Loading
 
 
 
Loading
 
Papa recorda dignidade do trabalho no Encontro com Funcionários da Santa Sé
Loading
 
22 de Dezembro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 22-12-2016, Gaudium Press) No Vaticano, no encontro com funcionários da Santa Sé e seus familiares por ocasião da celebração do Natal, o Papa Francisco defendeu a dignidade dos trabalhadores.

O Papa chegou à Sala Paulo VI vindo da Sala Clementina do Palácio Apostólico do Vaticano, onde recebeu os cardeais e superiores da Cúria Romana.

Francisco parou por várias vezes para cumprimentar os funcionários e seus familiares, abraçando especialmente as crianças.

Responsabilidade

"Aqui no Vaticano temos um motivo suplementar para fazê-lo: temos o Evangelho e devemos atender as normativas da Doutrina Social da Igreja".

"Hoje queremos agradecer a Deus, antes de tudo, pelo dom do trabalho. O trabalho é importantíssimo seja para a própria pessoa que trabalha, bem como para sua família", disse.

O Papa convidou os presentes a agradecer a Deus por todos os seus dons, em particular no Natal. Ele evocou também as famílias que não têm trabalho, ou que, muitas vezes, "fazem trabalhos indignos, mal pagos, prejudiciais para a saúde".

No final do encontro, falando de improviso, ele disse:

"Aqui no Vaticano, não quero empregos que não sigam esta linha, nada de trabalho informal, nada de subterfúgios". O Papa lembrou o compromisso de todos: "cada um com a sua responsabilidade", para que o trabalho seja "digno, respeitoso pela pessoa e a família, que seja justo".

Ele ainda falou do costume da troca de presentes e disse seu desejo:

"Os nossos presentes, esta bela tradição de trocar presentes, deveria exprimir precisamente isto: um reflexo do único dom que é o seu Filho feito Deus e nascido da Virgem Maria". (JSG)

Loading
Papa recorda dignidade do trabalho no Encontro com Funcionários da Santa Sé

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 22-12-2016, Gaudium Press) No Vaticano, no encontro com funcionários da Santa Sé e seus familiares por ocasião da celebração do Natal, o Papa Francisco defendeu a dignidade dos trabalhadores.

O Papa chegou à Sala Paulo VI vindo da Sala Clementina do Palácio Apostólico do Vaticano, onde recebeu os cardeais e superiores da Cúria Romana.

Francisco parou por várias vezes para cumprimentar os funcionários e seus familiares, abraçando especialmente as crianças.

Responsabilidade

"Aqui no Vaticano temos um motivo suplementar para fazê-lo: temos o Evangelho e devemos atender as normativas da Doutrina Social da Igreja".

"Hoje queremos agradecer a Deus, antes de tudo, pelo dom do trabalho. O trabalho é importantíssimo seja para a própria pessoa que trabalha, bem como para sua família", disse.

O Papa convidou os presentes a agradecer a Deus por todos os seus dons, em particular no Natal. Ele evocou também as famílias que não têm trabalho, ou que, muitas vezes, "fazem trabalhos indignos, mal pagos, prejudiciais para a saúde".

No final do encontro, falando de improviso, ele disse:

"Aqui no Vaticano, não quero empregos que não sigam esta linha, nada de trabalho informal, nada de subterfúgios". O Papa lembrou o compromisso de todos: "cada um com a sua responsabilidade", para que o trabalho seja "digno, respeitoso pela pessoa e a família, que seja justo".

Ele ainda falou do costume da troca de presentes e disse seu desejo:

"Os nossos presentes, esta bela tradição de trocar presentes, deveria exprimir precisamente isto: um reflexo do único dom que é o seu Filho feito Deus e nascido da Virgem Maria". (JSG)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/84299-Papa-recorda-dignidade-do-trabalho-no-Encontro-com-Funcionarios-da-Santa-Se. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Matriz da Boa Vista acolherá grupos das paróquias que vão se revezar nas Adorações ao Santís ...
 
...
 
Mais de 8 mil católicos, 100 sacerdotes, 120 religiosas e 10 Bispos de todo o país, participaram d ...
 
Segundo o diretor da Rede do Apostolado da Oração do Papa, elas são fruto de um longo processo de ...
 
Desde a infância, ela tinha uma piedade intensa. Aos dez anos dedicou sua virgindade a Deus. ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading