Loading
 
 
 
Loading
 
Santuário da Mãe da Piedade, em Minas Gerais, acolhe relíquia da Irmã Benigna
Loading
 
26 de Outubro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Belo Horizonte - Minas Gerais (Quarta-feira, 26-10-2016, Gaudium Press) O Santuário Nossa Senhora da Piedade festejará nesta sexta-feira, 28 de outubro, a vinda da relíquia da Serva de Deus, Irmã Benigna, que será acolhida pelos devotos marianos a partir das 14h.

Santuário da Mãe da Piedade, em Minas Gerais, acolhe relíquia da Irmã Benigna.png

Na ocasião, também serão acolhidos os restos mortais de Monsenhor Domingos Evangelista Pinheiro, fundador da Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, da qual Irmã Benigna era membro.

Às 15h, o Arcebispo de Belo Horizonte, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, preside uma celebração eucarística em memória de Irmã Benigna, na Ermida da Padroeira de Minas.

Na manhã deste sábado, 29 de outubro, será feito o translado dos restos mortais para o Recanto Monsenhor Domingos, que pertence à Congregação, localizado próximo ao Santuário Nossa Senhora da Piedade.

Às 10h haverá a bênção da pedra fundamental do Memorial Irmã Benigna. Depois, às 11h, ocorre a celebração da Santa Missa em memória da Serva de Deus, seguida de procissão até a Cripta da Capela São Luiz, onde ficará a relíquia.

Ao longo deste ano, quando são recordados os 35 anos de falecimento de Irmã Benigna, a Associação dos Amigos de Irmã Benigna (Amaiben) e a Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade realizam celebrações todos os meses em memória da religiosa.

Irmã Benigna

Santuário da Mãe da Piedade, em Minas Gerais, acolhe relíquia da Irmã Benigna.jpgReconhecida por sua santidade, a freira natural de Diamantina, pertencente à Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, teve seu processo de beatificação iniciado em 2011 pela Arquidiocese de Belo Horizonte, recebendo assim o título de "Serva de Deus".

Em 2013, seu estudo de sua vida e obra foi concluído, sendo um dossiê enviado para o Vaticano para o começo da segunda fase do Processo.

Nascida em 16 de agosto de 1907, recebeu o nome de Maria da Conceição dos Santos. Ainda na infância, adquiriu dedicação à participação na Igreja e à vida de oração. Desta forma, conseguiu em pouco tempo amadurecer sua vocação religiosa de se consagrar a Deus.

Ao ingressar na Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade em 1935, Irmã Benigna começava então sua jornada, realizando seu apostolado de cuidado com os mais necessitados nas creches, colégios, hospitais e asilos da congregação.

Nos últimos 16 anos de sua vida em Lavras, cuidou dos enfermos residentes do Lar Augusto Silva, mantido até hoje com a ajuda da Associação dos Amigos de Irmã Benigna.

Com sua morte, em 16 de agosto de 1981, milhares de amigos e fiéis iniciaram orações pedindo a intercessão da religiosa à Deus. Logo, a devoção começou a crescer em Minas Gerais, e nisso, grupos de oração foram formados e a religiosa passou a ser conhecida como "Santa da Fartura", "Santa da Salve Rainha" e "Santa da Hora".

Monsenhor Domingos Evangelista Pinheiro

Fundador da Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, Monsenhor Domingos foi também o criador do Asilo São Luiz em 1867, para acolher as crianças pobres e filhas de escravos, libertadas pela lei do ventre livre.

Santuário da Mãe da Piedade, em Minas Gerais, acolhe relíquia da Irmã Benigna.png

A Irmandade de Nossa Senhora da Piedade, também fundada por ele, auxiliava no cuidado das crianças e zelava pela singela Igreja do século XVIII, a Ermida da Padroeira de Minas Gerais, no alto do Santuário Nossa Senhora da Piedade.

Anos mais tarde, 12 jovens, que cresceram no Asilo São Luiz, seguindo o exemplo do Monsenhor Domingos, decidiram doar suas vidas para ajudar as crianças. Assim, no dia 28 de agosto de 1892, foi criada, nas proximidades do Santuário Nossa Senhora da Piedade, a Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade.

Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade

Possui mais de 120 anos de serviço aos mais pobres e necessitados e está presente em diversas partes do Brasil. Escolas, creches, asilos e comunidades pastorais compõem a missão das Irmãs Auxiliares.

Além disso, a congregação tem uma história pautada no amor e na missão de ser presença geradora de vida, por meio da acolhida, da esperança, da fraternidade, da solidariedade e da compaixão, traços característicos de Nossa Senhora da Piedade. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de Belo Horizonte

Loading
Santuário da Mãe da Piedade, em Minas Gerais, acolhe relíquia da Irmã Benigna

Belo Horizonte - Minas Gerais (Quarta-feira, 26-10-2016, Gaudium Press) O Santuário Nossa Senhora da Piedade festejará nesta sexta-feira, 28 de outubro, a vinda da relíquia da Serva de Deus, Irmã Benigna, que será acolhida pelos devotos marianos a partir das 14h.

Santuário da Mãe da Piedade, em Minas Gerais, acolhe relíquia da Irmã Benigna.png

Na ocasião, também serão acolhidos os restos mortais de Monsenhor Domingos Evangelista Pinheiro, fundador da Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, da qual Irmã Benigna era membro.

Às 15h, o Arcebispo de Belo Horizonte, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, preside uma celebração eucarística em memória de Irmã Benigna, na Ermida da Padroeira de Minas.

Na manhã deste sábado, 29 de outubro, será feito o translado dos restos mortais para o Recanto Monsenhor Domingos, que pertence à Congregação, localizado próximo ao Santuário Nossa Senhora da Piedade.

Às 10h haverá a bênção da pedra fundamental do Memorial Irmã Benigna. Depois, às 11h, ocorre a celebração da Santa Missa em memória da Serva de Deus, seguida de procissão até a Cripta da Capela São Luiz, onde ficará a relíquia.

Ao longo deste ano, quando são recordados os 35 anos de falecimento de Irmã Benigna, a Associação dos Amigos de Irmã Benigna (Amaiben) e a Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade realizam celebrações todos os meses em memória da religiosa.

Irmã Benigna

Santuário da Mãe da Piedade, em Minas Gerais, acolhe relíquia da Irmã Benigna.jpgReconhecida por sua santidade, a freira natural de Diamantina, pertencente à Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, teve seu processo de beatificação iniciado em 2011 pela Arquidiocese de Belo Horizonte, recebendo assim o título de "Serva de Deus".

Em 2013, seu estudo de sua vida e obra foi concluído, sendo um dossiê enviado para o Vaticano para o começo da segunda fase do Processo.

Nascida em 16 de agosto de 1907, recebeu o nome de Maria da Conceição dos Santos. Ainda na infância, adquiriu dedicação à participação na Igreja e à vida de oração. Desta forma, conseguiu em pouco tempo amadurecer sua vocação religiosa de se consagrar a Deus.

Ao ingressar na Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade em 1935, Irmã Benigna começava então sua jornada, realizando seu apostolado de cuidado com os mais necessitados nas creches, colégios, hospitais e asilos da congregação.

Nos últimos 16 anos de sua vida em Lavras, cuidou dos enfermos residentes do Lar Augusto Silva, mantido até hoje com a ajuda da Associação dos Amigos de Irmã Benigna.

Com sua morte, em 16 de agosto de 1981, milhares de amigos e fiéis iniciaram orações pedindo a intercessão da religiosa à Deus. Logo, a devoção começou a crescer em Minas Gerais, e nisso, grupos de oração foram formados e a religiosa passou a ser conhecida como "Santa da Fartura", "Santa da Salve Rainha" e "Santa da Hora".

Monsenhor Domingos Evangelista Pinheiro

Fundador da Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, Monsenhor Domingos foi também o criador do Asilo São Luiz em 1867, para acolher as crianças pobres e filhas de escravos, libertadas pela lei do ventre livre.

Santuário da Mãe da Piedade, em Minas Gerais, acolhe relíquia da Irmã Benigna.png

A Irmandade de Nossa Senhora da Piedade, também fundada por ele, auxiliava no cuidado das crianças e zelava pela singela Igreja do século XVIII, a Ermida da Padroeira de Minas Gerais, no alto do Santuário Nossa Senhora da Piedade.

Anos mais tarde, 12 jovens, que cresceram no Asilo São Luiz, seguindo o exemplo do Monsenhor Domingos, decidiram doar suas vidas para ajudar as crianças. Assim, no dia 28 de agosto de 1892, foi criada, nas proximidades do Santuário Nossa Senhora da Piedade, a Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade.

Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade

Possui mais de 120 anos de serviço aos mais pobres e necessitados e está presente em diversas partes do Brasil. Escolas, creches, asilos e comunidades pastorais compõem a missão das Irmãs Auxiliares.

Além disso, a congregação tem uma história pautada no amor e na missão de ser presença geradora de vida, por meio da acolhida, da esperança, da fraternidade, da solidariedade e da compaixão, traços característicos de Nossa Senhora da Piedade. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de Belo Horizonte

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/83104-Santuario-da-Mae-da-Piedade--em-Minas-Gerais--acolhe-reliquia-da-Irma-Benigna. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A Celebração Eucarística foi presidida pelo Arcebispo de Buenos Aires, Cardeal Mario Poli, e foi ...
 
“Sempre é o Espírito Santo quem suscita os carismas para a Igreja e para a humanidade”, afirma ...
 
Para celebrar a data, o Arcebispo de Maputo, Dom Francisco Chimoio, presidiu uma Santa Missa que con ...
 
O intuito do encontro era o de explicar a natureza do Canto Litúrgico da Missa a partir da teologia ...
 
O encontro, que se encontra em sua nona edição, segue o tema: “O Evangelho da Família, alegria ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading