Loading
 
 
 
Loading
 
Cardeal Poli celebra Missa em memória a Santa Rosa de Lima
Loading
 
2 de Setembro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Buenos Aires - Argentina (Sexta-feira, 02-09-2016, Gaudium Press) No dia 30 de agosto, o Cardeal Arcebispo de Buenos Aires, Dom Mario Aurelio Poli celebrou uma Missa na paróquia e Basílica dedicada a Santa Rosa de Lima na capital argentina. Centenas de fiéis acudiram para venerar a padroeira da América e das Filipinas. Às 16h foi realizada uma procissão com as relíquias e imagem da Santa.Cardeal Poli celebra Missa em memória a Santa Rosa de Lima.jpg

Após a procissão foram entoados na Basílica os hinos nacionais da Argentina e do Peru, e às 19h se celebrou a Eucaristia, presidida pelo Cardeal Mario Aurelio Poli, que destacou a importância de Santa Rosa na história argentina.

À luz de sua vida intensa e bela, Santa Rosa nos mostra que somente vale a pena gloriar-se no Senhor, que tudo pode. Isto é, gloriar-se de ter a Deus como amigo íntimo e reconhecer que tudo recebemos dEle", manifestou o Arcebispo, e pediu "que a oferenda de amor nos contagie o modo de agradar a Deus na vida cotidiana, ao estilo de 'Rosita'".

O Cardeal Poli recordou a figura de Santa Rosa como alguém que "pouco a pouco foi distinguindo-se do comum dos jovens de sua época, certamente pelos valores do espírito, da caridade e do serviço". "Seu amor e assistência a índios, negros e enfermos, e sua delicada caridade para com os pobres em geral, resumia para os congressistas o exemplo de desinteresse e solidariedade que devia ter todo patriota para construir o bem comum da Nação", expressou.

Santa Rosa buscou o rosto de Cristo na oração "vestindo o dorso desnudo do Mestre na Cruz, com suas penitências, jejuns e sacrifícios, servindo-se nos pobres e enfermos", e assegurou que "Ele a atraiu ao seu Reino pelo caminho seguro da Graça e ela respondeu com todas as entranhas religiosas de seu coração jovem, se deixou atrair por Deus, que essa é a santidade: uma atração predileta de Deus".

Para finalizar, o Cardeal convidou aos presentes a encomendarem-se a Santa Rosa de Lima: "Rosa de meu coração, deixai cair sobre o povo que te escolheu como padroeira as pétalas de tuas virtudes, as graças que necessitamos para renovar a Fé em Deus e a caridade que nos permita trabalhar por um encontro fraterno entre os argentinos". (GPE/EPC)

Loading
Cardeal Poli celebra Missa em memória a Santa Rosa de Lima

Buenos Aires - Argentina (Sexta-feira, 02-09-2016, Gaudium Press) No dia 30 de agosto, o Cardeal Arcebispo de Buenos Aires, Dom Mario Aurelio Poli celebrou uma Missa na paróquia e Basílica dedicada a Santa Rosa de Lima na capital argentina. Centenas de fiéis acudiram para venerar a padroeira da América e das Filipinas. Às 16h foi realizada uma procissão com as relíquias e imagem da Santa.Cardeal Poli celebra Missa em memória a Santa Rosa de Lima.jpg

Após a procissão foram entoados na Basílica os hinos nacionais da Argentina e do Peru, e às 19h se celebrou a Eucaristia, presidida pelo Cardeal Mario Aurelio Poli, que destacou a importância de Santa Rosa na história argentina.

À luz de sua vida intensa e bela, Santa Rosa nos mostra que somente vale a pena gloriar-se no Senhor, que tudo pode. Isto é, gloriar-se de ter a Deus como amigo íntimo e reconhecer que tudo recebemos dEle", manifestou o Arcebispo, e pediu "que a oferenda de amor nos contagie o modo de agradar a Deus na vida cotidiana, ao estilo de 'Rosita'".

O Cardeal Poli recordou a figura de Santa Rosa como alguém que "pouco a pouco foi distinguindo-se do comum dos jovens de sua época, certamente pelos valores do espírito, da caridade e do serviço". "Seu amor e assistência a índios, negros e enfermos, e sua delicada caridade para com os pobres em geral, resumia para os congressistas o exemplo de desinteresse e solidariedade que devia ter todo patriota para construir o bem comum da Nação", expressou.

Santa Rosa buscou o rosto de Cristo na oração "vestindo o dorso desnudo do Mestre na Cruz, com suas penitências, jejuns e sacrifícios, servindo-se nos pobres e enfermos", e assegurou que "Ele a atraiu ao seu Reino pelo caminho seguro da Graça e ela respondeu com todas as entranhas religiosas de seu coração jovem, se deixou atrair por Deus, que essa é a santidade: uma atração predileta de Deus".

Para finalizar, o Cardeal convidou aos presentes a encomendarem-se a Santa Rosa de Lima: "Rosa de meu coração, deixai cair sobre o povo que te escolheu como padroeira as pétalas de tuas virtudes, as graças que necessitamos para renovar a Fé em Deus e a caridade que nos permita trabalhar por um encontro fraterno entre os argentinos". (GPE/EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/81781-Cardeal-Poli-celebra-Missa-em-memoria-a-Santa-Rosa-de-Lima. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading