Loading
 
 
 
Loading
 
Papa Francisco: lamentar-se com Deus é um modo de rezar
Loading
 
28 de Dezembro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Quarta-feira, 28-12-2016, Gaudium Press) A última Audiência Geral de 2016 foi realizada na Sala Paulo VI e o Papa Francisco inspirou-se na carta de São Paulo aos Romanos.

Papa Francisco lamentar-se com Deus é um modo de rezar.jpg
Abrão: Modelo de Fé

O título do tema que o Papa desenvolveu em sua catequese poderia ser: Abraão, modelo de Fé.

A esperança de Abraão em se tornar pai apesar de muito idoso, e sua esposa, estéril, São Paulo a descreve aos Romanos: "Mas Deus havia lhe prometido um filho e Abraão confiava neste anúncio".

A esperança abre horizontes novos

São palavras do Papa:

"Abraão crê, sua fé se abre a uma esperança aparentemente irracional; é a capacidade de ir além do raciocínio humano, da sabedoria e da prudência do mundo, além do considerado como bom-senso para crer no impossível. A esperança abre novos horizontes, nos torna capazes de sonhar o impensável. A esperança nos conduz na escuridão de um futuro incerto para caminhar na luz".

Lamento de Abraão

O Pontífice lembrou, no entanto, que este caminho é difícil e comporta também crises de desconforto. Abraão, por exemplo, se lamenta porque o tempo passava e o ventre de Sara ‘permanecia fechado' em sua esterilidade. Ele, quase centenário, não teria descendência. Seu herdeiro seria Eliézer de Damasco, um servo.

Descendência maior que número das estrelas

Francisco recorda que numa noite o Senhor diz a Abraão: "Olha para o céu e conta as estrelas, se fores capaz! Assim será tua descendência". Abraão se sente só, cansado, perto da morte, lembra Francisco. Seu coração estava tomado pela desilusão e o desânimo.

Não havia mais tempo para um filho. Como continuar a crer?

Segundo o Santo Padre, a lamentação de Abraão é uma forma de fé. Não obstante tudo, ele continuava crendo em Deus, esperando que alguma coisa acontecesse. Se não fosse assim, pergunta o Papa: Por que interpelar Deus e pedir o cumprimento de sua promessa?

Francisco explicou que, de fato, "a fé não é só silêncio que aceita tudo sem replicar; a esperança não é certeza que protege das dúvidas e da perplexidade. Fé é também lutar com Deus, mostrar-lhe nossas amarguras sem fingimento. E esperança é não ter medo de ver a realidade como ela é, aceitando as contradições".

Fé: única certeza

Na fé, Abraão se dirige a Deus para que o ajude a continuar a esperar. E o Senhor responde, insistindo na promessa que lhe havia feito de que o herdeiro não será um servo, mas um filho verdadeiro, gerado por ele:

"Sua única certeza é confiar na palavra do Senhor", diz o Papa Francisco, concluindo seu pensamento.

Fé: caminho da esperança

Novamente uma promessa, algo para ser esperado para o futuro. Novamente Deus faz com Abraão do mesmo modo quando o levou para fora da tenda e lhe mostrou as estrelas, esta é a fé.

"Para crer, é necessário saber ver com os olhos da fé; é este o caminho da esperança que cada um de nós deve percorrer. Quando a nossa única possibilidade é olhar para as estrelas, será a hora de confiar em Deus. Não há nada mais bonito do que isso". (JSG)

Da redação Gaudium Press, com informações Rádio Vaticano

Loading
Papa Francisco: lamentar-se com Deus é um modo de rezar

Cidade do Vaticano (Quarta-feira, 28-12-2016, Gaudium Press) A última Audiência Geral de 2016 foi realizada na Sala Paulo VI e o Papa Francisco inspirou-se na carta de São Paulo aos Romanos.

Papa Francisco lamentar-se com Deus é um modo de rezar.jpg
Abrão: Modelo de Fé

O título do tema que o Papa desenvolveu em sua catequese poderia ser: Abraão, modelo de Fé.

A esperança de Abraão em se tornar pai apesar de muito idoso, e sua esposa, estéril, São Paulo a descreve aos Romanos: "Mas Deus havia lhe prometido um filho e Abraão confiava neste anúncio".

A esperança abre horizontes novos

São palavras do Papa:

"Abraão crê, sua fé se abre a uma esperança aparentemente irracional; é a capacidade de ir além do raciocínio humano, da sabedoria e da prudência do mundo, além do considerado como bom-senso para crer no impossível. A esperança abre novos horizontes, nos torna capazes de sonhar o impensável. A esperança nos conduz na escuridão de um futuro incerto para caminhar na luz".

Lamento de Abraão

O Pontífice lembrou, no entanto, que este caminho é difícil e comporta também crises de desconforto. Abraão, por exemplo, se lamenta porque o tempo passava e o ventre de Sara ‘permanecia fechado' em sua esterilidade. Ele, quase centenário, não teria descendência. Seu herdeiro seria Eliézer de Damasco, um servo.

Descendência maior que número das estrelas

Francisco recorda que numa noite o Senhor diz a Abraão: "Olha para o céu e conta as estrelas, se fores capaz! Assim será tua descendência". Abraão se sente só, cansado, perto da morte, lembra Francisco. Seu coração estava tomado pela desilusão e o desânimo.

Não havia mais tempo para um filho. Como continuar a crer?

Segundo o Santo Padre, a lamentação de Abraão é uma forma de fé. Não obstante tudo, ele continuava crendo em Deus, esperando que alguma coisa acontecesse. Se não fosse assim, pergunta o Papa: Por que interpelar Deus e pedir o cumprimento de sua promessa?

Francisco explicou que, de fato, "a fé não é só silêncio que aceita tudo sem replicar; a esperança não é certeza que protege das dúvidas e da perplexidade. Fé é também lutar com Deus, mostrar-lhe nossas amarguras sem fingimento. E esperança é não ter medo de ver a realidade como ela é, aceitando as contradições".

Fé: única certeza

Na fé, Abraão se dirige a Deus para que o ajude a continuar a esperar. E o Senhor responde, insistindo na promessa que lhe havia feito de que o herdeiro não será um servo, mas um filho verdadeiro, gerado por ele:

"Sua única certeza é confiar na palavra do Senhor", diz o Papa Francisco, concluindo seu pensamento.

Fé: caminho da esperança

Novamente uma promessa, algo para ser esperado para o futuro. Novamente Deus faz com Abraão do mesmo modo quando o levou para fora da tenda e lhe mostrou as estrelas, esta é a fé.

"Para crer, é necessário saber ver com os olhos da fé; é este o caminho da esperança que cada um de nós deve percorrer. Quando a nossa única possibilidade é olhar para as estrelas, será a hora de confiar em Deus. Não há nada mais bonito do que isso". (JSG)

Da redação Gaudium Press, com informações Rádio Vaticano

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/84411-Papa-Francisco--lamentar-se-com-Deus-e-um-modo-de-rezar. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Junto com a peça os visitantes podem assistir a um vídeo com os testemunhos das pessoas que partic ...
 
“A mensagem de Fátima continua a desafiar a uma atitude de oferta da própria vida a Deus e aos ...
 
As celebrações seguiram o lema: “Com Lourenço servidor, do povo protetor, escutamos e anunciamo ...
 
Bispos da Igreja Caldeia Católica apelaram para o fim da guerra na Síria e em todo o Médio Orient ...
 
“A lei que penaliza o aborto provocado está a serviço de um valor altíssimo, que é a vida do n ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading