Loading
 
 
 
Loading
 
Primeiro sacerdote nascido no Tajiquistão é ordenado em Roma
Loading
 
6 de Setembro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Roma - Itália (Terça-feira, 06-09-2016, Gaudium Press) O Padre Orzú Saidshoev fez história no dia 25 de junho ao converter-se no Tajiquistão e ser ordenado sacerdote. O Padre Saidshoev pertence ao Instituto do Verbo Encarnado e como missionário será enviado para a Rússia. O sacerdote recebeu o Sacramento da Ordem na Catedral de Montefiascone, Itália, das mãos do Bispo de Viterbo, Dom Lino Fumagalli.

Primeiro sacerdote nascido no Tajiquistão foi ordenado em 2016.jpg

O fato foi qualificado como "uma imensa graça para toda sua nação, para o Instituto e para nossa 'sui iuris' missão nesse país", pela Congregação. "Numerosas pessoas, entre familiares e amigos dos recém-ordenados, assistiram a celebração solene que ocorreu na parte da manhã, e depois a festa com toda a família religiosa no pátio do Seminário San Vitaliano".

Sobre a particular missão do primeiro sacerdote da história de um país, o Padre Saidshoev compartilhou com a agência ACI algumas das vivências. "Sinto um pouco de temor porque tenho uma responsabilidade muito grande já que sou o primeiro e também muita alegria porque é um caminho muito alegre, um caminho de santidade para salvar as almas", confessou. "É muito importante, o que fizeram os missionários da Argentina que estavam no Tajiquistão, evangelizaram a missão e graças a eles é que eu estou aqui".

O sacerdote provêm de uma pequena comunidade católica de apenas 300 fiéis divididos em duas paróquias. "Temos três sacerdotes missionários da Argentina, três Irmãs de nosso Instituto e quatro Irmãs de Madre Teresa de Calcutá", relatou. Os crentes são tão poucos que não existem atritos com o resto da povoação, cuja imensa maioria é muçulmana. No entanto, existem restrições da liberdade religiosa, comentou: "Não posso evangelizar em público e tampouco posso usar batina".

"Peço a graça de perseverar neste caminho que não é fácil, e também peço a graça de poder salvar muitas almas, para ganhá-las e levá-las ao céu", concluiu o Padre Saidshoev em sua entrevista. "Isso é o principal do ministério sacerdotal e assim também peço a graça de que no Tajiquistão possa haver muitos cristãos e possam converter-se". (GPE/EPC)

Loading
Primeiro sacerdote nascido no Tajiquistão é ordenado em Roma

Roma - Itália (Terça-feira, 06-09-2016, Gaudium Press) O Padre Orzú Saidshoev fez história no dia 25 de junho ao converter-se no Tajiquistão e ser ordenado sacerdote. O Padre Saidshoev pertence ao Instituto do Verbo Encarnado e como missionário será enviado para a Rússia. O sacerdote recebeu o Sacramento da Ordem na Catedral de Montefiascone, Itália, das mãos do Bispo de Viterbo, Dom Lino Fumagalli.

Primeiro sacerdote nascido no Tajiquistão foi ordenado em 2016.jpg

O fato foi qualificado como "uma imensa graça para toda sua nação, para o Instituto e para nossa 'sui iuris' missão nesse país", pela Congregação. "Numerosas pessoas, entre familiares e amigos dos recém-ordenados, assistiram a celebração solene que ocorreu na parte da manhã, e depois a festa com toda a família religiosa no pátio do Seminário San Vitaliano".

Sobre a particular missão do primeiro sacerdote da história de um país, o Padre Saidshoev compartilhou com a agência ACI algumas das vivências. "Sinto um pouco de temor porque tenho uma responsabilidade muito grande já que sou o primeiro e também muita alegria porque é um caminho muito alegre, um caminho de santidade para salvar as almas", confessou. "É muito importante, o que fizeram os missionários da Argentina que estavam no Tajiquistão, evangelizaram a missão e graças a eles é que eu estou aqui".

O sacerdote provêm de uma pequena comunidade católica de apenas 300 fiéis divididos em duas paróquias. "Temos três sacerdotes missionários da Argentina, três Irmãs de nosso Instituto e quatro Irmãs de Madre Teresa de Calcutá", relatou. Os crentes são tão poucos que não existem atritos com o resto da povoação, cuja imensa maioria é muçulmana. No entanto, existem restrições da liberdade religiosa, comentou: "Não posso evangelizar em público e tampouco posso usar batina".

"Peço a graça de perseverar neste caminho que não é fácil, e também peço a graça de poder salvar muitas almas, para ganhá-las e levá-las ao céu", concluiu o Padre Saidshoev em sua entrevista. "Isso é o principal do ministério sacerdotal e assim também peço a graça de que no Tajiquistão possa haver muitos cristãos e possam converter-se". (GPE/EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/81877-Primeiro-sacerdote-nascido-no-Tajiquistao-e-ordenado-em-Roma. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Na mentalidade de muitas pessoas perpassa essa ideia de que o sacramento é alguma coisa que se comp ...
 
Há 18 anos João Paulo II reconhecia o carisma dos Arautos do Evangelho, e os erigia como Associaç ...
 
O tema do encontro, que reuniu mais de 1.200 homens na Diocese de Phoenix, foi 'Uma Nova Cavalaria'. ...
 
A comemoração da Cátedra de São Pedro põe em relevo a missão de mestre e de pastor conferida p ...
 
O telegrama foi endereçado a Dom Anthony Fallah Borwah, presidente da Conferência Episcopal da Lib ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading