Loading
 
 
 
Loading
 
Papa: o cristão está sempre a caminho, fazendo o bem
Loading
 
13 de Outubro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 13-10-2016, Gaudium Press) Na manhã desta quinta-feira o Papa Francisco voltou a celebrar a missa matutina na Casa Santa Marta.

Nas palavras ditas durante sua homilia, o Pontífice procurou desenhar o perfil do que seja um bom cristão:
Ele deve sentir sempre em si a presença da bênção de Deus e, fazendo o bem, caminhar em frente.

Abençoado pelo Pai, escolhidos um por um

Partindo da Carta de São Paulo aos Efésios, que fazia parte da liturgia, o Santo Padre recordou que "O cristão é abençoado pelo Pai, por Deus. É uma pessoa escolhida".

"Deus nos chamou um por um, não como uma multidão oceânica. Fomos escolhidos, esperados por Deus", acentuou o Papa, descrevendo com mais detalhes seu pensamento sobre a escolha e o nosso relacionamento com Deus:

"Pensemos num casal quando espera um filho. Como será? Como será o seu sorriso? Como falará? Ouso dizer que também nós, cada um de nós, foi sonhado pelo Pai, como um pai e uma mãe sonham o filho que esperam. Isso nos dá uma segurança grande.
O Pai quis cada um de nós, e não uma massa de gente, não! Cada um de nós.
Este é o fundamento, é a base da nossa relação com Deus. Falamos com um Pai que nos quer bem, que nos escolheu, que nos deu um nome",

Consolo de ser escolhido

O Papa falou do consolo que se tem na alma por saber que foi esperado e sonhado por Deus, que foi escolhido pelo Pai. É algo semelhante ao que se sente pertence a uma comunidade, disse ele:
"O cristão é um escolhido, é uma pessoa sonhada por Deus. Quando vivemos assim, sentimos no coração um grande consolo, não nos sentimos abandonados, não nos é dito: se vire como puder".

Sentir perdoado

"Um homem ou uma mulher que não se sente perdoado, não é plenamente cristão. " Foi o que afirmou Francisco ao descrever um segundo ponto do que seja a bênção que porta o cristão: sentir-se perdoado:

"Todos nós fomos perdoados com o preço do sangue de Cristo. Mas do que eu fui perdoado? Lembre-se das coisas feias que fez, não as que fez o seu amigo, o seu vizinho, a sua vizinha: mas o que você fez. O que eu fiz de mal na vida?
O Senhor perdoou estas coisas. Sou abençoado, sou cristão.

O primeiro traço: sou escolhido, sonhado por Deus, com um nome que Deus me deu, amado por Deus. O segundo: sou perdoado por Deus. "

Caminhar rumo à plenitude

O Santo Padre descreveu ainda o que ele chamou de terceira característica do cristão: "É um homem e uma mulher rumo à plenitude, ao encontro com Cristo que nos redimiu".

Para o Papa, "Não se pode entender um cristão parado. O cristão sempre deve ir adiante, deve caminhar.
O cristão parado é aquele homem que recebeu um talento e por causa do medo da vida, medo de perdê-lo, medo do patrão, medo ou comodismo, o enterrou e deixou o talento ali, e ele fica tranquilo e passa a vida sem caminhar.
O cristão é um homem a caminho, uma mulher a caminho, que sempre faz o bem, procura fazer o bem, caminha adiante. "

Identidade cristã

O Pontífice arrematou suas palavras afirmando que havia descrito a identidade do cristão:
"Esta é a identidade cristã. Abençoados, porque escolhidos, perdoados e a caminho". "Nós não somos anônimos, não somos soberbos a ponto de não precisar do perdão. Não somos pessoas paradas", arrematou o Papa para concluir:

"Que o Senhor nos acompanhe com esta graça da benção que nos deu, a benção de nossa identidade cristã". (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações RV)

Loading
Papa: o cristão está sempre a caminho, fazendo o bem

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 13-10-2016, Gaudium Press) Na manhã desta quinta-feira o Papa Francisco voltou a celebrar a missa matutina na Casa Santa Marta.

Nas palavras ditas durante sua homilia, o Pontífice procurou desenhar o perfil do que seja um bom cristão:
Ele deve sentir sempre em si a presença da bênção de Deus e, fazendo o bem, caminhar em frente.

Abençoado pelo Pai, escolhidos um por um

Partindo da Carta de São Paulo aos Efésios, que fazia parte da liturgia, o Santo Padre recordou que "O cristão é abençoado pelo Pai, por Deus. É uma pessoa escolhida".

"Deus nos chamou um por um, não como uma multidão oceânica. Fomos escolhidos, esperados por Deus", acentuou o Papa, descrevendo com mais detalhes seu pensamento sobre a escolha e o nosso relacionamento com Deus:

"Pensemos num casal quando espera um filho. Como será? Como será o seu sorriso? Como falará? Ouso dizer que também nós, cada um de nós, foi sonhado pelo Pai, como um pai e uma mãe sonham o filho que esperam. Isso nos dá uma segurança grande.
O Pai quis cada um de nós, e não uma massa de gente, não! Cada um de nós.
Este é o fundamento, é a base da nossa relação com Deus. Falamos com um Pai que nos quer bem, que nos escolheu, que nos deu um nome",

Consolo de ser escolhido

O Papa falou do consolo que se tem na alma por saber que foi esperado e sonhado por Deus, que foi escolhido pelo Pai. É algo semelhante ao que se sente pertence a uma comunidade, disse ele:
"O cristão é um escolhido, é uma pessoa sonhada por Deus. Quando vivemos assim, sentimos no coração um grande consolo, não nos sentimos abandonados, não nos é dito: se vire como puder".

Sentir perdoado

"Um homem ou uma mulher que não se sente perdoado, não é plenamente cristão. " Foi o que afirmou Francisco ao descrever um segundo ponto do que seja a bênção que porta o cristão: sentir-se perdoado:

"Todos nós fomos perdoados com o preço do sangue de Cristo. Mas do que eu fui perdoado? Lembre-se das coisas feias que fez, não as que fez o seu amigo, o seu vizinho, a sua vizinha: mas o que você fez. O que eu fiz de mal na vida?
O Senhor perdoou estas coisas. Sou abençoado, sou cristão.

O primeiro traço: sou escolhido, sonhado por Deus, com um nome que Deus me deu, amado por Deus. O segundo: sou perdoado por Deus. "

Caminhar rumo à plenitude

O Santo Padre descreveu ainda o que ele chamou de terceira característica do cristão: "É um homem e uma mulher rumo à plenitude, ao encontro com Cristo que nos redimiu".

Para o Papa, "Não se pode entender um cristão parado. O cristão sempre deve ir adiante, deve caminhar.
O cristão parado é aquele homem que recebeu um talento e por causa do medo da vida, medo de perdê-lo, medo do patrão, medo ou comodismo, o enterrou e deixou o talento ali, e ele fica tranquilo e passa a vida sem caminhar.
O cristão é um homem a caminho, uma mulher a caminho, que sempre faz o bem, procura fazer o bem, caminha adiante. "

Identidade cristã

O Pontífice arrematou suas palavras afirmando que havia descrito a identidade do cristão:
"Esta é a identidade cristã. Abençoados, porque escolhidos, perdoados e a caminho". "Nós não somos anônimos, não somos soberbos a ponto de não precisar do perdão. Não somos pessoas paradas", arrematou o Papa para concluir:

"Que o Senhor nos acompanhe com esta graça da benção que nos deu, a benção de nossa identidade cristã". (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações RV)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/82823-Papa--o-cristao-esta-sempre-a-caminho--fazendo-o-bem. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Com 250 quilômetros, a ciclovia unirá caminhos já existentes com outros que serão criados, passa ...
 
A Igreja sempre considerou o serviço aos enfermos como “parte integral de sua missão”. ...
 
Os franciscanos conventuais de Pádua apresentaram um balanço sobre os peregrinos que visitam a Ba ...
 
O Encontro do organismo da CNBB reuniu-se em Brasília entre os dias 16 e 17 últimos. ...
 
Jesus expulsa o espírito mau: Mestre, eu trouxe a Ti o meu filho que tem um espírito mudo... ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading