Loading
 
 
 
Loading
 
Corte da Croácia revoga sentença condenatória ao Beato Cardenal Stepinac
Loading
 
29 de Julho de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Corte da Croácia revoga sentença condenatória ao Beato Cardenal Stepinac.jpg

Zagreb - Croácia (Sexta-feira, 29-07-2016, Gaudium Press) A Corte de Zagreb, Croácia, reverteu uma histórica condenação promulgada pelas autoridades comunistas contra o Beato Cardeal Aloysius Stepinac, Arcebispo de Zagreb. Em 1946, o prelado padeceu o que foi reconhecido como um juízo falso que resultou em sua condenação a 16 anos de trabalhos forçados. O Beato, reconhecido como mártir por São João Paulo II, faleceu em detenção domiciliar em 1960 por causa das sequelas de saúde por várias tentativas de envenenamento na prisão.

A sentença atual, emitida no dia 22 de julho, anula a condenação e estabelece que o juízo contra o Cardeal violentou todos os princípios da legislação penal e de procedimentos que se aplicam na atualidade, assim como as leis vigentes em seu momento, segundo informou Vatican Insider. A omissão do princípio de legalidade, a aplicação retroativa do código penal e a violação do direito a um juízo justo foram assinalados como parte dos motivos para anular postumamente a controvertida decisão.

Alguns detalhes do processo chamam a atenção: somente foram convocadas testemunhas contra o Cardeal, que ainda haviam sido instruídos para testemunhar contra o Arcebispo. Apesar das evidências, a decisão gerou reações na Sérvia, as acusações contra o Cardeal incluíam seu papel durante o período da Segunda Guerra Mundial e sua suposta relação com a organização nacionalista croata Ustacha.

Justamente para eliminar as confusões sobre a figura do Beato Cardeal Stepinac, a Santa Sede constituiu um grupo de estudo que analisará as questões de maior preocupação para os sérvios, a qual não terá nenhuma influência sobre o processo de canonização do Beato, mas contribuirá para comunicar a verdade já estabelecida pela Igreja no processo de investigação sobre o Beato. Mais de 40 mil folhas de testemunhos de pessoas contemporâneas ao Cardeal Stepinac e de pessoas cuja vida foi salva pela intervenção do Beato se somam à sentença civil em favor de sua inocência para esclarecer os rumores que ainda rodeiam a figura do purpurado. (GPE/EPC)

Loading
Corte da Croácia revoga sentença condenatória ao Beato Cardenal Stepinac

Corte da Croácia revoga sentença condenatória ao Beato Cardenal Stepinac.jpg

Zagreb - Croácia (Sexta-feira, 29-07-2016, Gaudium Press) A Corte de Zagreb, Croácia, reverteu uma histórica condenação promulgada pelas autoridades comunistas contra o Beato Cardeal Aloysius Stepinac, Arcebispo de Zagreb. Em 1946, o prelado padeceu o que foi reconhecido como um juízo falso que resultou em sua condenação a 16 anos de trabalhos forçados. O Beato, reconhecido como mártir por São João Paulo II, faleceu em detenção domiciliar em 1960 por causa das sequelas de saúde por várias tentativas de envenenamento na prisão.

A sentença atual, emitida no dia 22 de julho, anula a condenação e estabelece que o juízo contra o Cardeal violentou todos os princípios da legislação penal e de procedimentos que se aplicam na atualidade, assim como as leis vigentes em seu momento, segundo informou Vatican Insider. A omissão do princípio de legalidade, a aplicação retroativa do código penal e a violação do direito a um juízo justo foram assinalados como parte dos motivos para anular postumamente a controvertida decisão.

Alguns detalhes do processo chamam a atenção: somente foram convocadas testemunhas contra o Cardeal, que ainda haviam sido instruídos para testemunhar contra o Arcebispo. Apesar das evidências, a decisão gerou reações na Sérvia, as acusações contra o Cardeal incluíam seu papel durante o período da Segunda Guerra Mundial e sua suposta relação com a organização nacionalista croata Ustacha.

Justamente para eliminar as confusões sobre a figura do Beato Cardeal Stepinac, a Santa Sede constituiu um grupo de estudo que analisará as questões de maior preocupação para os sérvios, a qual não terá nenhuma influência sobre o processo de canonização do Beato, mas contribuirá para comunicar a verdade já estabelecida pela Igreja no processo de investigação sobre o Beato. Mais de 40 mil folhas de testemunhos de pessoas contemporâneas ao Cardeal Stepinac e de pessoas cuja vida foi salva pela intervenção do Beato se somam à sentença civil em favor de sua inocência para esclarecer os rumores que ainda rodeiam a figura do purpurado. (GPE/EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/81010-Corte-da-Croacia-revoga-sentenca-condenatoria-ao-Beato-Cardenal-Stepinac. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading