Loading
 
 
 
Loading
 
Bispo do Maranhão fala de suas expectativas pelos brasileiros na JMJ na Polônia
Loading
 
26 de Julho de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Brasília (Terça-feira, 26-07-2016, Gaudium Press) A 31ª edição da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), teve início nesta segunda-feira, 25 de julho. Até o dia 1º de agosto, milhares jovens vindos de diversas partes do mundo até Cracóvia serão embalados com a temática "Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia", que refletirá, especificamente, o Ano da Misericórdia convocado pelo Papa Francisco.

Gaudium Press.jpg

Sobre o evento mundial que reúne a juventude católica, e que acontece pela segunda vez na Polônia, os bispos brasileiros comentaram recentemente, através dos meios de comunicação, suas expectativas acerca da presença dos jovens brasileiros em terras europeias e prestes a ter um encontro especial com o Santo Padre.

Um deles foi o bispo de Caxias, no Maranhão, e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, Dom Vilson Basso. Segundo ele, a expectativa com a Jornada Mundial da Juventude é muito grande.

"Queremos de verdade que essa jornada coloque no coração da juventude esse ardor, esse amor missionário, lembrando a frase do nosso querido Papa Francisco: ‘Ide sem medo para servir uma Igreja jovem, uma Igreja missionária, uma Igreja comprometida com uma vida melhor para toda nossa juventude'", disse Dom Vilson.

Entre os 600 mil jovens inscritos na Jornada Mundial da Juventude, aproximadamente 7 mil são brasileiros. Além disso, o país é representado por 28 bispos.

Em Cracóvia, mais de 150 voluntários brasileiros estão participando da organização da JMJ. O evento, que ocorre em consonância com o Ano Santo da Misericórdia, é visto como um verdadeiro e próprio Jubileu dos Jovens em âmbito mundial.

Para Dom Vilson, "o Papa quer angariar, quer unir-se a essa multidão de jovens do mundo todo que estarão lá e querem espalhar esse sentimento de misericórdia por um mundo melhor, uma Igreja solidária, uma Igreja misericordiosa, uma Igreja de portas abertas".

A programação da JMJ terá duração de uma semana. Neste período, haverá diversas atividades, como a missa de abertura, cerimônia de boas-vindas, via-sacra, vigília e a missa final.

Esses atos principais irão contar com a participação do Papa Francisco.

Outro detalhe importante é que os jovens também poderão participar de catequeses coordenadas por brasileiros e por bispos do Brasil.

Aqui no país, inclusive, dioceses e arquidioceses promovem encontros, com o intuito de oferecer aos jovens que não puderam ir à Cracóvia a mesma experiência de partilha.

"Peço a Santa Faustina, com a sua pregação na misericórdia e São João Paulo II, aquele que passou essa paixão, esse amor, esse acreditar na juventude, que abençoe essa Jornada Mundial e que faça com que haja muitos frutos no coração da Igreja com a participação da juventude. Que Deus de fato abençoe a juventude do mundo, em especial, a juventude de nosso país", concluiu Dom Vilson Basso. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações CNBB

Loading
Bispo do Maranhão fala de suas expectativas pelos brasileiros na JMJ na Polônia

Brasília (Terça-feira, 26-07-2016, Gaudium Press) A 31ª edição da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), teve início nesta segunda-feira, 25 de julho. Até o dia 1º de agosto, milhares jovens vindos de diversas partes do mundo até Cracóvia serão embalados com a temática "Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia", que refletirá, especificamente, o Ano da Misericórdia convocado pelo Papa Francisco.

Gaudium Press.jpg

Sobre o evento mundial que reúne a juventude católica, e que acontece pela segunda vez na Polônia, os bispos brasileiros comentaram recentemente, através dos meios de comunicação, suas expectativas acerca da presença dos jovens brasileiros em terras europeias e prestes a ter um encontro especial com o Santo Padre.

Um deles foi o bispo de Caxias, no Maranhão, e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, Dom Vilson Basso. Segundo ele, a expectativa com a Jornada Mundial da Juventude é muito grande.

"Queremos de verdade que essa jornada coloque no coração da juventude esse ardor, esse amor missionário, lembrando a frase do nosso querido Papa Francisco: ‘Ide sem medo para servir uma Igreja jovem, uma Igreja missionária, uma Igreja comprometida com uma vida melhor para toda nossa juventude'", disse Dom Vilson.

Entre os 600 mil jovens inscritos na Jornada Mundial da Juventude, aproximadamente 7 mil são brasileiros. Além disso, o país é representado por 28 bispos.

Em Cracóvia, mais de 150 voluntários brasileiros estão participando da organização da JMJ. O evento, que ocorre em consonância com o Ano Santo da Misericórdia, é visto como um verdadeiro e próprio Jubileu dos Jovens em âmbito mundial.

Para Dom Vilson, "o Papa quer angariar, quer unir-se a essa multidão de jovens do mundo todo que estarão lá e querem espalhar esse sentimento de misericórdia por um mundo melhor, uma Igreja solidária, uma Igreja misericordiosa, uma Igreja de portas abertas".

A programação da JMJ terá duração de uma semana. Neste período, haverá diversas atividades, como a missa de abertura, cerimônia de boas-vindas, via-sacra, vigília e a missa final.

Esses atos principais irão contar com a participação do Papa Francisco.

Outro detalhe importante é que os jovens também poderão participar de catequeses coordenadas por brasileiros e por bispos do Brasil.

Aqui no país, inclusive, dioceses e arquidioceses promovem encontros, com o intuito de oferecer aos jovens que não puderam ir à Cracóvia a mesma experiência de partilha.

"Peço a Santa Faustina, com a sua pregação na misericórdia e São João Paulo II, aquele que passou essa paixão, esse amor, esse acreditar na juventude, que abençoe essa Jornada Mundial e que faça com que haja muitos frutos no coração da Igreja com a participação da juventude. Que Deus de fato abençoe a juventude do mundo, em especial, a juventude de nosso país", concluiu Dom Vilson Basso. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações CNBB

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/80897-Bispo-do-Maranhao-fala-de-suas-expectativas-pelos-brasileiros-na-JMJ-na-Polonia. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Matriz da Boa Vista acolherá grupos das paróquias que vão se revezar nas Adorações ao Santís ...
 
...
 
Mais de 8 mil católicos, 100 sacerdotes, 120 religiosas e 10 Bispos de todo o país, participaram d ...
 
Segundo o diretor da Rede do Apostolado da Oração do Papa, elas são fruto de um longo processo de ...
 
Desde a infância, ela tinha uma piedade intensa. Aos dez anos dedicou sua virgindade a Deus. ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading