Loading
 
 
 
Loading
 
Arquidiocese de São Paulo cita dez aspectos importantes sobre a Quarta-Feira de Cinzas
Loading
 
1 de Março de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

São Paulo (Quarta-feira, 01-03-2017, Gaudium Press) A Quarta-feira de Cinzas é o primeiro dia do tempo quaresmal, no qual a Igreja Católica, durante 40 dias, convoca os fiéis a converter-se e a preparar-se verdadeiramente para viver os mistérios da Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo ao longo da Semana Santa.

Arquidiocese de São Paulo cita dez aspectos importantes sobre a Quarta-Feira de Cinzas.jpg

Sabendo disso, a Arquidiocese de São Paulo, em seu site oficial, listou dez características fundamentais sobre este dia, que serve como ponto de partida para os católicos se prepararem para a Páscoa:


1 - O que é a Quarta-feira de Cinzas?
É uma celebração que está no Missal Romano, o qual explica que no final da Santa Missa, abençoam e impõem as cinzas obtidas da queima dos ramos usadas no Domingo de Ramos do ano anterior.

2 - Como surgiu a tradição de impor as cinzas?
Esta prática vem da Igreja primitiva. Naquela época, as pessoas colocavam as cinzas na cabeça e se apresentavam ante a comunidade com um "hábito penitencial" a fim de receber o Sacramento da Reconciliação na Quinta-feira Santa. A Quaresma adquiriu um sentido penitencial para todos os cristãos quase 400 anos d.C.. Desde o século XI, a Igreja de Roma impõe as cinzas no início deste tempo.

3 - Mas por que impor as cinzas?
A cinza é vista como um símbolo e tem sua função descrita em um importante documento da Igreja, mais precisamente no artigo 125 do Diretório sobre a piedade popular e a liturgia:

"O começo dos quarenta dias de penitência, no Rito romano, caracteriza-se pelo austero símbolo das Cinzas, que caracteriza a Liturgia da Quarta-feira de Cinzas. Próprio dos antigos ritos nos quais os pecadores convertidos se submetiam à penitência canônica, o gesto de cobrir-se com cinza tem o sentido de reconhecer a própria fragilidade e mortalidade, que precisa ser redimida pela misericórdia de Deus. Este não era um gesto puramente exterior, a Igreja o conservou como sinal da atitude do coração penitente que cada batizado é chamado a assumir no itinerário quaresmal. Devem ajudar aos fiéis, que vão receber as Cinzas, para que aprendam o significado interior que este gesto tem, que abre a cada pessoa a conversão e ao esforço da renovação pascal".

4 - O que simboliza e o que é recordada nas cinzas?
Oriunda do latim "cinis", representa o produto da combustão de algo pelo fogo. Logo cedo, adotou um sentido simbólico de morte e expiração, bem como de humildade e penitência. A cinza, como sinal de humildade, recorda ao cristão a sua origem e o seu fim, conforme descreve as passagens bíblicas do Livro de Gênesis: "E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra" (Gn 2,7); "até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás" (Gn 3,19).

5 - Como conseguir as cinzas?
Para a cerimônia devem ser queimados os restos dos ramos abençoados no Domingo de Ramos do ano anterior. Eles recebem água benta e logo são aromatizados com incenso.

6 - Como se impõe as cinzas?
Este ato acontece durante a Missa e, após a homilia, é permitido que os leigos ajudem o sacerdote. As cinzas são impostas na fronte, em forma de cruz, enquanto o ministro pronuncia as palavras Bíblicas: "és pó e em pó te tornarás" ou "convertam-se e cream no Evangelho".

7 - E o que se deve fazer quando não há sacerdote?
Neste caso, a imposição das cinzas pode ser realizada sem Missa, de forma extraordinária. Contudo, é recomendável que antes do ato, os fiéis participem da liturgia da palavra. Vale ressaltar que a bênção das cinzas, assim como todo sacramental, somente pode ser feita por um sacerdote ou um diácono.

8 - Quem pode receber as cinzas?
Qualquer pessoa pode receber este sacramental, conforme explica o Catecismo (1670 ss.): "sacramentais não conferem a graça do Espírito Santo à maneira dos sacramentos; mas, pela oração da Igreja, preparam para receber a graça e dispõem para cooperar com ela".

9 - Quanto tempo é necessário permanecer com a cinza na fronte?
Quanto tempo a pessoa desejar, uma vez que não existe um período determinado.

10 - E o jejum e a abstinência são necessários?
Eles são obrigatórios tanto na Quarta-feira de Cinzas quanto na Sexta-feira Santa para as pessoas maiores de 18 e menores de 60 anos. Fora desses limites, é opcional. Nessa data, os fiéis podem ter uma refeição "principal" uma vez ao longo do dia.


(LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de São Paulo

Loading
Arquidiocese de São Paulo cita dez aspectos importantes sobre a Quarta-Feira de Cinzas

São Paulo (Quarta-feira, 01-03-2017, Gaudium Press) A Quarta-feira de Cinzas é o primeiro dia do tempo quaresmal, no qual a Igreja Católica, durante 40 dias, convoca os fiéis a converter-se e a preparar-se verdadeiramente para viver os mistérios da Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo ao longo da Semana Santa.

Arquidiocese de São Paulo cita dez aspectos importantes sobre a Quarta-Feira de Cinzas.jpg

Sabendo disso, a Arquidiocese de São Paulo, em seu site oficial, listou dez características fundamentais sobre este dia, que serve como ponto de partida para os católicos se prepararem para a Páscoa:


1 - O que é a Quarta-feira de Cinzas?
É uma celebração que está no Missal Romano, o qual explica que no final da Santa Missa, abençoam e impõem as cinzas obtidas da queima dos ramos usadas no Domingo de Ramos do ano anterior.

2 - Como surgiu a tradição de impor as cinzas?
Esta prática vem da Igreja primitiva. Naquela época, as pessoas colocavam as cinzas na cabeça e se apresentavam ante a comunidade com um "hábito penitencial" a fim de receber o Sacramento da Reconciliação na Quinta-feira Santa. A Quaresma adquiriu um sentido penitencial para todos os cristãos quase 400 anos d.C.. Desde o século XI, a Igreja de Roma impõe as cinzas no início deste tempo.

3 - Mas por que impor as cinzas?
A cinza é vista como um símbolo e tem sua função descrita em um importante documento da Igreja, mais precisamente no artigo 125 do Diretório sobre a piedade popular e a liturgia:

"O começo dos quarenta dias de penitência, no Rito romano, caracteriza-se pelo austero símbolo das Cinzas, que caracteriza a Liturgia da Quarta-feira de Cinzas. Próprio dos antigos ritos nos quais os pecadores convertidos se submetiam à penitência canônica, o gesto de cobrir-se com cinza tem o sentido de reconhecer a própria fragilidade e mortalidade, que precisa ser redimida pela misericórdia de Deus. Este não era um gesto puramente exterior, a Igreja o conservou como sinal da atitude do coração penitente que cada batizado é chamado a assumir no itinerário quaresmal. Devem ajudar aos fiéis, que vão receber as Cinzas, para que aprendam o significado interior que este gesto tem, que abre a cada pessoa a conversão e ao esforço da renovação pascal".

4 - O que simboliza e o que é recordada nas cinzas?
Oriunda do latim "cinis", representa o produto da combustão de algo pelo fogo. Logo cedo, adotou um sentido simbólico de morte e expiração, bem como de humildade e penitência. A cinza, como sinal de humildade, recorda ao cristão a sua origem e o seu fim, conforme descreve as passagens bíblicas do Livro de Gênesis: "E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra" (Gn 2,7); "até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás" (Gn 3,19).

5 - Como conseguir as cinzas?
Para a cerimônia devem ser queimados os restos dos ramos abençoados no Domingo de Ramos do ano anterior. Eles recebem água benta e logo são aromatizados com incenso.

6 - Como se impõe as cinzas?
Este ato acontece durante a Missa e, após a homilia, é permitido que os leigos ajudem o sacerdote. As cinzas são impostas na fronte, em forma de cruz, enquanto o ministro pronuncia as palavras Bíblicas: "és pó e em pó te tornarás" ou "convertam-se e cream no Evangelho".

7 - E o que se deve fazer quando não há sacerdote?
Neste caso, a imposição das cinzas pode ser realizada sem Missa, de forma extraordinária. Contudo, é recomendável que antes do ato, os fiéis participem da liturgia da palavra. Vale ressaltar que a bênção das cinzas, assim como todo sacramental, somente pode ser feita por um sacerdote ou um diácono.

8 - Quem pode receber as cinzas?
Qualquer pessoa pode receber este sacramental, conforme explica o Catecismo (1670 ss.): "sacramentais não conferem a graça do Espírito Santo à maneira dos sacramentos; mas, pela oração da Igreja, preparam para receber a graça e dispõem para cooperar com ela".

9 - Quanto tempo é necessário permanecer com a cinza na fronte?
Quanto tempo a pessoa desejar, uma vez que não existe um período determinado.

10 - E o jejum e a abstinência são necessários?
Eles são obrigatórios tanto na Quarta-feira de Cinzas quanto na Sexta-feira Santa para as pessoas maiores de 18 e menores de 60 anos. Fora desses limites, é opcional. Nessa data, os fiéis podem ter uma refeição "principal" uma vez ao longo do dia.


(LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de São Paulo


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading