Loading
 
 
 
Loading
 
Se reforçam as medidas de segurança antes da chegada do Papa à Polônia
Loading
 
26 de Julho de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Varsóvia - Polônia (Terça-feira, 26-07-2016, Gaudium Press) Após a prisão em Lodz, de um iraquiano de 48 anos que levava pequenas quantidades de explosivos -não suficientes para causar uma explosão-, as autoridades polonesas extremaram as medidas de segurança, a poucos dias da chegada do Papa à Jornada Mundial da Juventude, Cracóvia 2016. O Papa chegará na próxima quarta-feira à Polônia, ao aeroporto internacional João Paulo II de Cracóvia.

A descoberta do iraquiano e sua posterior prisão por um período de dois meses, é a mais visível das medidas tomadas pelas autoridades polonesas. Entretanto, o primeiro-ministro Mariusz Blaszczak informou que desde o dia 04 de julho se negou a entrada à Polônia de 200 pessoas.

As autoridades anunciaram que as inspeções aos acessos dos principais eventos da JMJ serão contínuas. Serão usados raios-x móveis, detectores de metal portáteis, cachorros treinados, entre outros. Após o recente atentado em Nice, foram proibidos qualquer tipo de caminhões nestes lugares de concentração, salvo os que tenham visto dos organizadores da JMJ.

Além disso, lugares de grande afluência de pessoas como estações de metrô, trens ou ônibus, terão uma especial vigilância.

Um canal por satélite de notícias polonês informou que foram encontrados rastros de explosivos no equipamento do iraquiano detido e em roupas de hotéis em Lodz e Cracóvia. (GPE/EPC)

Loading
Se reforçam as medidas de segurança antes da chegada do Papa à Polônia

Varsóvia - Polônia (Terça-feira, 26-07-2016, Gaudium Press) Após a prisão em Lodz, de um iraquiano de 48 anos que levava pequenas quantidades de explosivos -não suficientes para causar uma explosão-, as autoridades polonesas extremaram as medidas de segurança, a poucos dias da chegada do Papa à Jornada Mundial da Juventude, Cracóvia 2016. O Papa chegará na próxima quarta-feira à Polônia, ao aeroporto internacional João Paulo II de Cracóvia.

A descoberta do iraquiano e sua posterior prisão por um período de dois meses, é a mais visível das medidas tomadas pelas autoridades polonesas. Entretanto, o primeiro-ministro Mariusz Blaszczak informou que desde o dia 04 de julho se negou a entrada à Polônia de 200 pessoas.

As autoridades anunciaram que as inspeções aos acessos dos principais eventos da JMJ serão contínuas. Serão usados raios-x móveis, detectores de metal portáteis, cachorros treinados, entre outros. Após o recente atentado em Nice, foram proibidos qualquer tipo de caminhões nestes lugares de concentração, salvo os que tenham visto dos organizadores da JMJ.

Além disso, lugares de grande afluência de pessoas como estações de metrô, trens ou ônibus, terão uma especial vigilância.

Um canal por satélite de notícias polonês informou que foram encontrados rastros de explosivos no equipamento do iraquiano detido e em roupas de hotéis em Lodz e Cracóvia. (GPE/EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/80918-Se-reforcam-as-medidas-de-seguranca-antes-da-chegada-do-Papa-a-Polonia. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Em 2018, o registro de pessoas que se reconheciam católicas era de 15.483, 534 a mais em relação ...
 
A notícia foi transmitida pelo diretor interino da Sala de Imprensa da Santa Sé, Alessandro Gisott ...
 
A festa litúrgica será no dia 20, com celebrações no Santuário de Fátima e feriado n Brasil. ...
 
O número supera a estimativa dos organizadores, que era de 50 mil fiéis. ...
 
Em uma solene Eucaristia foi sagrado na Diocese de Chimoio, Manica, o novo Bispo Auxiliar de Maputo, ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading