Loading
 
 
 
Loading
 
Missa da Casa Santa Marta: Papa recomenda humildade, ternura e generosidade
Loading
 
21 de Outubro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 21-10-2016, Gaudium Press) Durante a Santa Missa celebrada na manhã desta sexta-feira, 21/10, na Capela da Casa Santa Marta, o Papa Francisco indicou esses três pontos que são chaves para construir a unidade na Igreja: Humildade, ternura, generosidade.

Foi esta mais uma ocasião para o Santo Padre exortar os cristãos a rejeitarem os ciúmes, as invejas e as lutas.

"A paz esteja convosco"

O Papa Francisco desenvolveu a sua homilia sublinhando que a saudação do Senhor, "a Paz esteja conosco", "cria uma ligação", um vínculo de paz: uma saudação que "nos une para fazer a unidade do Espírito".

"Se não há paz, se não formos capazes de nos cumprimentar no sentido mais amplo da palavra, ter o coração aberto com espírito de paz, nunca mais haverá a unidade", sublinhou o Papa.

Para Francisco, "O espírito do mal semeia guerras, sempre. Ciúmes, invejas, lutas, maledicências... são coisas que destroem a paz e, portanto, não pode haver unidade".

Francisco pergunta: "como é o comportamento de um cristão para a unidade, para encontrar esta unidade? " e responde com palavras do apóstolo São Paulo: "Comportem-se de maneira digna, com toda a humildade, ternura e generosidade".

"Humildade: você não pode dar a paz sem humildade. Onde há orgulho, há sempre a guerra, sempre o desejo de vencer sobre o outro, de crer ser superior. Sem humildade não existe paz e sem paz não há unidade. "

Humildade, ternura, generosidade

"Esquecemos a capacidade de falar com ternura, o nosso discurso é nos repreender. Ou falar mal dos outros ... não há ternura", disse o Papa, continuando:

A ternura, no entanto, "tem um núcleo que é a capacidade de suportar uns aos outros": "Suportem-se uns aos outros", diz São Paulo.

É preciso ter paciência, retomou o Papa, "suportar os defeitos dos outros, as coisas que eu não gosto":

Unidade

O Papa pediu, finalizando suas palavras, para que se colabore para a construção da unidade, com o vínculo da paz. Pois, segundo Francisco, este é um meio digno de participarmos do mistério da Igreja:

"O mistério da Igreja é o mistério do Corpo de Cristo: "Uma só fé, um só batismo, um só Deus, Pai de todos. Eis a unidade que Jesus pediu ao Pai para nós. O vínculo da paz aumenta com a humildade, a suavidade, suportar-se uns aos outros e ser generosos". (JSG)

Loading
Missa da Casa Santa Marta: Papa recomenda humildade, ternura e generosidade

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 21-10-2016, Gaudium Press) Durante a Santa Missa celebrada na manhã desta sexta-feira, 21/10, na Capela da Casa Santa Marta, o Papa Francisco indicou esses três pontos que são chaves para construir a unidade na Igreja: Humildade, ternura, generosidade.

Foi esta mais uma ocasião para o Santo Padre exortar os cristãos a rejeitarem os ciúmes, as invejas e as lutas.

"A paz esteja convosco"

O Papa Francisco desenvolveu a sua homilia sublinhando que a saudação do Senhor, "a Paz esteja conosco", "cria uma ligação", um vínculo de paz: uma saudação que "nos une para fazer a unidade do Espírito".

"Se não há paz, se não formos capazes de nos cumprimentar no sentido mais amplo da palavra, ter o coração aberto com espírito de paz, nunca mais haverá a unidade", sublinhou o Papa.

Para Francisco, "O espírito do mal semeia guerras, sempre. Ciúmes, invejas, lutas, maledicências... são coisas que destroem a paz e, portanto, não pode haver unidade".

Francisco pergunta: "como é o comportamento de um cristão para a unidade, para encontrar esta unidade? " e responde com palavras do apóstolo São Paulo: "Comportem-se de maneira digna, com toda a humildade, ternura e generosidade".

"Humildade: você não pode dar a paz sem humildade. Onde há orgulho, há sempre a guerra, sempre o desejo de vencer sobre o outro, de crer ser superior. Sem humildade não existe paz e sem paz não há unidade. "

Humildade, ternura, generosidade

"Esquecemos a capacidade de falar com ternura, o nosso discurso é nos repreender. Ou falar mal dos outros ... não há ternura", disse o Papa, continuando:

A ternura, no entanto, "tem um núcleo que é a capacidade de suportar uns aos outros": "Suportem-se uns aos outros", diz São Paulo.

É preciso ter paciência, retomou o Papa, "suportar os defeitos dos outros, as coisas que eu não gosto":

Unidade

O Papa pediu, finalizando suas palavras, para que se colabore para a construção da unidade, com o vínculo da paz. Pois, segundo Francisco, este é um meio digno de participarmos do mistério da Igreja:

"O mistério da Igreja é o mistério do Corpo de Cristo: "Uma só fé, um só batismo, um só Deus, Pai de todos. Eis a unidade que Jesus pediu ao Pai para nós. O vínculo da paz aumenta com a humildade, a suavidade, suportar-se uns aos outros e ser generosos". (JSG)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/83016-Missa-da-Casa-Santa-Marta--Papa-recomenda-humildade--ternura-e-generosidade. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Cardeal apresentou Nossa Senhora como exemplo para todos os fiéis. ...
 
O Pontífice visitará o país europeu entre os dias 25 e 26 de agosto, para participar do Encontro ...
 
O emoji criado consiste em uma pequena representando o rosto sorridente do Papa, com a bandeira da I ...
 
“ (...) todos os dias somos impulsionados a uma resposta livre ao chamado amoroso de Deus”, afir ...
 
Na festa da Assunção da Virgem Maria, Cardeal Antônio Marto indica três motivos de alegria para ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading