Loading
 
 
 
Loading
 
Annibale Gammarelli, o “Alfaiate dos Papas”, faleceu em Roma
Loading
 
27 de Julho de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Roma - Itália (Quarta-feira, 27-07-2016, Gaudium Press) Annibale Gammarelli, conhecido como o "alfaiate dos Papas", era a quinta geração à frente da conhecida loja "Gammarelli", situada no centro de Roma e conhecida por confeccionar as batinas dos pontífices, especialmente para os conclaves. Morreu no dia 12 de julho de 2016 na Cidade Eterna, deixando o legado da empresa ao seu filho Stefano Paolo e seus sobrinhos Massimilliano e Lorenzo; hoje sexta geração da família dos alfaiates papais.

Annibale Gammarelli o Alfaiate dos Papas faleceu em Roma 1.jpg

A história desta peculiar loja, que por mais de dois séculos teve a honra de vestir não apenas aos pontífices, mas a Cardeais e também sacerdotes, tem suas origens em 1798 com Giovanni Antonio Gammarelli, quem iniciou com o nobre trabalho de vestir ao clero romano durante o pontificado do Papa Pio VI. Um trabalho que, após sua morte, passou ao seu filho Filippo e deste ao seu neto, Annibale, que em 1874 transladou a alfaiataria à Via Santa Clara no Palácio da Pontifícia Academia Eclesiástica, onde se encontra na atualidade.Annibale Gammarelli o Alfaiate dos Papas faleceu em Roma 2.jpg

Foi com a terceira geração que a loja teve um interessante impulso e um especial desenvolvimento, sendo amplamente conhecida dentro do contexto eclesial do momento. Após sua morte, seus filhos, BoaVentura e Giuseppe, em homenagem ao fundador, decidiram chamar a alfaiataria "Ditta Annibale Gammarelli". Um nome que levou o negócio familiar a ser conhecido no mundo eclesiástico, não apenas de Roma, mas da Itália e várias partes do mundo.

Foi Bonaventura quem em homenagem ao seu ancestral decidiu chamar ao seu filho Annibale quem até este ano levou as rendas da loja familiar. Com ele a alfaiataria foi incluída dentro dos negócios históricos de Roma, sendo provavelmente a empresa mais antiga de Roma que ainda é dirigida por descendentes diretos do fundador. Atualmente o filho e sobrinho de Annibale.Annibale Gammarelli o Alfaiate dos Papas faleceu em Roma 3.jpg

Essa alfaiataria está por trás de milhares de histórias, mas a que mais enche de orgulho o legado familiar é a tradição de confeccionar para cada conclave três batinas brancas de diferentes tamanhos que ficam prontas na espera do nome do sucessor de Pedro, e normalmente exibir na vitrine da loja enquanto transcorre a eleição do novo Pontífice.

Hoje tem a honra de vestir ao Santo Padre Francisco -que a cada dois meses troca de batina-, mas também tiveram a alegria de confeccionar as batinas, assim como a capa vermelha e o solidéu que utilizaram seus predecessores Pio XII, João XXIII, Paulo VI, João Paulo II e Bento XVI. (GPE/EPC)

Loading
Annibale Gammarelli, o “Alfaiate dos Papas”, faleceu em Roma

Roma - Itália (Quarta-feira, 27-07-2016, Gaudium Press) Annibale Gammarelli, conhecido como o "alfaiate dos Papas", era a quinta geração à frente da conhecida loja "Gammarelli", situada no centro de Roma e conhecida por confeccionar as batinas dos pontífices, especialmente para os conclaves. Morreu no dia 12 de julho de 2016 na Cidade Eterna, deixando o legado da empresa ao seu filho Stefano Paolo e seus sobrinhos Massimilliano e Lorenzo; hoje sexta geração da família dos alfaiates papais.

Annibale Gammarelli o Alfaiate dos Papas faleceu em Roma 1.jpg

A história desta peculiar loja, que por mais de dois séculos teve a honra de vestir não apenas aos pontífices, mas a Cardeais e também sacerdotes, tem suas origens em 1798 com Giovanni Antonio Gammarelli, quem iniciou com o nobre trabalho de vestir ao clero romano durante o pontificado do Papa Pio VI. Um trabalho que, após sua morte, passou ao seu filho Filippo e deste ao seu neto, Annibale, que em 1874 transladou a alfaiataria à Via Santa Clara no Palácio da Pontifícia Academia Eclesiástica, onde se encontra na atualidade.Annibale Gammarelli o Alfaiate dos Papas faleceu em Roma 2.jpg

Foi com a terceira geração que a loja teve um interessante impulso e um especial desenvolvimento, sendo amplamente conhecida dentro do contexto eclesial do momento. Após sua morte, seus filhos, BoaVentura e Giuseppe, em homenagem ao fundador, decidiram chamar a alfaiataria "Ditta Annibale Gammarelli". Um nome que levou o negócio familiar a ser conhecido no mundo eclesiástico, não apenas de Roma, mas da Itália e várias partes do mundo.

Foi Bonaventura quem em homenagem ao seu ancestral decidiu chamar ao seu filho Annibale quem até este ano levou as rendas da loja familiar. Com ele a alfaiataria foi incluída dentro dos negócios históricos de Roma, sendo provavelmente a empresa mais antiga de Roma que ainda é dirigida por descendentes diretos do fundador. Atualmente o filho e sobrinho de Annibale.Annibale Gammarelli o Alfaiate dos Papas faleceu em Roma 3.jpg

Essa alfaiataria está por trás de milhares de histórias, mas a que mais enche de orgulho o legado familiar é a tradição de confeccionar para cada conclave três batinas brancas de diferentes tamanhos que ficam prontas na espera do nome do sucessor de Pedro, e normalmente exibir na vitrine da loja enquanto transcorre a eleição do novo Pontífice.

Hoje tem a honra de vestir ao Santo Padre Francisco -que a cada dois meses troca de batina-, mas também tiveram a alegria de confeccionar as batinas, assim como a capa vermelha e o solidéu que utilizaram seus predecessores Pio XII, João XXIII, Paulo VI, João Paulo II e Bento XVI. (GPE/EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/80951-Annibale-Gammarelli--o--ldquo-Alfaiate-dos-Papas-rdquo---faleceu-em-Roma. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Em 2018, o registro de pessoas que se reconheciam católicas era de 15.483, 534 a mais em relação ...
 
A notícia foi transmitida pelo diretor interino da Sala de Imprensa da Santa Sé, Alessandro Gisott ...
 
A festa litúrgica será no dia 20, com celebrações no Santuário de Fátima e feriado n Brasil. ...
 
Em uma solene Eucaristia foi sagrado na Diocese de Chimoio, Manica, o novo Bispo Auxiliar de Maputo, ...
 
A iniciativa, que será realizada entre os dias 22 a 24 de fevereiro, ocorre por ocasião do centen ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading