Loading
 
 
 
Loading
 
Mosteiros das Clarissas comemoram Santa Clara partilhando o Pão do Pobres na Espanha
Loading
 
12 de Agosto de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Valência - Espanha (Sexta-feira, 12-08-2016, Gaudium Press) Uma especial homenagem à sua fundadora: Santa Clara de Assis, foi a que renderam no dia 11 de agosto os Mosteiros das Clarissas da Diocese de Valência na Espanha Mosteiros das Clarissas comemoram Santa Clara partilhando o Pão do Pobres na Espanha 1.jpgpor ocasião da solenidade litúrgica da santa italiana. Os cinco claustros da ordem religiosa das Franciscanas Clarissas presente na jurisdição o celebraram com Santas Missas e com uma bela tradição franciscana: repartindo o "Pão dos Pobres" ou o "Pão de Santo Antônio".

Uma das celebrações Eucarísticas ocorreram no mosteiro da Pureza e São Jaime de Valência às 18h, sendo presidida pelo Padre Fernando Fuentes, OFM. Ali, ao concluir a Missa o sacerdote abençoou os tradicionais pãezinhos que foram distribuídos aos fiéis presentes nas homenagens à Santa Clara.

Por outro lado, o único convento das Clarissas Capuchinhas na Diocese, também celebrou uma Missa às 18h a qual foi presidida pelo Padre Efrén Millán, sacerdote Capuchinho.

E de onde vem a tradição do Pão dos Pobres? A partilha de pãezinhos é uma bela tradição franciscana que nasceu em 1890 e nos remete a Santo Antônio de Pádua, um dos santos franciscanos mais queridos.

Se diz que se originou depois de um milagre atribuído ao santo paduano. Um costume popular assinala que em uma ocasião uma criança foi Mosteiros das Clarissas comemoram Santa Clara partilhando o Pão do Pobres na Espanha 2.jpgdeixada sozinha perto de um recipiente cheio de água, onde acabou caindo acidentalmente e afogando-se de imediato. A mãe do menino, ao encontrá-lo morto, orou com grande Fé a Santo Antônio rogando-lhe que intercedesse diante de Deus para que seu filho vivesse novamente, prometendo-lhe em troca dar aos pobres tanto pão como o peso do seu filho. O Santo atendeu esta súplica e o menino retornou à vida, cumprindo sua mãe a promessa que havia feito ao santo paduano.

Daqui nasce a devoção chamada "pendis pueri", que significa "o peso do menino", que naquele tempo se fez popular quando os pais de família prometiam a Santo Antônio tanto pão como o peso dos seus filhos a fim de que lhes fosse concedida sua proteção.

Com o passar dos anos a tradição foi retomada pela Família Franciscana, que a popularizou e a difundiu pelo mundo, expressando-se como símbolo de caridade com o pobre, não só material, mas de espírito.

Esta caridade, sobretudo de espírito, foi a que viveu Santa Clara de Assis, que em 1212 fundou a Ordem das Clarissas. Ela foi a primeira mulher a quem a Igreja aprovou uma regra própria. As Clarissas se estabeleceram na Espanha em 1228 fundando o primeiro mosteiro em Pamplona. (GPE/EPC)

Loading
Mosteiros das Clarissas comemoram Santa Clara partilhando o Pão do Pobres na Espanha

Valência - Espanha (Sexta-feira, 12-08-2016, Gaudium Press) Uma especial homenagem à sua fundadora: Santa Clara de Assis, foi a que renderam no dia 11 de agosto os Mosteiros das Clarissas da Diocese de Valência na Espanha Mosteiros das Clarissas comemoram Santa Clara partilhando o Pão do Pobres na Espanha 1.jpgpor ocasião da solenidade litúrgica da santa italiana. Os cinco claustros da ordem religiosa das Franciscanas Clarissas presente na jurisdição o celebraram com Santas Missas e com uma bela tradição franciscana: repartindo o "Pão dos Pobres" ou o "Pão de Santo Antônio".

Uma das celebrações Eucarísticas ocorreram no mosteiro da Pureza e São Jaime de Valência às 18h, sendo presidida pelo Padre Fernando Fuentes, OFM. Ali, ao concluir a Missa o sacerdote abençoou os tradicionais pãezinhos que foram distribuídos aos fiéis presentes nas homenagens à Santa Clara.

Por outro lado, o único convento das Clarissas Capuchinhas na Diocese, também celebrou uma Missa às 18h a qual foi presidida pelo Padre Efrén Millán, sacerdote Capuchinho.

E de onde vem a tradição do Pão dos Pobres? A partilha de pãezinhos é uma bela tradição franciscana que nasceu em 1890 e nos remete a Santo Antônio de Pádua, um dos santos franciscanos mais queridos.

Se diz que se originou depois de um milagre atribuído ao santo paduano. Um costume popular assinala que em uma ocasião uma criança foi Mosteiros das Clarissas comemoram Santa Clara partilhando o Pão do Pobres na Espanha 2.jpgdeixada sozinha perto de um recipiente cheio de água, onde acabou caindo acidentalmente e afogando-se de imediato. A mãe do menino, ao encontrá-lo morto, orou com grande Fé a Santo Antônio rogando-lhe que intercedesse diante de Deus para que seu filho vivesse novamente, prometendo-lhe em troca dar aos pobres tanto pão como o peso do seu filho. O Santo atendeu esta súplica e o menino retornou à vida, cumprindo sua mãe a promessa que havia feito ao santo paduano.

Daqui nasce a devoção chamada "pendis pueri", que significa "o peso do menino", que naquele tempo se fez popular quando os pais de família prometiam a Santo Antônio tanto pão como o peso dos seus filhos a fim de que lhes fosse concedida sua proteção.

Com o passar dos anos a tradição foi retomada pela Família Franciscana, que a popularizou e a difundiu pelo mundo, expressando-se como símbolo de caridade com o pobre, não só material, mas de espírito.

Esta caridade, sobretudo de espírito, foi a que viveu Santa Clara de Assis, que em 1212 fundou a Ordem das Clarissas. Ela foi a primeira mulher a quem a Igreja aprovou uma regra própria. As Clarissas se estabeleceram na Espanha em 1228 fundando o primeiro mosteiro em Pamplona. (GPE/EPC)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Cardeal apresentou Nossa Senhora como exemplo para todos os fiéis. ...
 
O Pontífice visitará o país europeu entre os dias 25 e 26 de agosto, para participar do Encontro ...
 
O emoji criado consiste em uma pequena representando o rosto sorridente do Papa, com a bandeira da I ...
 
“ (...) todos os dias somos impulsionados a uma resposta livre ao chamado amoroso de Deus”, afir ...
 
Na festa da Assunção da Virgem Maria, Cardeal Antônio Marto indica três motivos de alegria para ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading