Loading
 
 
 
Loading
 
“A experiência religiosa, uma realidade antropológica”: tema do curso para professores de religião em Madri
Loading
 
14 de Setembro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Madri - Espanha (Terça-feira, 13-09-2016, Gaudium Press) A Delegação Episcopal de ensino da Arquidiocese de Madri, com a colaboração do Colégio Profissional da Educação (CPL), realizará nos dias 19, 20, 21, 26 e 27 de setembro um curso para os professores de religião que levará por tema "A experiência religiosa, uma realidade antropológica".

O objetivo do curso, como explica Carlos Esteban Garcés, diretor do programa, é o de "aprofundar na compreensão da experiência religiosa, com suas implicações teológicas, assim como pedagógicas", além de "impulsionar a melhora do ensino da religião que sabemos nunca pode ser superior à qualidade de seus professores.

"O objetivo é, definitivamente, fortalecer aos docentes de Religião em um compromisso com a inovação acolhendo as novas tendências pedagógicas", pontualiza.

Garcés, também se refere ao porquê do tema do programa acadêmico: "Quando se fala dos religiosos, ao menos nas primeiras impressões, se pensa em estruturas, instituições, poderes ou relações com o Estado (...) No entanto, nos pode escapar o mais essencial: o religioso constitui uma experiência humana. A religião é, inicialmente, uma realidade antropológica".

Comenta além disso, que o currículo de Religião, renovado em 2015, "nos proporciona a oportunidade de incorporar este giro antropológico no primeiro de seus quatro blocos. Também o marco curricular das competências chave nos pode ajudar a centralizar na experiência do aluno um enfoque mais competente da aprendizagem".

O diretor do curso também recorda que o religioso, como qualquer realidade humana, "tem suas expressões sociais, éticas, artísticas ou culturais que se tem feito história e civilização ao longo dos séculos. Não esqueçamos que esta experiência também nos remete a outra realidade transcendente que constitui o que denominamos o polo teológico da religião".

"Trata-se, portanto, de uma experiência pessoal com todas suas implicações. Forma parte da essência da dignidade humana, de seus direitos e liberdades fundamentais. Está vinculada a questões tão primárias como a busca da felicidade e a realização humana, também a construção social", acrescenta Garcés.

O curso será inaugurado no dia 19 de setembro durante um evento que ocorrerá na sede do Colégio de Doutores e Licenciados, e será presidido por Inmaculada Florido Fernández, Delegada Episcopal de Ensino de Madri; e Roberto Salmerón Sanz, Decano do Colégio Profissional de Educação. (GPE/EPC)

Loading
“A experiência religiosa, uma realidade antropológica”: tema do curso para professores de religião em Madri

Madri - Espanha (Terça-feira, 13-09-2016, Gaudium Press) A Delegação Episcopal de ensino da Arquidiocese de Madri, com a colaboração do Colégio Profissional da Educação (CPL), realizará nos dias 19, 20, 21, 26 e 27 de setembro um curso para os professores de religião que levará por tema "A experiência religiosa, uma realidade antropológica".

O objetivo do curso, como explica Carlos Esteban Garcés, diretor do programa, é o de "aprofundar na compreensão da experiência religiosa, com suas implicações teológicas, assim como pedagógicas", além de "impulsionar a melhora do ensino da religião que sabemos nunca pode ser superior à qualidade de seus professores.

"O objetivo é, definitivamente, fortalecer aos docentes de Religião em um compromisso com a inovação acolhendo as novas tendências pedagógicas", pontualiza.

Garcés, também se refere ao porquê do tema do programa acadêmico: "Quando se fala dos religiosos, ao menos nas primeiras impressões, se pensa em estruturas, instituições, poderes ou relações com o Estado (...) No entanto, nos pode escapar o mais essencial: o religioso constitui uma experiência humana. A religião é, inicialmente, uma realidade antropológica".

Comenta além disso, que o currículo de Religião, renovado em 2015, "nos proporciona a oportunidade de incorporar este giro antropológico no primeiro de seus quatro blocos. Também o marco curricular das competências chave nos pode ajudar a centralizar na experiência do aluno um enfoque mais competente da aprendizagem".

O diretor do curso também recorda que o religioso, como qualquer realidade humana, "tem suas expressões sociais, éticas, artísticas ou culturais que se tem feito história e civilização ao longo dos séculos. Não esqueçamos que esta experiência também nos remete a outra realidade transcendente que constitui o que denominamos o polo teológico da religião".

"Trata-se, portanto, de uma experiência pessoal com todas suas implicações. Forma parte da essência da dignidade humana, de seus direitos e liberdades fundamentais. Está vinculada a questões tão primárias como a busca da felicidade e a realização humana, também a construção social", acrescenta Garcés.

O curso será inaugurado no dia 19 de setembro durante um evento que ocorrerá na sede do Colégio de Doutores e Licenciados, e será presidido por Inmaculada Florido Fernández, Delegada Episcopal de Ensino de Madri; e Roberto Salmerón Sanz, Decano do Colégio Profissional de Educação. (GPE/EPC)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O reitor do Santuário de Fátima explicou que para tomar essa decisão, ele levou em consideração ...
 
O corpo de Cristo fortalece tua alma, fortalece tua Fé, teu amor, tua esperança, tua fortaleza par ...
 
No Circo Máximo, em Roma, 70 mil jovens estiveram com o Papa e ele respondeu perguntas ...
 
Há 15 Igrejas Particulares vacantes, em um universo de 277 circunscrições eclesiásticas. ...
 
A cerimônia contou com a presença de oito mil fiéis da família mercedária provenientes de todo ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading