Loading
 
 
 
Loading
 
Papa visitará Fátima no Centenário das Aparições
Loading
 
16 de Dezembro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Lisboa - Portugal (Sexta-feira, 16-12-2016, Gaudium Press) Em comunicado da Presidência da República de Portugal foi anunciado que o Papa Francisco visitará Portugal entre os dias 12 e 13 de maio do próximo ano.

Francisco será o quarto Papa a visitar o País, depois de Paulo, em 1967; João Paulo II, em 1982, 1991 e 2000 e Bento XVI, em 2010.

Tanto a Conferência Episcopal Portuguesa quanto o presidente Marcelo Rebelo de Sousa, convidaram formalmente o Santo Padre para que ele visitasse Portugal em 2017, quando o Igreja, e com ela o País inteiro celebram o Centenário das Aparições de Nossa Senhora em Fátima.

Portugal e as Viagens Papais

As viagens apostólicas dos Papas foram uma novidade que tiveram início na segunda metade do século XX, com Paulo VI, que reinou até 1978.

Portugal foi contemplado com essas visitas apostólicas já na quinta viagem de Paulo VI, mais concretamente, em 13 de maio de 1967, quando completava-se o 50.º aniversário das aparições de Nossa Senhora na Cova da Iria, Fátima.

Depois dessa viagem histórica, Fátima tornou-se o principal motivo das cinco viagens pontifícias ao País. Antes disso, Fátima já estava no horizonte dos Papas: a 31 de outubro de 1942, o Papa Pio XII, consagrou o mundo ao Imaculado Coração de Maria, ainda durante a II Guerra Mundial.

Paulo VI

Paulo VI quis estar pessoalmente em Fátima, como peregrino. Isto aconteceu em 13 de maio de 1967.

O avião que o trouxe de Roma aterrissou em Monte Real e ele ficou hospedado na Diocese de Leiria (hoje Leiria-Fátima).

Nesta ocasião, Paulo VI fez a homilia durante a Missa do dia 13 de maio, quando se comemorava o 50.º aniversário das Aparições. O Papa ainda fez, na mesma ocasião, ainda outras intervenções.

João Paulo II

O Papa João Paulo II, em 13 de maio de 1981 foi atingido por um tiro em uma tentativa de assassinato na Praça de São Pedro. Um ano depois ele foi a Fátima para agradecer publicamente a intercessão de Nossa Senhora de Fátima na sua recuperação.

Em maio de 1982, no aniversário desse atentado contra a sua vida, Karol Wojtyla, chegava a Fátima para "agradecer à Divina Providência neste lugar que a mãe de Deus parece ter escolhido de modo tão particular".

Nesta ocasião João Paulo II passou ainda por Lisboa, Vila Viçosa, Coimbra, Braga e Porto, nos quatro dias que esteve em terras lusitanas (12-15 de maio) o Papa fez um total de 22 intervenções, em homilias, sermões e discursos.

Nove anos depois desta visita, João Paulo voltou a Portugal: era o dia 10 maio de 1991.

Ele celebrou Missa no Estádio do Restelo e partiu depois para os Açores e Madeira, antes de ficar no Santuário de Fátima, nos dias 12 e 13 maio.

Durante quatro dias, São João Paulo II proferiu 12 discursos e ainda, da Cova da Iria, enviou uma carta aos bispos católicos da Europa, que preparavam uma assembleia especial do Sínodo dos Bispos, dedicada ao Velho Continente.

No ano 2000, de 12 e 13 maio, já com a saúde debilitada, João Paulo II regressou a Portugal. Ele vinha para presidir à beatificação dos pastorinhos Francisco e Jacinta Marto, porém, na chegada, ainda no aeroporto de Lisboa, proferiu a homilia da Missa do dia 13 de maio, fazendo ainda uma saudação aos doentes reunidos na Cova da Iria.

Nesta mesma ocasião aconteceu o anúncio da publicação da terceira parte do chamado "Segredo de Fátima".

Em março de 1983, João Paulo II voltou ao solo de Portugal, por causa de uma necessária escala técnica em sua viagem a caminho da América Central a 2 de março de 1983. Do Aeroporto de Lisboa, proferiu um discurso em que apresentou Portugal como sendo a "Terra de Santa Maria".

Bento XVI

Bento XVI visitou Portugal de 11 a 14 de maio de 2010, para assinalar o décimo aniversário da beatificação de Francisco e Jacinta Marto. Na ocasião esteve em Lisboa, Fátima e Porto.

Em Lisboa, à margens do histórico Rio Tejo, reuniu milhares de pessoas numa Missa no Terreiro do Paço. No Porto, uma nova multidão encheu a Praça dos Aliados, para a celebração eucarística que concluiu uma viagem de quatro dias, quando o Pontífice proferiu 18 intervenções.

Papa Francisco

O anuncio da viagem de Francisco a Portugal no ano de 2017, prenuncia uma visita centralizada nos acontecimentos da Cova da Iria, o exato lugar onde em 13 de maio de 2013 Dom José Policarpo, na ocasião cardeal-patriarca de Lisboa, consagrou o pontificado do Papa Francisco à Virgem Maria. (JSG)

Loading
Papa visitará Fátima no Centenário das Aparições

Lisboa - Portugal (Sexta-feira, 16-12-2016, Gaudium Press) Em comunicado da Presidência da República de Portugal foi anunciado que o Papa Francisco visitará Portugal entre os dias 12 e 13 de maio do próximo ano.

Francisco será o quarto Papa a visitar o País, depois de Paulo, em 1967; João Paulo II, em 1982, 1991 e 2000 e Bento XVI, em 2010.

Tanto a Conferência Episcopal Portuguesa quanto o presidente Marcelo Rebelo de Sousa, convidaram formalmente o Santo Padre para que ele visitasse Portugal em 2017, quando o Igreja, e com ela o País inteiro celebram o Centenário das Aparições de Nossa Senhora em Fátima.

Portugal e as Viagens Papais

As viagens apostólicas dos Papas foram uma novidade que tiveram início na segunda metade do século XX, com Paulo VI, que reinou até 1978.

Portugal foi contemplado com essas visitas apostólicas já na quinta viagem de Paulo VI, mais concretamente, em 13 de maio de 1967, quando completava-se o 50.º aniversário das aparições de Nossa Senhora na Cova da Iria, Fátima.

Depois dessa viagem histórica, Fátima tornou-se o principal motivo das cinco viagens pontifícias ao País. Antes disso, Fátima já estava no horizonte dos Papas: a 31 de outubro de 1942, o Papa Pio XII, consagrou o mundo ao Imaculado Coração de Maria, ainda durante a II Guerra Mundial.

Paulo VI

Paulo VI quis estar pessoalmente em Fátima, como peregrino. Isto aconteceu em 13 de maio de 1967.

O avião que o trouxe de Roma aterrissou em Monte Real e ele ficou hospedado na Diocese de Leiria (hoje Leiria-Fátima).

Nesta ocasião, Paulo VI fez a homilia durante a Missa do dia 13 de maio, quando se comemorava o 50.º aniversário das Aparições. O Papa ainda fez, na mesma ocasião, ainda outras intervenções.

João Paulo II

O Papa João Paulo II, em 13 de maio de 1981 foi atingido por um tiro em uma tentativa de assassinato na Praça de São Pedro. Um ano depois ele foi a Fátima para agradecer publicamente a intercessão de Nossa Senhora de Fátima na sua recuperação.

Em maio de 1982, no aniversário desse atentado contra a sua vida, Karol Wojtyla, chegava a Fátima para "agradecer à Divina Providência neste lugar que a mãe de Deus parece ter escolhido de modo tão particular".

Nesta ocasião João Paulo II passou ainda por Lisboa, Vila Viçosa, Coimbra, Braga e Porto, nos quatro dias que esteve em terras lusitanas (12-15 de maio) o Papa fez um total de 22 intervenções, em homilias, sermões e discursos.

Nove anos depois desta visita, João Paulo voltou a Portugal: era o dia 10 maio de 1991.

Ele celebrou Missa no Estádio do Restelo e partiu depois para os Açores e Madeira, antes de ficar no Santuário de Fátima, nos dias 12 e 13 maio.

Durante quatro dias, São João Paulo II proferiu 12 discursos e ainda, da Cova da Iria, enviou uma carta aos bispos católicos da Europa, que preparavam uma assembleia especial do Sínodo dos Bispos, dedicada ao Velho Continente.

No ano 2000, de 12 e 13 maio, já com a saúde debilitada, João Paulo II regressou a Portugal. Ele vinha para presidir à beatificação dos pastorinhos Francisco e Jacinta Marto, porém, na chegada, ainda no aeroporto de Lisboa, proferiu a homilia da Missa do dia 13 de maio, fazendo ainda uma saudação aos doentes reunidos na Cova da Iria.

Nesta mesma ocasião aconteceu o anúncio da publicação da terceira parte do chamado "Segredo de Fátima".

Em março de 1983, João Paulo II voltou ao solo de Portugal, por causa de uma necessária escala técnica em sua viagem a caminho da América Central a 2 de março de 1983. Do Aeroporto de Lisboa, proferiu um discurso em que apresentou Portugal como sendo a "Terra de Santa Maria".

Bento XVI

Bento XVI visitou Portugal de 11 a 14 de maio de 2010, para assinalar o décimo aniversário da beatificação de Francisco e Jacinta Marto. Na ocasião esteve em Lisboa, Fátima e Porto.

Em Lisboa, à margens do histórico Rio Tejo, reuniu milhares de pessoas numa Missa no Terreiro do Paço. No Porto, uma nova multidão encheu a Praça dos Aliados, para a celebração eucarística que concluiu uma viagem de quatro dias, quando o Pontífice proferiu 18 intervenções.

Papa Francisco

O anuncio da viagem de Francisco a Portugal no ano de 2017, prenuncia uma visita centralizada nos acontecimentos da Cova da Iria, o exato lugar onde em 13 de maio de 2013 Dom José Policarpo, na ocasião cardeal-patriarca de Lisboa, consagrou o pontificado do Papa Francisco à Virgem Maria. (JSG)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/84187-Papa-visitara-Fatima-no-Centenario-das-Aparicoes. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O evento, que seguiu o lema “Não temas Maria, pois encontras-te graça diante de Deus”, foi con ...
 
“A capela de adoração é uma iniciativa do Senhor para que tivéssemos um lugar adequado para or ...
 
Conforme o purpurado, Deus não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos. ...
 
Criada em 27 de maio de 1998 pelo Papa João Paulo II, o bispado de Criciúma foi desmembrado da Dio ...
 
O sucesso vocacional do sacerdote depende das orações dos fiéis, afirma arcebispo de Malanje, no ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading