Loading
 
 
 
Loading
 
Vaticano: Papa recorda como "mártir" o padre assassinado em igreja francesa
Loading
 
14 de Setembro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano - (Quarta-feira, 14/09/2016, Gaudium Press) - O Papa Francisco disse hoje no Vaticano, durante a homilia da Missa celebrada na Capela da Casa Santa Marta, que o Padre Jacques Hamel, é "um mártir".

 papa_martir_padre_assassinado_igreja_francesa.jpg
Foto L'Osservatore Romano

O sacerdote francês foi assassinado em 26 de julho último, enquanto celebrava a Eucaristia na igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, próximo de Rouen, norte de França.

E mais, Francisco considerou como sendo um ato "satânico" matar em nome da religião.

Missa em sufrágio da Alma de Padre Jacques

"É um mártir! E os mártires são bem-aventurados. Devemos rezar para que ele nos dê a mansidão, a fraternidade, a paz, também a coragem de dizer a verdade: matar em nome de Deus é satânico", foram comentários feitos pelo Pontífice na homilia da Missa que ele presidiu nesta manhã quando se rezava em sufrágio da alma do religioso.

O sacerdote octogenário foi morto por fundamentalistas islâmicos que tomaram reféns na igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, próximo de Rouen, norte de França, antes destes serem abatidos pelas forças policiais.

Sinal de proximidade

O Vaticano informou que a tradicional celebração pretendeu ser um "sinal de proximidade para os familiares do padre Jacques Hamel e de toda a comunidade de Rouen".

80 peregrinos acompanhados do bispo diocesano Dom Dominique Lebrun, participam da Missa do Papa.

Palavras do Papa

Francisco lembrou que hoje "mais mártires cristãos" do que nos primeiros séculos da sua história: "Hoje há cristãos assassinados, torturados, presos, degolados porque não renegam Jesus Cristo".

Segundo o Papa, o padre Jacques Hamel "faz parte desta cadeia de mártires", dos que sofrem por causa da sua fé.

O Santo Padre denunciou a "crueldade desta perseguição", classificando, mais uma vez, como "satânica" qualquer tentativa de levar à "apostasia" da própria fé: "Quanto gostaria de que todas as confissões dissessem: matar em nome de Deus é satânico", insistiu.

Padre Jacques Hamel

O Papa evocou a memória do padre Jacques Hamel como um "homem bom, manso, de fraternidade, que procurar sempre a paz" e que acabou "assassinado como se fosse um criminoso". "Esta é a linha satânica da perseguição", advertiu.

Francisco afirmou que o sacerdote assassinado teria "identificado claramente o nome do assassino", ao dizer, antes da sua morte: ‘Vai-te embora, Satanás':

"Deu a vida por nós, deu a vida para não renegar Jesus. Deu a vida no mesmo sacrifício de Jesus sobre o altar e dali acusou o autor da perseguição: ‘Vai-te embora Satanás'".

O Papa concluiu suas palavras afirmando seu desejo de que este "exemplo de coragem" ajude todos a procurar construir a "fraternidade", sem "medo" dos outros.

A Missa teve transmissão direta do Centro Televisivo do Vaticano. Em cima do altar, estava uma foto do padre Jacques Hamel. (JSG)

Loading
Vaticano: Papa recorda como "mártir" o padre assassinado em igreja francesa

Cidade do Vaticano - (Quarta-feira, 14/09/2016, Gaudium Press) - O Papa Francisco disse hoje no Vaticano, durante a homilia da Missa celebrada na Capela da Casa Santa Marta, que o Padre Jacques Hamel, é "um mártir".

 papa_martir_padre_assassinado_igreja_francesa.jpg
Foto L'Osservatore Romano

O sacerdote francês foi assassinado em 26 de julho último, enquanto celebrava a Eucaristia na igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, próximo de Rouen, norte de França.

E mais, Francisco considerou como sendo um ato "satânico" matar em nome da religião.

Missa em sufrágio da Alma de Padre Jacques

"É um mártir! E os mártires são bem-aventurados. Devemos rezar para que ele nos dê a mansidão, a fraternidade, a paz, também a coragem de dizer a verdade: matar em nome de Deus é satânico", foram comentários feitos pelo Pontífice na homilia da Missa que ele presidiu nesta manhã quando se rezava em sufrágio da alma do religioso.

O sacerdote octogenário foi morto por fundamentalistas islâmicos que tomaram reféns na igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, próximo de Rouen, norte de França, antes destes serem abatidos pelas forças policiais.

Sinal de proximidade

O Vaticano informou que a tradicional celebração pretendeu ser um "sinal de proximidade para os familiares do padre Jacques Hamel e de toda a comunidade de Rouen".

80 peregrinos acompanhados do bispo diocesano Dom Dominique Lebrun, participam da Missa do Papa.

Palavras do Papa

Francisco lembrou que hoje "mais mártires cristãos" do que nos primeiros séculos da sua história: "Hoje há cristãos assassinados, torturados, presos, degolados porque não renegam Jesus Cristo".

Segundo o Papa, o padre Jacques Hamel "faz parte desta cadeia de mártires", dos que sofrem por causa da sua fé.

O Santo Padre denunciou a "crueldade desta perseguição", classificando, mais uma vez, como "satânica" qualquer tentativa de levar à "apostasia" da própria fé: "Quanto gostaria de que todas as confissões dissessem: matar em nome de Deus é satânico", insistiu.

Padre Jacques Hamel

O Papa evocou a memória do padre Jacques Hamel como um "homem bom, manso, de fraternidade, que procurar sempre a paz" e que acabou "assassinado como se fosse um criminoso". "Esta é a linha satânica da perseguição", advertiu.

Francisco afirmou que o sacerdote assassinado teria "identificado claramente o nome do assassino", ao dizer, antes da sua morte: ‘Vai-te embora, Satanás':

"Deu a vida por nós, deu a vida para não renegar Jesus. Deu a vida no mesmo sacrifício de Jesus sobre o altar e dali acusou o autor da perseguição: ‘Vai-te embora Satanás'".

O Papa concluiu suas palavras afirmando seu desejo de que este "exemplo de coragem" ajude todos a procurar construir a "fraternidade", sem "medo" dos outros.

A Missa teve transmissão direta do Centro Televisivo do Vaticano. Em cima do altar, estava uma foto do padre Jacques Hamel. (JSG)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/82032-Vaticano--Papa-recorda-como--martir--o-padre-assassinado-em-igreja-francesa. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading