiria-Fátima destacou a presença da "Mãe do Céu" nas horas de maior dificuldade, recorrendo a uma imagem figurativa, referida na primeira leitura, e lembrou que a Mensagem de Fátima indica a "garantia materna de que a última palavra sobre a vida e sobre a História é a vitória do amor misericordiosos de Deus".

Não desanimar - cumprir o pedido da Virgem

"Esta mãe luta conosco. Apoia-nos no combate contra a figura do dragão, que representa todas as figuras do mal. Isso mesmo no-lo transmitiu aqui, em Fátima, de uma maneira particular, a Lúcia, quando lhe disse: "não desanimes, Eu nunca te deixarei. O meu imaculado coração será o teu refúgio"; e à humanidade em guerra, quando nos disse que, por fim, o Seu Imaculado Coração triunfaria", lembrou o prelado, ao exortar os presentes a cumprir o pedido de Nossa Senhora para a oração do Rosário.

Exame de Consciência e Esperança

O Cardeal Dom Antônio Marto instruiu os peregrinos presentes a fazerem um exame de consciência sobre a devoção que têm a Nossa Senhora:

"Confio-Lhe a minha vida? Converso com Ela, como uma mãe? Entrego-Lhe os meus problemas, os meus dramas, as minhas preocupações? Rezo o Terço todos os dias?"

Por fim, o Purpurado quis destacar a "esperança" trazida pelo caminho do Céu apontado por Maria, que, desde o Seu primeiro ‘Sim', é exemplo para a nossa entrega.

"Nossa Senhora diz-nos que a vida terrena, que parece tão frágil, não desaparece na escuridão de um túnel, nem no buraco do Universo, mas tem uma plenitude em Deus, a que chamamos o Céu. O céu de Maria começou no primeiro ‘Sim' que disse à vontade de Deus. Cada sim de amor de Deus aos irmãos que vamos dando, na vida, é um passo para este Céu e para a eternidade. Esta esperança é causa da nossa alegria." (JSG)

 

Loading
Fátima: Cardeal Marto aponta três motivos para o Cristão ser alegre

Fátima - Portugal (Quarta-feira, 15-08-2018, Gaudium Press) O Cardeal Dom Antônio Marto, bispo de Leiria-Fátima apresentou três motivos de alegria para o povo cristão em sua homilia durante a Missa da Solenidade da Assunção da Virgem Maria celebrada nesta manhã no Santuário de Fátima.

Fátima- Cardeal Marto aponta três motivos para o Cristão ser alegre.jpg

"O povo cristão, à luz da fé, intui e percebe que Nossa Senhora, no mistério da sua Assunção, é causa da nossa alegria em três aspetos: temos uma Mãe no Céu, não somos órfãos; esta Mãe acompanha-nos nas lutas da nossa vida e da nossa História e indica-nos o caminho para o Céu."

Hino Litúrgico

Com referência ao hino litúrgico da Missa de hoje, que louva Nossa Senhora pelo Mistério da Encarnação, Dom Antônio Marto lembrou que Maria, na sua Assunção, se mantém próxima dos seus filhos.

"Pelo fato de estar no Céu, não significa que Nossa Senhora está longe de nós. Está perto, porque participa da proximidade de Deus conosco. Conhece o coração íntimo de cada um de nós e pode escutar as nossas orações e ajudar-nos com a Sua bondade materna... E nós podemos confiar a nossa vida a esta Mãe. Não somos órfãos no mundo! Temos sempre a Mãe celeste conosco, e este amor materno enche-nos o coração de alegria."

Vitória

Sobre este amparo da Virgem, o bispo de Leiria-Fátima destacou a presença da "Mãe do Céu" nas horas de maior dificuldade, recorrendo a uma imagem figurativa, referida na primeira leitura, e lembrou que a Mensagem de Fátima indica a "garantia materna de que a última palavra sobre a vida e sobre a História é a vitória do amor misericordiosos de Deus".

Não desanimar - cumprir o pedido da Virgem

"Esta mãe luta conosco. Apoia-nos no combate contra a figura do dragão, que representa todas as figuras do mal. Isso mesmo no-lo transmitiu aqui, em Fátima, de uma maneira particular, a Lúcia, quando lhe disse: "não desanimes, Eu nunca te deixarei. O meu imaculado coração será o teu refúgio"; e à humanidade em guerra, quando nos disse que, por fim, o Seu Imaculado Coração triunfaria", lembrou o prelado, ao exortar os presentes a cumprir o pedido de Nossa Senhora para a oração do Rosário.

Exame de Consciência e Esperança

O Cardeal Dom Antônio Marto instruiu os peregrinos presentes a fazerem um exame de consciência sobre a devoção que têm a Nossa Senhora:

"Confio-Lhe a minha vida? Converso com Ela, como uma mãe? Entrego-Lhe os meus problemas, os meus dramas, as minhas preocupações? Rezo o Terço todos os dias?"

Por fim, o Purpurado quis destacar a "esperança" trazida pelo caminho do Céu apontado por Maria, que, desde o Seu primeiro ‘Sim', é exemplo para a nossa entrega.

"Nossa Senhora diz-nos que a vida terrena, que parece tão frágil, não desaparece na escuridão de um túnel, nem no buraco do Universo, mas tem uma plenitude em Deus, a que chamamos o Céu. O céu de Maria começou no primeiro ‘Sim' que disse à vontade de Deus. Cada sim de amor de Deus aos irmãos que vamos dando, na vida, é um passo para este Céu e para a eternidade. Esta esperança é causa da nossa alegria." (JSG)

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/97274-Fatima--Cardeal-Marto-aponta-tres-motivos-para-o-Cristao-ser-alegre. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

No Sermão da Montanha, o Divino Mestre, além de ensinar o Pai-Nosso, mostrou a necessidade da ora ...
 
Jovem de pouco mais de vinte anos: preferiu ser morta antes que renunciar à sua castidade. ...
 
Afirma São Tomás de Aqui¬no que o homem tem toda a liberdade para a prática do bem, mas não, ev ...
 
A presença de uma colônia de italianos, à qual pertencem numerosos pescadores, possibilita essa e ...
 
O evento é organizado pela Congregação de Missionárias de Maria Imaculada e Santa Catarina de Se ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading