Loading
 
 
 
Loading
 
Primeira pintora de ícones de Hong Kong explica a arte sacra como forma de oração
Loading
 
17 de Novembro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Hong Kong - China (Quinta-feira, 17-11-2016, Gaudium Press) Cindy Ng é a primeira pintora da Diocese de Hong Kong, China, a dedicar-se à arte sacra dos ícones, característico da tradição oriental da Igreja. Sua dedicação a esta disciplina é uma recordação de que esta atividade artística não é exclusiva dos varões, mas o que se requer é ter Fé e seguir as normas de uma valiosa tradição. "Não é que sejamos antiquados", explicou a artista à UCANews. "O propósito é perseguir a Verdade, o Amor e a Bondade de Deus. É uma forma de transmitir nossa Fé".

Primeira pintora de ícones de Hong Kong explica a arte sacra como forma de oração.jpg

Os ícones não são simplesmente pinturas segundo a tradição oriental, mas manifestações de Deus semelhantes comparáveis à veneração das relíquias na cultura cristã ocidental. Sua criação se reservou a religiosos ou pessoas com grande devoção, e se acompanha a composição da obra com a prática da oração, o jejum ou outras formas de penitência. A obra não representa detalhes realistas, que corresponderiam à ideia da natureza, mas a ideia de Deus, pela qual se emprega uma perspectiva frontal e se seguem simbolismos estabelecidos.

Cindy Ng e a religiosa beneditina Irmã Esther Pollak editaram um livro para ensinar as crianças a meditar sobre os mistérios cristãos com ajuda dos ícones. O texto leva por título 'Meditations with Icons: For Children and the Young at Heart" (Meditações com Ícones: Para crianças e jovens de coração). A religiosa pertence tanto a comunidade Beneditina como a Paróquia Greco Católica Melquita e é cofundadora da Associação Britânica de Iconógrafos.

"As pessoas de Hong Kong vivem vidas estressantes sem muita oportunidade de silêncio. A meditação dos ícones é algo que pode ajudar a alguém a acalmar-se rapidamente contemplando a Deus", explicou a artista. "Creio que é particularmente adequado para os jovens que gostam da imaginação e pela busca espiritual em sua idade". Cindy Ng ensina gratuitamente a técnica da pintura de ícones porque o recebeu gratuitamente de outros artistas e recomendou aos interessados recordar que esta arte sacra não é para quem busca fama para si mesmo. "Não há estilo pessoal na pintura de ícones. Sem importar o desenho, as cores, os gestos ou os símbolos da Fé, há normas muito altas e muito estritas para que as pessoas possam sentir a bondade de Deus através da pintura". (GPE/EPC)

Loading
Primeira pintora de ícones de Hong Kong explica a arte sacra como forma de oração

Hong Kong - China (Quinta-feira, 17-11-2016, Gaudium Press) Cindy Ng é a primeira pintora da Diocese de Hong Kong, China, a dedicar-se à arte sacra dos ícones, característico da tradição oriental da Igreja. Sua dedicação a esta disciplina é uma recordação de que esta atividade artística não é exclusiva dos varões, mas o que se requer é ter Fé e seguir as normas de uma valiosa tradição. "Não é que sejamos antiquados", explicou a artista à UCANews. "O propósito é perseguir a Verdade, o Amor e a Bondade de Deus. É uma forma de transmitir nossa Fé".

Primeira pintora de ícones de Hong Kong explica a arte sacra como forma de oração.jpg

Os ícones não são simplesmente pinturas segundo a tradição oriental, mas manifestações de Deus semelhantes comparáveis à veneração das relíquias na cultura cristã ocidental. Sua criação se reservou a religiosos ou pessoas com grande devoção, e se acompanha a composição da obra com a prática da oração, o jejum ou outras formas de penitência. A obra não representa detalhes realistas, que corresponderiam à ideia da natureza, mas a ideia de Deus, pela qual se emprega uma perspectiva frontal e se seguem simbolismos estabelecidos.

Cindy Ng e a religiosa beneditina Irmã Esther Pollak editaram um livro para ensinar as crianças a meditar sobre os mistérios cristãos com ajuda dos ícones. O texto leva por título 'Meditations with Icons: For Children and the Young at Heart" (Meditações com Ícones: Para crianças e jovens de coração). A religiosa pertence tanto a comunidade Beneditina como a Paróquia Greco Católica Melquita e é cofundadora da Associação Britânica de Iconógrafos.

"As pessoas de Hong Kong vivem vidas estressantes sem muita oportunidade de silêncio. A meditação dos ícones é algo que pode ajudar a alguém a acalmar-se rapidamente contemplando a Deus", explicou a artista. "Creio que é particularmente adequado para os jovens que gostam da imaginação e pela busca espiritual em sua idade". Cindy Ng ensina gratuitamente a técnica da pintura de ícones porque o recebeu gratuitamente de outros artistas e recomendou aos interessados recordar que esta arte sacra não é para quem busca fama para si mesmo. "Não há estilo pessoal na pintura de ícones. Sem importar o desenho, as cores, os gestos ou os símbolos da Fé, há normas muito altas e muito estritas para que as pessoas possam sentir a bondade de Deus através da pintura". (GPE/EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/83601-Primeira-pintora-de-icones-de-Hong-Kong-explica-a-arte-sacra-como-forma-de-oracao. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O manto teve seus traços confeccionados pelas irmãs do Carmelo de Santa Teresinha. ...
 
Dom Lorefice convida sua arquidiocese a colher o sentido verdadeiro da visita pastoral do Pontífice ...
 
A atualização realizada por uma comissão da CNBB teve inspiração o Documento 52 da Conferência ...
 
A celebração será onde São João Paulo II celebrou a Eucaristia em 1979, na primeira viagem de u ...
 
Nos grandes Santuários o Bispo designa a um sacerdote com o título de penitenciário que recebe as ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading