Loading
 
 
 
Loading
 
Assim é a casa natal de São João Paulo II, um dos lugares mais visitados na JMJ
Loading
 
29 de Julho de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Wadowice - Polônia (Sexta-feira, 29-07-2016, Gaudium Press) São João Paulo II é sem dúvida um dos grandes protagonistas da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que começou no dia 26 de julho em Cracóvia, Polônia. E é protagonista não somente por ser o promotor destes encontros mundiais, mas porque justamente o evento tem lugar em seu país natal. É por isso que sua casa em Wadowice se converteu por estes dias em um dos lugares mais visitados pelos peregrinos que participam do encontro mundial.

Assim é a casa natal de São João Paulo II, um dos lugares mais visitados na JMJ.jpg

"É com devoção filial que beijo o umbral da casa de minha família e expresso meu agradecimento à Divina Providência pelo dom da vida depositado em mim por meus pais, para o ninho caloroso e familiar, pelo amor de meus seres queridos que me deu uma sensação de segurança e força, inclusive quando chegou o momento de encontrar-se com a experiência da morte e as dificuldades da vida cotidiana em tempos difíceis", diria o Pontífice polonês no dia 16 de junho de 1999, ao visitar o lugar onde nasceu.

A casa, hoje convertida em museu, está situada na rua Koscielna em Wadowice. Conta com uma antiguidade que data de mais de um século, pois foi construída antes de 1845. Os pais de Karol Wojtyla -futuro Papa-, se transladaram ao lugar em 1919. Pouco tempo depois, no dia 18 de maio de 1920, viu nascer em uma pequena habitação ao hoje Santo. A família Wojtyla viveu neste lugar de 1919 a 1938, ano em que Karol se mudou para Cracóvia. O futuro Papa viveu ali sua infância e sua juventude.

Após a eleição do Cardeal Wojtyla como novo sucessor de Pedro em 1978, se estabeleceu ali uma exposição aberta. Depois de passar por um processo de restauração que começou no ano 2010, a casa foi reaberta em 2014 tendo como epicentro a habitação onde nasceu. Hoje o Museu da Casa Natal de São João Paulo II é uma instituição cultural promovida pela Arquidiocese de Cracóvia, o Ministério da Cultura e Patrimônio Nacional, e o Município de Wadowice.

Por ocasião da JMJ o lugar acolheu no dia 25 de julho a apresentação do livro "As recordações do sofrimento de São João Paulo II", do escritor e vaticanista italiano Franco Bucarelli. Na obra, o autor relata a história do atentado do Papa Wojtyla ocorrido na Praça de São Pedro em 1981, que revive após ter estado em contato com vários objetos como a pistola com a qual Ali Agca disparou contra o Papa, o uniforme do policial que estava de guarda nesse dia na Praça de São Pedro, e o equipamento da sala da policlínica Gemelli, que hoje também estão presentes no Museu da Casa Natal do Santo Pontífice.

Neste dia, após a apresentação do livro, vários jornalistas participaram de uma cerimônia na qual colocaram na Casa Museu urnas com a terra dos diferentes países que visitou São João Paulo II.

"Até o momento na área do Museu, se juntou terra de 58 lugares. Se acrescentaram outras 26 urnas com terra de diversos países, entre eles estão: Brasil, Chile, Gabão, Líbano, Azerbaijão, Madagascar, Senegal, Argentina, Canadá, Eslovênia e Suíça", expõem nota de imprensa difundida pelo site da JMJ Cracóvia 2016.

A Casa Museu foi visitada por cerca de 5 mil pessoas na semana prévia ao evento mundial. Espera-se que mais de 50 mil visitantes se aproximem por estes dias do lugar, que permanecerá aberto para os peregrinos até o dia 18 de agosto. (GPE/EPC)

Loading
Assim é a casa natal de São João Paulo II, um dos lugares mais visitados na JMJ

Wadowice - Polônia (Sexta-feira, 29-07-2016, Gaudium Press) São João Paulo II é sem dúvida um dos grandes protagonistas da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que começou no dia 26 de julho em Cracóvia, Polônia. E é protagonista não somente por ser o promotor destes encontros mundiais, mas porque justamente o evento tem lugar em seu país natal. É por isso que sua casa em Wadowice se converteu por estes dias em um dos lugares mais visitados pelos peregrinos que participam do encontro mundial.

Assim é a casa natal de São João Paulo II, um dos lugares mais visitados na JMJ.jpg

"É com devoção filial que beijo o umbral da casa de minha família e expresso meu agradecimento à Divina Providência pelo dom da vida depositado em mim por meus pais, para o ninho caloroso e familiar, pelo amor de meus seres queridos que me deu uma sensação de segurança e força, inclusive quando chegou o momento de encontrar-se com a experiência da morte e as dificuldades da vida cotidiana em tempos difíceis", diria o Pontífice polonês no dia 16 de junho de 1999, ao visitar o lugar onde nasceu.

A casa, hoje convertida em museu, está situada na rua Koscielna em Wadowice. Conta com uma antiguidade que data de mais de um século, pois foi construída antes de 1845. Os pais de Karol Wojtyla -futuro Papa-, se transladaram ao lugar em 1919. Pouco tempo depois, no dia 18 de maio de 1920, viu nascer em uma pequena habitação ao hoje Santo. A família Wojtyla viveu neste lugar de 1919 a 1938, ano em que Karol se mudou para Cracóvia. O futuro Papa viveu ali sua infância e sua juventude.

Após a eleição do Cardeal Wojtyla como novo sucessor de Pedro em 1978, se estabeleceu ali uma exposição aberta. Depois de passar por um processo de restauração que começou no ano 2010, a casa foi reaberta em 2014 tendo como epicentro a habitação onde nasceu. Hoje o Museu da Casa Natal de São João Paulo II é uma instituição cultural promovida pela Arquidiocese de Cracóvia, o Ministério da Cultura e Patrimônio Nacional, e o Município de Wadowice.

Por ocasião da JMJ o lugar acolheu no dia 25 de julho a apresentação do livro "As recordações do sofrimento de São João Paulo II", do escritor e vaticanista italiano Franco Bucarelli. Na obra, o autor relata a história do atentado do Papa Wojtyla ocorrido na Praça de São Pedro em 1981, que revive após ter estado em contato com vários objetos como a pistola com a qual Ali Agca disparou contra o Papa, o uniforme do policial que estava de guarda nesse dia na Praça de São Pedro, e o equipamento da sala da policlínica Gemelli, que hoje também estão presentes no Museu da Casa Natal do Santo Pontífice.

Neste dia, após a apresentação do livro, vários jornalistas participaram de uma cerimônia na qual colocaram na Casa Museu urnas com a terra dos diferentes países que visitou São João Paulo II.

"Até o momento na área do Museu, se juntou terra de 58 lugares. Se acrescentaram outras 26 urnas com terra de diversos países, entre eles estão: Brasil, Chile, Gabão, Líbano, Azerbaijão, Madagascar, Senegal, Argentina, Canadá, Eslovênia e Suíça", expõem nota de imprensa difundida pelo site da JMJ Cracóvia 2016.

A Casa Museu foi visitada por cerca de 5 mil pessoas na semana prévia ao evento mundial. Espera-se que mais de 50 mil visitantes se aproximem por estes dias do lugar, que permanecerá aberto para os peregrinos até o dia 18 de agosto. (GPE/EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/81006-Assim-e-a-casa-natal-de-Sao-Joao-Paulo-II--um-dos-lugares-mais-visitados-na-JMJ. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading