Loading
 
 
 
Loading
 
Madre Teresa vista por João Paulo II
Loading
 
1 de Setembro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano - (Quinta-feira, 01/09/2016, Gaudium Press) - No dia seguinte da Beatificação de Madre Teresa de Calcutá, em 20 de outubro de 2003, o então Papa João Paulo II, com toda razão, continuava emocionado.Madre Teresa vista por João Paulo II 2.jpg

Quando recebia os numerosos peregrinos de várias partes do mundo que tinham se dirigido a Roma para participar da Beatificação de Madre Teresa, o Papa Wojtyla quis unir-se à Ação de Graças que os fiéis faziam e, com uma breve saudação quis destacar a "grande estima e sincero afeto» que nutria e o unia à Beata que no dia 4 de setembro será canonizada.

Missionária da Caridade, da Paz, da Vida

"Antes de tudo, missionária: não cabe dúvidas de que a nova beata foi uma das maiores missionárias do século XX, afirmou o Papa, sublinhando que esta mulher simples, vinda de uma das zonas mais pobres da Europa, o Senhor a constituiu em um instrumento eleito para anunciar o Evangelho a todo o mundo, não com a pregação, mas com gestos diários de amor pelos mais pobres".

"Missionária com a linguagem mais universal: o da caridade sem limites nem exclusões, sem preferências, salvo pelos mais abandonados", disse o Papa que veio da Polônia.

Com Nosso Senhor Jesus Cristo, "Bom samaritano da humanidade", Deus que é caridade, através dos santos da caridade, -e Madre Teresa resplandece entre eles de forma especial- segue inclinando-se "sobre o homem ferido no corpo e no espírito", reiterou o Pontífice.

João Paulo II lembrou também que "toda a existência de Madre Teresa foi um Hino à vida"... "falou sempre claramente em defesa da vida humana, inclusive quando sua mensagem não era vista com agrado".Madre Teresa vista por João Paulo II.jpg

"Seus encontros diários com a morte, com a lepra, com o aids, e com todo o tipo de sofrimento fizeram dela um testemunho convincente do evangelho da vida".

Ela "renovava esse ‘sim' a cada manhã, em união com Maria, aos pés da cruz de Cristo":

"A mensagem de Madre Teresa, -hoje mais que nunca- se apresenta como um convite dirigido a todos. Toda sua existência nos recorda que ser cristão significa ser testemunho da caridade. Este é o lema da nova Beata.

Fazendo-me eco de suas palavras, exorto a cada um a seguir com generosidade e valentia os passos desta autêntica discípula de Cristo.

Pelas sendas da caridade, Madre Teresa caminha ao vosso lado". (JSG)

Loading
Madre Teresa vista por João Paulo II

Cidade do Vaticano - (Quinta-feira, 01/09/2016, Gaudium Press) - No dia seguinte da Beatificação de Madre Teresa de Calcutá, em 20 de outubro de 2003, o então Papa João Paulo II, com toda razão, continuava emocionado.Madre Teresa vista por João Paulo II 2.jpg

Quando recebia os numerosos peregrinos de várias partes do mundo que tinham se dirigido a Roma para participar da Beatificação de Madre Teresa, o Papa Wojtyla quis unir-se à Ação de Graças que os fiéis faziam e, com uma breve saudação quis destacar a "grande estima e sincero afeto» que nutria e o unia à Beata que no dia 4 de setembro será canonizada.

Missionária da Caridade, da Paz, da Vida

"Antes de tudo, missionária: não cabe dúvidas de que a nova beata foi uma das maiores missionárias do século XX, afirmou o Papa, sublinhando que esta mulher simples, vinda de uma das zonas mais pobres da Europa, o Senhor a constituiu em um instrumento eleito para anunciar o Evangelho a todo o mundo, não com a pregação, mas com gestos diários de amor pelos mais pobres".

"Missionária com a linguagem mais universal: o da caridade sem limites nem exclusões, sem preferências, salvo pelos mais abandonados", disse o Papa que veio da Polônia.

Com Nosso Senhor Jesus Cristo, "Bom samaritano da humanidade", Deus que é caridade, através dos santos da caridade, -e Madre Teresa resplandece entre eles de forma especial- segue inclinando-se "sobre o homem ferido no corpo e no espírito", reiterou o Pontífice.

João Paulo II lembrou também que "toda a existência de Madre Teresa foi um Hino à vida"... "falou sempre claramente em defesa da vida humana, inclusive quando sua mensagem não era vista com agrado".Madre Teresa vista por João Paulo II.jpg

"Seus encontros diários com a morte, com a lepra, com o aids, e com todo o tipo de sofrimento fizeram dela um testemunho convincente do evangelho da vida".

Ela "renovava esse ‘sim' a cada manhã, em união com Maria, aos pés da cruz de Cristo":

"A mensagem de Madre Teresa, -hoje mais que nunca- se apresenta como um convite dirigido a todos. Toda sua existência nos recorda que ser cristão significa ser testemunho da caridade. Este é o lema da nova Beata.

Fazendo-me eco de suas palavras, exorto a cada um a seguir com generosidade e valentia os passos desta autêntica discípula de Cristo.

Pelas sendas da caridade, Madre Teresa caminha ao vosso lado". (JSG)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/81750-Madre-Teresa-vista-por-Joao-Paulo-II. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading