Loading
 
 
 
Loading
 
Oração, adoração e reconhecer-nos pecadores: modo de realmente conhecer Jesus
Loading
 
21 de Outubro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 21-10-2016, Gaudium Press) Falando em Para conhecer realmente Jesus precisamos de oração, adoração e reconhecer-nos pecadores. Foi o que disse o Papa Francisco na Missa matutina (20/10), na Casa Santa Marta. O Pontífice destacou que o catecismo não é suficiente para compreender a profundidade do mistério de Cristo.

Desenvolvendo sua homilia a partir da Carta de São Paulo aos Efésios, o Papa Francisco comentou na Missa celebrada na Capela da Casa Santa Marta (20/10) que o Apóstolo dos Gentios pede que o Espírito Santo dê aos Efésios a graça de "serem fortes, robustos", que faça de modo que Cristo habite em seus corações. Ali está o centro".

Mar imenso da pessoa de Cristo

O Santo Padre destacou que São Paulo "se imerge" no "mar imenso que é a pessoa de Cristo". E logo perguntou: "Mas como podemos conhecer Cristo? ". "Como podemos compreender "o amor de Cristo que supera todo conhecimento"?

E Francisco mesmo responde:

"Cristo está presente no Evangelho, lendo o Evangelho conhecemos Cristo. E todos fazemos isso, pelo menos ouvimos o Evangelho quando vamos à Missa. Com o estudo do catecismo: o catecismo nos ensina quem é Cristo. Mas isso não é suficiente. Para ser capaz de compreender qual é a largura, o comprimento, a altura e a profundidade de Jesus Cristo é preciso entrar num contexto, primeiro, de oração, como faz Paulo, de joelhos: ‘Pai, envia-me o Espírito para conhecer Jesus Cristo".

Oração, silêncio, adoração

A oração é necessária para conhecer realmente Cristo. Mas, afirma o Papa que "Paulo não somente reza, (ele) adora este mistério que supera todo conhecimento e num contexto de adoração pede esta graça" ao Senhor:

"Não se conhece o Senhor sem este hábito de adorar, de adorar em silêncio, adorar. Se não estou enganado, creio que esta oração de adoração seja a menos conhecida entre nós, é a que menos rezamos. Perder tempo, permito-me dizer, diante do Senhor, diante do mistério de Jesus Cristo. Adorar. Ali em silêncio, o silêncio da adoração. Ele é o Senhor e eu o adoro".

Reconhecer-se pecador leva ao mistério de Jesus
Mas o Santo Padre acrescenta que ainda que "para conhecer Cristo é necessário ter consciência de nós mesmos, ou seja, ter o hábito de nos acusar", de reconhecer-nos pecadores:

"Não se pode adorar sem acusar-se a si mesmo. Para entrar neste mar sem fundo, sem margens, que é o mistério de Jesus Cristo, estas coisas são necessárias: Primeira, a oração: Pai, envia-me o Espírito para que Ele me leve a conhecer Jesus. Segunda, a adoração ao mistério, entrar no mistério, adorando. E terceira, acusar-se a si mesmo: Sou um homem dos lábios impuros. Que o Senhor dê esta graça que Paulo pediu para os Efésios também a nós, esta graça de conhecer e merecer Cristo", diz o Santo Padre completando seu pensamento e encerrando a homilia.
(JSG)

Loading
Oração, adoração e reconhecer-nos pecadores: modo de realmente conhecer Jesus

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 21-10-2016, Gaudium Press) Falando em Para conhecer realmente Jesus precisamos de oração, adoração e reconhecer-nos pecadores. Foi o que disse o Papa Francisco na Missa matutina (20/10), na Casa Santa Marta. O Pontífice destacou que o catecismo não é suficiente para compreender a profundidade do mistério de Cristo.

Desenvolvendo sua homilia a partir da Carta de São Paulo aos Efésios, o Papa Francisco comentou na Missa celebrada na Capela da Casa Santa Marta (20/10) que o Apóstolo dos Gentios pede que o Espírito Santo dê aos Efésios a graça de "serem fortes, robustos", que faça de modo que Cristo habite em seus corações. Ali está o centro".

Mar imenso da pessoa de Cristo

O Santo Padre destacou que São Paulo "se imerge" no "mar imenso que é a pessoa de Cristo". E logo perguntou: "Mas como podemos conhecer Cristo? ". "Como podemos compreender "o amor de Cristo que supera todo conhecimento"?

E Francisco mesmo responde:

"Cristo está presente no Evangelho, lendo o Evangelho conhecemos Cristo. E todos fazemos isso, pelo menos ouvimos o Evangelho quando vamos à Missa. Com o estudo do catecismo: o catecismo nos ensina quem é Cristo. Mas isso não é suficiente. Para ser capaz de compreender qual é a largura, o comprimento, a altura e a profundidade de Jesus Cristo é preciso entrar num contexto, primeiro, de oração, como faz Paulo, de joelhos: ‘Pai, envia-me o Espírito para conhecer Jesus Cristo".

Oração, silêncio, adoração

A oração é necessária para conhecer realmente Cristo. Mas, afirma o Papa que "Paulo não somente reza, (ele) adora este mistério que supera todo conhecimento e num contexto de adoração pede esta graça" ao Senhor:

"Não se conhece o Senhor sem este hábito de adorar, de adorar em silêncio, adorar. Se não estou enganado, creio que esta oração de adoração seja a menos conhecida entre nós, é a que menos rezamos. Perder tempo, permito-me dizer, diante do Senhor, diante do mistério de Jesus Cristo. Adorar. Ali em silêncio, o silêncio da adoração. Ele é o Senhor e eu o adoro".

Reconhecer-se pecador leva ao mistério de Jesus
Mas o Santo Padre acrescenta que ainda que "para conhecer Cristo é necessário ter consciência de nós mesmos, ou seja, ter o hábito de nos acusar", de reconhecer-nos pecadores:

"Não se pode adorar sem acusar-se a si mesmo. Para entrar neste mar sem fundo, sem margens, que é o mistério de Jesus Cristo, estas coisas são necessárias: Primeira, a oração: Pai, envia-me o Espírito para que Ele me leve a conhecer Jesus. Segunda, a adoração ao mistério, entrar no mistério, adorando. E terceira, acusar-se a si mesmo: Sou um homem dos lábios impuros. Que o Senhor dê esta graça que Paulo pediu para os Efésios também a nós, esta graça de conhecer e merecer Cristo", diz o Santo Padre completando seu pensamento e encerrando a homilia.
(JSG)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/83021-Oracao--adoracao-e-reconhecer-nos-pecadores--modo-de-realmente-conhecer-Jesus. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O evento, que seguiu o lema “Não temas Maria, pois encontras-te graça diante de Deus”, foi con ...
 
“A capela de adoração é uma iniciativa do Senhor para que tivéssemos um lugar adequado para or ...
 
Conforme o purpurado, Deus não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos. ...
 
Criada em 27 de maio de 1998 pelo Papa João Paulo II, o bispado de Criciúma foi desmembrado da Dio ...
 
O sucesso vocacional do sacerdote depende das orações dos fiéis, afirma arcebispo de Malanje, no ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading