Loading
 
 
 
Loading
 
Papa ao falar de Maria Santíssima: “Ela foi a primeira a acreditar no Filho de Deus”
Loading
 
15 de Agosto de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Segunda-feira, 15-08-2016, Gaudium Press) Ao regressar à janela do Palácio Apostólico nesta segunda-feira, 15, feriado no Vaticano por ocasião da Solenidade da Assunção de Maria Santíssima, o Papa Francisco falou aos milhares de fiéis reunidos na Praça São Pedro que Nossa Senhora nos precede na "estrada dos batizados".

Gaudium Press.jpg

As palavras do Pontífice recordaram as vítimas inocentes que "não têm peso sobre a opinião mundial", bem como todas as mulheres que vivem situações dramáticas:

"Que a elas possa chegar o quanto antes o início de uma cidade de paz, de justiça, de amor, à espera do dia em que finalmente se sentirão seguradas por mãos que não humilham, mas que com ternura as reerguem e as conduzem até o céu", pediu o Santo Padre.

Segundo o Papa, "o Evangelho da Solenidade da Assunção de Maria descreve o encontro entre Maria e a prima Elisabete, destacando que ‘Maria levantou-se e com pressa foi até a região montanhosa, em uma cidade de Judá'.

"Naqueles dias, Maria corria em direção a uma pequena cidade próximo a Jerusalém para encontrar Elisabete. Hoje a contemplamos na sua estrada em direção à Jerusalém celeste, para encontrar finalmente o rosto do Pai e rever o rosto do seu Filho Jesus. Muitas vezes na sua vida terrena havia percorrido áreas montanhosas, até a última dolorosa estação do Calvário, associada ao mistério da paixão de Cristo", completou.

Agora, conforme o Santo Padre, "a vemos chegar à montanha de Deus, ‘vestida como o sol, com a lua sob seus pés e, na cabeça, uma coroa de doze estrelas' e atravessar os limites da pátria celeste".

"Ela foi a primeira a acreditar no Filho de Deus, e é a primeira a subir aos céus em corpo e alma. Inicialmente, acolheu e tomou conta de Jesus quando ainda era criança, e é a primeira a ser acolhida pelos braços de seu Filho para ser levada ao Reino eterno do Pai".

Francisco lembrou ainda que Maria Santíssima era moça humilde e simples de uma vila perdida na periferia do império, "justamente porque acolheu e viveu o Evangelho, foi admitida por Deus para estar pela eternidade ao lado do trono do Filho. É assim que o Senhor tira os potentes dos tronos e eleva os humildes". (LMI)

Loading
Papa ao falar de Maria Santíssima: “Ela foi a primeira a acreditar no Filho de Deus”

Cidade do Vaticano (Segunda-feira, 15-08-2016, Gaudium Press) Ao regressar à janela do Palácio Apostólico nesta segunda-feira, 15, feriado no Vaticano por ocasião da Solenidade da Assunção de Maria Santíssima, o Papa Francisco falou aos milhares de fiéis reunidos na Praça São Pedro que Nossa Senhora nos precede na "estrada dos batizados".

Gaudium Press.jpg

As palavras do Pontífice recordaram as vítimas inocentes que "não têm peso sobre a opinião mundial", bem como todas as mulheres que vivem situações dramáticas:

"Que a elas possa chegar o quanto antes o início de uma cidade de paz, de justiça, de amor, à espera do dia em que finalmente se sentirão seguradas por mãos que não humilham, mas que com ternura as reerguem e as conduzem até o céu", pediu o Santo Padre.

Segundo o Papa, "o Evangelho da Solenidade da Assunção de Maria descreve o encontro entre Maria e a prima Elisabete, destacando que ‘Maria levantou-se e com pressa foi até a região montanhosa, em uma cidade de Judá'.

"Naqueles dias, Maria corria em direção a uma pequena cidade próximo a Jerusalém para encontrar Elisabete. Hoje a contemplamos na sua estrada em direção à Jerusalém celeste, para encontrar finalmente o rosto do Pai e rever o rosto do seu Filho Jesus. Muitas vezes na sua vida terrena havia percorrido áreas montanhosas, até a última dolorosa estação do Calvário, associada ao mistério da paixão de Cristo", completou.

Agora, conforme o Santo Padre, "a vemos chegar à montanha de Deus, ‘vestida como o sol, com a lua sob seus pés e, na cabeça, uma coroa de doze estrelas' e atravessar os limites da pátria celeste".

"Ela foi a primeira a acreditar no Filho de Deus, e é a primeira a subir aos céus em corpo e alma. Inicialmente, acolheu e tomou conta de Jesus quando ainda era criança, e é a primeira a ser acolhida pelos braços de seu Filho para ser levada ao Reino eterno do Pai".

Francisco lembrou ainda que Maria Santíssima era moça humilde e simples de uma vila perdida na periferia do império, "justamente porque acolheu e viveu o Evangelho, foi admitida por Deus para estar pela eternidade ao lado do trono do Filho. É assim que o Senhor tira os potentes dos tronos e eleva os humildes". (LMI)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading