Loading
 
 
 
Loading
 
Em Curitiba, Igreja Matriz de Santa Felicidade festeja seus 125 anos
Loading
 
27 de Dezembro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Curitiba - Paraná (Terça-feira, 27-12-2016, Gaudium Press) A Igreja de Curitiba celebrou junto com os fiéis paranaenses mais um Natal do Senhor. Entretanto, a noite natalina deste ano teve um outro motivo para ser ainda mais festejada. A Igreja Matriz de Santa Felicidade completava naquele dia seus 125 anos de fundação.

Em Curitiba, Igreja Matriz de Santa Felicidade festeja seus 125 anos.jpg

A chegada dos imigrantes italianos

A história do templo centenário de Curitiba teve início com a chegada dos imigrantes italianos que fundaram Santa Felicidade. A fé que traziam em suas bagagens foi essencial para, logo no início de suas estadas, construir uma pequena Capela de madeira para transmitir a catequese às crianças e celebrar os sacramentos.

Em Curitiba, Igreja Matriz de Santa Felicidade festeja seus 125 anos (2).pngContudo, a capela passou a ficar pequena quando, em 1886, houve a chegada de um missionário italiano que mudou completamente sua história.

Era o Padre Pietro Colbacchini, que exercia sua missão nas fazendas de café do interior de São Paulo quando soube das necessidades dos italianos estabelecidos em colônias nos arredores de Curitiba.

Após a autorização do bispo de São Paulo, o sacerdote desembarcou no Paraná. Seu primeiro trabalho foi a pregação de uma missão em Santa Felicidade.

Durante os 15 dias em que permaneceu, os colonos sentiram-se revigorados e, ao mesmo tempo, entusiasmados pelo fato de verem um padre como eles, falando o mesmo dialeto e com as mesmas tradições culturais.

As cartas do Padre Colbacchini

Através das mensagens que eram escritas pelo presbítero e enviadas a seus superiores na Itália, é possível saber detalhes do crescimento da fé dos imigrantes, bem como a construção de algumas igrejas em terras paranaenses, como a Matriz São José de Santa Felicidade, por ele projetada.

O Padre Colbacchini projetou uma igreja considerada por ele como "magnífica", com aproximadamente 36 metros de comprimento e 16 de largura, tendo três naves formando uma cruz grega. A altura da nave central seria de 12 metros e meio.

Em Curitiba, Igreja Matriz de Santa Felicidade festeja seus 125 anos (3).pngA Igreja dedicada a São José foi inaugurada no Natal de 1891. Naquele dia, houveram celebrações que atraíram, segundo as cartas de Colbacchini, milhares de pessoas. Ao longo da semana, foram realizadas procissões que levavam os quadros e imagens da capela de madeira para a nova igreja.

Porém, a noite daquela quinta-feira, 24 de dezembro, foi ainda mais significativa, uma vez que acontecera a mais solene procissão, na qual foi levado o Santíssimo Sacramento.

"A rua do trajeto estava ornamentada com numerosos arcos e árvores iluminadas por balões de várias cores. Quase todos os que acompanhavam a procissão (mais de 2 mil pessoas) levavam nas mãos velas acesas. O silêncio, a escuridão, a devoção e a harmonia dos cantos que repercutia nos arcos da nova igreja, enchiam a todos de viva emoção", relatou o Padre Colbachinni em uma de suas cartas.

Processo de restauração

Agora, passados 125 anos, a Paróquia São José e Santa Felicidade inicia um novo ciclo com o processo de restauração da Igreja Matriz. Até o momento foram contratados profissionais especializados que desenvolveram um projeto completo, já aprovado pelas autoridades civis e eclesiásticas. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de Curitiba

Loading
Em Curitiba, Igreja Matriz de Santa Felicidade festeja seus 125 anos

Curitiba - Paraná (Terça-feira, 27-12-2016, Gaudium Press) A Igreja de Curitiba celebrou junto com os fiéis paranaenses mais um Natal do Senhor. Entretanto, a noite natalina deste ano teve um outro motivo para ser ainda mais festejada. A Igreja Matriz de Santa Felicidade completava naquele dia seus 125 anos de fundação.

Em Curitiba, Igreja Matriz de Santa Felicidade festeja seus 125 anos.jpg

A chegada dos imigrantes italianos

A história do templo centenário de Curitiba teve início com a chegada dos imigrantes italianos que fundaram Santa Felicidade. A fé que traziam em suas bagagens foi essencial para, logo no início de suas estadas, construir uma pequena Capela de madeira para transmitir a catequese às crianças e celebrar os sacramentos.

Em Curitiba, Igreja Matriz de Santa Felicidade festeja seus 125 anos (2).pngContudo, a capela passou a ficar pequena quando, em 1886, houve a chegada de um missionário italiano que mudou completamente sua história.

Era o Padre Pietro Colbacchini, que exercia sua missão nas fazendas de café do interior de São Paulo quando soube das necessidades dos italianos estabelecidos em colônias nos arredores de Curitiba.

Após a autorização do bispo de São Paulo, o sacerdote desembarcou no Paraná. Seu primeiro trabalho foi a pregação de uma missão em Santa Felicidade.

Durante os 15 dias em que permaneceu, os colonos sentiram-se revigorados e, ao mesmo tempo, entusiasmados pelo fato de verem um padre como eles, falando o mesmo dialeto e com as mesmas tradições culturais.

As cartas do Padre Colbacchini

Através das mensagens que eram escritas pelo presbítero e enviadas a seus superiores na Itália, é possível saber detalhes do crescimento da fé dos imigrantes, bem como a construção de algumas igrejas em terras paranaenses, como a Matriz São José de Santa Felicidade, por ele projetada.

O Padre Colbacchini projetou uma igreja considerada por ele como "magnífica", com aproximadamente 36 metros de comprimento e 16 de largura, tendo três naves formando uma cruz grega. A altura da nave central seria de 12 metros e meio.

Em Curitiba, Igreja Matriz de Santa Felicidade festeja seus 125 anos (3).pngA Igreja dedicada a São José foi inaugurada no Natal de 1891. Naquele dia, houveram celebrações que atraíram, segundo as cartas de Colbacchini, milhares de pessoas. Ao longo da semana, foram realizadas procissões que levavam os quadros e imagens da capela de madeira para a nova igreja.

Porém, a noite daquela quinta-feira, 24 de dezembro, foi ainda mais significativa, uma vez que acontecera a mais solene procissão, na qual foi levado o Santíssimo Sacramento.

"A rua do trajeto estava ornamentada com numerosos arcos e árvores iluminadas por balões de várias cores. Quase todos os que acompanhavam a procissão (mais de 2 mil pessoas) levavam nas mãos velas acesas. O silêncio, a escuridão, a devoção e a harmonia dos cantos que repercutia nos arcos da nova igreja, enchiam a todos de viva emoção", relatou o Padre Colbachinni em uma de suas cartas.

Processo de restauração

Agora, passados 125 anos, a Paróquia São José e Santa Felicidade inicia um novo ciclo com o processo de restauração da Igreja Matriz. Até o momento foram contratados profissionais especializados que desenvolveram um projeto completo, já aprovado pelas autoridades civis e eclesiásticas. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de Curitiba

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/84380-Em-Curitiba--Igreja-Matriz-de-Santa-Felicidade-festeja-seus-125-anos. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading