Loading
 
 
 
Loading
 
Anjo de Dachau, México, Surdos e Catequistas, assuntos da alocução do Angelus de domingo
Loading
 
26 de Setembro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Segunda-feira, 26/09/2016, Gaudium Press) - A oração mariana do Angelus deste domingo foi rezada após a celebração eucarística que encerrou o Jubileu dos Catequistas. A tradicional oração foi rezada pelo Papa Francisco sendo acompanhado por fiéis e peregrinos que se juntavam aos cerca de 15 mil catequistas vindos de várias partes do mundo.

Anjo de Dachau

Na alocução antes do Angelus, o Pontífice recordou aos presentes que no sábado havia sido beatificado, na cidade de Würzburg, na Alemanha, o "Anjo de Dachau", o Padre Engelmar Unzeitig, que foi sacerdote pertencente à Congregação do Missionários de Mariannhill.

O Beato Engelmar Unzeitig, foi martirizado no campo de concentração nazista de Dachau, por ódio à Fé, em 1945, quando tinha 34 anos. Ele combateu sempre o ódio com o amor e a resposta feroz com a mansidão.

O Papa pediu "Que o seu exemplo nos ajude a ser testemunhas de caridade e esperança em meio às tribulações".

México: família, vida e violência

Depois de falar brevemente do Beato Engelmar Unzeitig, o Papa referiu-se ao México, associando-se à iniciativa dos Bispos do México para sustentar o compromisso da Igreja e da sociedade civil a favor da família e da vida.

Francisco assegurou que rezaria pelo "querido povo mexicano" a fim de que cesse a violência que ultimamente atingiu também alguns sacerdotes:

"Uno-me de bom grado aos Bispos do México em apoiar os esforços da Igreja e da sociedade civil em favor da família e da vida, que neste momento exigem uma atenção pastoral e cultural especial em todo o mundo. E também asseguro a minha oração para o amado povo mexicano, a fim de que cesse a violência que nos últimos dias atingiu também alguns sacerdotes", disse Francisco.

Dia Mundial do surdo

No breve tempo de que dispunha, o Pontífice ainda recordou que celebrava-se no domingo o Dia Mundial do Surdo e os saudou com uma curta mensagem:

"Saúdo todas as pessoas surdas, aqui representadas, e as encorajo a dar a sua contribuição em prol de uma Igreja e uma sociedade cada vez mais capaz de acolher a todos", afirmou.

Catequistas

A seguir, o Papa dirigiu uma saudação especial aos catequistas:

"Queridos catequistas! Obrigado pelo seu trabalho na Igreja a serviço da evangelização, na transmissão da fé. Que Maria os ajude a perseverar no caminho da fé e a testemunhar com a vida aquilo que vocês ensinam e transmitem na catequese." (JSG)

Loading
Anjo de Dachau, México, Surdos e Catequistas, assuntos da alocução do Angelus de domingo

Cidade do Vaticano (Segunda-feira, 26/09/2016, Gaudium Press) - A oração mariana do Angelus deste domingo foi rezada após a celebração eucarística que encerrou o Jubileu dos Catequistas. A tradicional oração foi rezada pelo Papa Francisco sendo acompanhado por fiéis e peregrinos que se juntavam aos cerca de 15 mil catequistas vindos de várias partes do mundo.

Anjo de Dachau

Na alocução antes do Angelus, o Pontífice recordou aos presentes que no sábado havia sido beatificado, na cidade de Würzburg, na Alemanha, o "Anjo de Dachau", o Padre Engelmar Unzeitig, que foi sacerdote pertencente à Congregação do Missionários de Mariannhill.

O Beato Engelmar Unzeitig, foi martirizado no campo de concentração nazista de Dachau, por ódio à Fé, em 1945, quando tinha 34 anos. Ele combateu sempre o ódio com o amor e a resposta feroz com a mansidão.

O Papa pediu "Que o seu exemplo nos ajude a ser testemunhas de caridade e esperança em meio às tribulações".

México: família, vida e violência

Depois de falar brevemente do Beato Engelmar Unzeitig, o Papa referiu-se ao México, associando-se à iniciativa dos Bispos do México para sustentar o compromisso da Igreja e da sociedade civil a favor da família e da vida.

Francisco assegurou que rezaria pelo "querido povo mexicano" a fim de que cesse a violência que ultimamente atingiu também alguns sacerdotes:

"Uno-me de bom grado aos Bispos do México em apoiar os esforços da Igreja e da sociedade civil em favor da família e da vida, que neste momento exigem uma atenção pastoral e cultural especial em todo o mundo. E também asseguro a minha oração para o amado povo mexicano, a fim de que cesse a violência que nos últimos dias atingiu também alguns sacerdotes", disse Francisco.

Dia Mundial do surdo

No breve tempo de que dispunha, o Pontífice ainda recordou que celebrava-se no domingo o Dia Mundial do Surdo e os saudou com uma curta mensagem:

"Saúdo todas as pessoas surdas, aqui representadas, e as encorajo a dar a sua contribuição em prol de uma Igreja e uma sociedade cada vez mais capaz de acolher a todos", afirmou.

Catequistas

A seguir, o Papa dirigiu uma saudação especial aos catequistas:

"Queridos catequistas! Obrigado pelo seu trabalho na Igreja a serviço da evangelização, na transmissão da fé. Que Maria os ajude a perseverar no caminho da fé e a testemunhar com a vida aquilo que vocês ensinam e transmitem na catequese." (JSG)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Cardeal apresentou Nossa Senhora como exemplo para todos os fiéis. ...
 
O Pontífice visitará o país europeu entre os dias 25 e 26 de agosto, para participar do Encontro ...
 
O emoji criado consiste em uma pequena representando o rosto sorridente do Papa, com a bandeira da I ...
 
“ (...) todos os dias somos impulsionados a uma resposta livre ao chamado amoroso de Deus”, afir ...
 
Na festa da Assunção da Virgem Maria, Cardeal Antônio Marto indica três motivos de alegria para ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading