Loading
 
 
 
Loading
 
Pontífice passa um dia todo na região italiana assolada por terremoto
Loading
 
5 de Outubro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Quarta-feira, 05-10-2016, Gaudium Press) O Papa Francisco visitou na terça-feira (04/10) as cidades italianas de Amatrice, Accumoli, Pescara del Tronto e Arquata que foram devastadas pelo terremoto que assolou a região causando a morte de 295 pessoas.

Roteiro da visita

Logo pela manhã o Papa visitou Amatrice. Esteve em uma escola pré montada com barracas para atender crianças flageladas, cumprimentou a todos no local, dando especial atenção aos bombeiros que lá estavam de serviço.

Visitou ainda os escombros do que restou da cidade e falou com pessoas que dele se aproximaram, consolando-as e animando-as. Rezou com sobreviventes pedindo a Nossa Senhora pelas vítimas e seus familiares e abençoou a todos.

Em seguida o Papa dirigiu-se à Casa de Saúde San Raffaele, em Borbona, Província de Rieti, que acolhe doentes crônicos. Francisco saudou os 60 pacientes ali recolhidos, entre eles, vários idosos que para lá foram em consequência do abalo sísmico.

Além de permanecer no hospital por um bom tempo, o Pontífice almoçou com doentes, dirigentes e voluntários.

Após o almoço, Francisco visitou o Comando do Corpo de Bombeiros, em Cittareale, base de socorro para as áreas atingidas do terremoto.

Dali, Francisco dirigiu-se a Accumoli, uma das cidades mais afetadas pelo sismo, onde saudou várias pessoas na Praça São Francisco, incluindo o Prefeito da cidade, Stefano Petrucci.

O Papa rezou diante do que restou da igreja de São Francisco, destruída pelo terremoto.

Em seguida o Santo Padre foi a Pescara del Tronto, nas Marcas. No caminho parou por três vezes para saudar pequenos grupos de pessoas que se aglomeravam ao longo da estrada.

Arquata del Tronto

Pouco antes das 14 horas locais, o Santo Padre chegou a Arquata del Tronto e ali saudou mais de 100 pessoas que lá estavam. A elas dirigiu algumas palavras de encorajamento e consolo. Também rezou com todas elas uma Ave Maria, pedindo pelos seus entes queridos que morreram no abalo sísmico.

O Papa visitou ainda a escola adaptada em tendas de campanha.

Tenho vocês no coração

Sempre que podia, Francisco dirigia algumas palavras aos que ia encontrando pelo seu trajeto. E suas palavras poderiam ser sintetizadas naquelas que ele disse aos sobreviventes do terremoto em Arquata:

"Eu quis estar perto de vocês neste momento e dizer-lhes que tenho vocês no coração. Sei de seus sofrimentos, angústias e também de seus mortos. Estou com vocês. Por isso, quis estar aqui hoje",

"Coragem! Sempre adiante! Os tempos mudarão e será possível continuar. Estou com vocês". (JSG)

Da Redação Gaudium Press, com informações Radio Vaticano

Loading
Pontífice passa um dia todo na região italiana assolada por terremoto

Cidade do Vaticano (Quarta-feira, 05-10-2016, Gaudium Press) O Papa Francisco visitou na terça-feira (04/10) as cidades italianas de Amatrice, Accumoli, Pescara del Tronto e Arquata que foram devastadas pelo terremoto que assolou a região causando a morte de 295 pessoas.

Roteiro da visita

Logo pela manhã o Papa visitou Amatrice. Esteve em uma escola pré montada com barracas para atender crianças flageladas, cumprimentou a todos no local, dando especial atenção aos bombeiros que lá estavam de serviço.

Visitou ainda os escombros do que restou da cidade e falou com pessoas que dele se aproximaram, consolando-as e animando-as. Rezou com sobreviventes pedindo a Nossa Senhora pelas vítimas e seus familiares e abençoou a todos.

Em seguida o Papa dirigiu-se à Casa de Saúde San Raffaele, em Borbona, Província de Rieti, que acolhe doentes crônicos. Francisco saudou os 60 pacientes ali recolhidos, entre eles, vários idosos que para lá foram em consequência do abalo sísmico.

Além de permanecer no hospital por um bom tempo, o Pontífice almoçou com doentes, dirigentes e voluntários.

Após o almoço, Francisco visitou o Comando do Corpo de Bombeiros, em Cittareale, base de socorro para as áreas atingidas do terremoto.

Dali, Francisco dirigiu-se a Accumoli, uma das cidades mais afetadas pelo sismo, onde saudou várias pessoas na Praça São Francisco, incluindo o Prefeito da cidade, Stefano Petrucci.

O Papa rezou diante do que restou da igreja de São Francisco, destruída pelo terremoto.

Em seguida o Santo Padre foi a Pescara del Tronto, nas Marcas. No caminho parou por três vezes para saudar pequenos grupos de pessoas que se aglomeravam ao longo da estrada.

Arquata del Tronto

Pouco antes das 14 horas locais, o Santo Padre chegou a Arquata del Tronto e ali saudou mais de 100 pessoas que lá estavam. A elas dirigiu algumas palavras de encorajamento e consolo. Também rezou com todas elas uma Ave Maria, pedindo pelos seus entes queridos que morreram no abalo sísmico.

O Papa visitou ainda a escola adaptada em tendas de campanha.

Tenho vocês no coração

Sempre que podia, Francisco dirigia algumas palavras aos que ia encontrando pelo seu trajeto. E suas palavras poderiam ser sintetizadas naquelas que ele disse aos sobreviventes do terremoto em Arquata:

"Eu quis estar perto de vocês neste momento e dizer-lhes que tenho vocês no coração. Sei de seus sofrimentos, angústias e também de seus mortos. Estou com vocês. Por isso, quis estar aqui hoje",

"Coragem! Sempre adiante! Os tempos mudarão e será possível continuar. Estou com vocês". (JSG)

Da Redação Gaudium Press, com informações Radio Vaticano

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/82635-Pontifice-passa-um-dia-todo-na-regiao-italiana-assolada-por-terremoto. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Junto com a peça os visitantes podem assistir a um vídeo com os testemunhos das pessoas que partic ...
 
“A mensagem de Fátima continua a desafiar a uma atitude de oferta da própria vida a Deus e aos ...
 
As celebrações seguiram o lema: “Com Lourenço servidor, do povo protetor, escutamos e anunciamo ...
 
Bispos da Igreja Caldeia Católica apelaram para o fim da guerra na Síria e em todo o Médio Orient ...
 
“A lei que penaliza o aborto provocado está a serviço de um valor altíssimo, que é a vida do n ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading