Loading
 
 
 
Loading
 
São Brás é reverenciado pelo seu exemplo de cristandade
Loading
 
3 de Fevereiro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Redação (Sexta-feira, 03-02-2017, Gaudium Press) Conhecido pelos católicos como o Santo protetor das doenças da garganta, São Brás foi elevado à santidade após curar uma criança que morria engasgada com uma espinha de peixe na garganta.

São Brás é reverenciado pelo seu exemplo de cristandade.jpg

De origem armênia, foi médico e bispo da cidade de Sebasta, na Capadócia, sendo reconhecido por todos como um homem corajoso, de oração e que cuidava dos fiéis na sua totalidade.

Na época em que foi perseguido pelos romanos, Brás abandonou o bispado e se protegeu na caverna de uma montanha isolada. Mas ao ser descoberto e capturado, morreu em testemunho de sua fé sob as ordens do imperador Licínio, no ano 316 d. C..

Segundo o pároco da Paróquia São Brás, da cidade de Bauru, no interior de São Paulo, Padre Edson Roberto Codato, antes da santidade, São Brás foi um bom cristão e vivia o cristianismo intensamente.

"Ele se retirou à sua gruta para que pudesse viver mais intensamente sua fé e ter a presença divina junto dele. Esse momento o fez se tornar cada vez mais próximo desse ideal de santidade que todos nós somos convidados a fazer parte. A partir do momento em que São Brás se monstra fiel a Deus, mostra-se merecedor da Sua graça e o povo reconhece todo seu potencial. (...) Assim São Brás se torna padre, bispo e vai ao encontro do povo, das suas necessidades, para cuidar de um povo sofrido, que precisava de um testemunho vivo de santidade", afirmou.

Ainda conforme o Padre Codato, São Brás pode ser considerado um exemplo de cristão que se tornou um mártir e sofreu muito para testemunhar todo seu amor a Deus e ao próximo. "Ele viveu intensamente o seu cristianismo para as pessoas que mais necessitavam, para as pessoas sofridas".

"Dentre tantos milagres que São Brás realizou em sua caminhada, o que tornou-o mais conhecido foi quando intercedeu por uma mãe no qual o filho morria engasgado com uma espinha de peixe na garganta. O importante é nós entendermos o sofrimento da mãe que vem seguido da fé, ou seja, ela acreditou que São Brás iria resolver este problema. E é exatamente acreditando que ela foi agraciada com esse milagre", disse.

Nesta sexta-feira, 3 de fevereiro, as igrejas promovem a tradicional "bênção da garganta", na qual são feitas orações no momento em que são cruzadas duas velas sobre a parte interior do pescoço de cada fiel. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações A12

Loading
São Brás é reverenciado pelo seu exemplo de cristandade

Redação (Sexta-feira, 03-02-2017, Gaudium Press) Conhecido pelos católicos como o Santo protetor das doenças da garganta, São Brás foi elevado à santidade após curar uma criança que morria engasgada com uma espinha de peixe na garganta.

São Brás é reverenciado pelo seu exemplo de cristandade.jpg

De origem armênia, foi médico e bispo da cidade de Sebasta, na Capadócia, sendo reconhecido por todos como um homem corajoso, de oração e que cuidava dos fiéis na sua totalidade.

Na época em que foi perseguido pelos romanos, Brás abandonou o bispado e se protegeu na caverna de uma montanha isolada. Mas ao ser descoberto e capturado, morreu em testemunho de sua fé sob as ordens do imperador Licínio, no ano 316 d. C..

Segundo o pároco da Paróquia São Brás, da cidade de Bauru, no interior de São Paulo, Padre Edson Roberto Codato, antes da santidade, São Brás foi um bom cristão e vivia o cristianismo intensamente.

"Ele se retirou à sua gruta para que pudesse viver mais intensamente sua fé e ter a presença divina junto dele. Esse momento o fez se tornar cada vez mais próximo desse ideal de santidade que todos nós somos convidados a fazer parte. A partir do momento em que São Brás se monstra fiel a Deus, mostra-se merecedor da Sua graça e o povo reconhece todo seu potencial. (...) Assim São Brás se torna padre, bispo e vai ao encontro do povo, das suas necessidades, para cuidar de um povo sofrido, que precisava de um testemunho vivo de santidade", afirmou.

Ainda conforme o Padre Codato, São Brás pode ser considerado um exemplo de cristão que se tornou um mártir e sofreu muito para testemunhar todo seu amor a Deus e ao próximo. "Ele viveu intensamente o seu cristianismo para as pessoas que mais necessitavam, para as pessoas sofridas".

"Dentre tantos milagres que São Brás realizou em sua caminhada, o que tornou-o mais conhecido foi quando intercedeu por uma mãe no qual o filho morria engasgado com uma espinha de peixe na garganta. O importante é nós entendermos o sofrimento da mãe que vem seguido da fé, ou seja, ela acreditou que São Brás iria resolver este problema. E é exatamente acreditando que ela foi agraciada com esse milagre", disse.

Nesta sexta-feira, 3 de fevereiro, as igrejas promovem a tradicional "bênção da garganta", na qual são feitas orações no momento em que são cruzadas duas velas sobre a parte interior do pescoço de cada fiel. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações A12

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/85116-Sao-Bras-e-reverenciado-pelo-seu-exemplo-de-cristandade-. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O evento, que seguiu o lema “Não temas Maria, pois encontras-te graça diante de Deus”, foi con ...
 
“A capela de adoração é uma iniciativa do Senhor para que tivéssemos um lugar adequado para or ...
 
Conforme o purpurado, Deus não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos. ...
 
Criada em 27 de maio de 1998 pelo Papa João Paulo II, o bispado de Criciúma foi desmembrado da Dio ...
 
O sucesso vocacional do sacerdote depende das orações dos fiéis, afirma arcebispo de Malanje, no ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading