Loading
 
 
 
Loading
 
"A vida de um Guarda Suíço" é tema de mostra fotográfica nos EUA
Loading
 
1 de Março de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Washington - Estados Unidos (Quarta-feira, 01-03-2017, Gaudium Press) A Guarda Suíça Pontifícia, o menor exército do mundo que desde o ano 1506 está a serviço do Papa, faz parte de uma mostra fotográfica que poderá ser visitada até o dia 26 de março no 'Boston Faneuil Hall', nos Estados Unidos.

A vida de um Guarda Suíço é tema de mostra fotográfica nos EUA.png

A exposição, intitulada 'The life of a Swiss Guard... A private view' -'A vida de um Guarda Suíço... Uma vista privada"-, foi inaugurada em abril de 2016 nos Museus Vaticanos, com o impulso do professor Antonio Paolucci, antigo diretor dos Museus, e o apoio da associação de benfeitores 'Patrons of the Arts' dos Museus Vaticanos.

Desde o dia 04 de fevereiro chegou aos Estados Unidos para apresentar-se no 'Boston Faneuil Hall' com o amparo do Museu da Antiga e Honorável Companhia de Artilharia de Massachusetts.

A exposição percorre o dia a dia dos Guardas Suíços em umas oitenta imagens que o fotógrafo Fabio Mantegna capturou durante várias semanas. Seu autor esteve completamente imerso na vida dos homens que fazem parte do corpo que protege ao Santo Padre, mostrando suas diferentes facetas, e inclusive suas personalidades.

A vida de um Guarda Suíço é tema de mostra fotográfica nos EUA 2.png

"As tomadas artísticas de Fabio Mantegna contam uma história nobre e antiga, mas também a bela juventude de um grupo de rapazes que estão a serviço do Papa, orgulhosos e honrados do papel que representam e do serviço ao qual são chamados: o sentido do dever e a humanidade dos acentos se mesclam com os sonhos, o entusiasmo e a esperança que tem todos os jovens do mundo aos seus vinte anos", descrevia o antigo diretor dos Museus Vaticanos sobre esta exposição.

As fotografias destacam a vida cotidiana dos soldados do Papa: quando compartilham o almoço, o ritual que tem para vestir o uniforme, sua preparação física, quando juram fidelidade ao Santo Padre, entre outros.

Também se incluem vários dos objetos e paramentos que se tem utilizado em diferentes tempos, como sua antiga armadura, capacetes decorados com gravuras, os uniformes e lanças.

Cinco séculos a serviço do Papa

Já são cinco séculos de história que tem o menor exército do mundo. O ano 1506 é a data na qual chegam os primeiros soldados do Papa à Cidade Eterna a pedido do Papa Julio II. Este primeiro corpo de proteção do Santo Padre estava constituído por 150 homens sob as ordens do capitão Kaspar von Silenen.

A vida de um Guarda Suíço é tema de mostra fotográfica nos EUA 3.png

Entre os fatos mais importantes, um ficou imortalizado: ocorreu no dia 06 de março de 1527 durante o saque de Roma realizado por tropas do imperador Carlos V. Neste dia os Guardas Suíços mostraram seu grande valor, fortaleza e fidelidade à sua missão. Apesar de terem sobrevivido apenas 42 dos homens, a Guarda formou um círculo ao redor do Papa Clemente VII, que conseguiu escapar e refugiar-se no Castelo Sant'Angelo. O fato marcou tanto que a cada dia 06 de maio os novos recrutas juram seus cargos diante do Santo Padre.

Os efetivos estão a cargo de controlar os acessos ao Vaticano, monitorar continuamente a segurança do Santo Padre e velar pela proteção das pessoas no interior da Santa Sé. Além disso, acompanham ao Papa durante suas viagens e protegem ao Colégio Cardinalício quando a Sede Apostólica está vacante. A missão da Guarda Suíça tem um triplo papel: honra, vigilância e ordem. (EPC)

Loading
"A vida de um Guarda Suíço" é tema de mostra fotográfica nos EUA

Washington - Estados Unidos (Quarta-feira, 01-03-2017, Gaudium Press) A Guarda Suíça Pontifícia, o menor exército do mundo que desde o ano 1506 está a serviço do Papa, faz parte de uma mostra fotográfica que poderá ser visitada até o dia 26 de março no 'Boston Faneuil Hall', nos Estados Unidos.

A vida de um Guarda Suíço é tema de mostra fotográfica nos EUA.png

A exposição, intitulada 'The life of a Swiss Guard... A private view' -'A vida de um Guarda Suíço... Uma vista privada"-, foi inaugurada em abril de 2016 nos Museus Vaticanos, com o impulso do professor Antonio Paolucci, antigo diretor dos Museus, e o apoio da associação de benfeitores 'Patrons of the Arts' dos Museus Vaticanos.

Desde o dia 04 de fevereiro chegou aos Estados Unidos para apresentar-se no 'Boston Faneuil Hall' com o amparo do Museu da Antiga e Honorável Companhia de Artilharia de Massachusetts.

A exposição percorre o dia a dia dos Guardas Suíços em umas oitenta imagens que o fotógrafo Fabio Mantegna capturou durante várias semanas. Seu autor esteve completamente imerso na vida dos homens que fazem parte do corpo que protege ao Santo Padre, mostrando suas diferentes facetas, e inclusive suas personalidades.

A vida de um Guarda Suíço é tema de mostra fotográfica nos EUA 2.png

"As tomadas artísticas de Fabio Mantegna contam uma história nobre e antiga, mas também a bela juventude de um grupo de rapazes que estão a serviço do Papa, orgulhosos e honrados do papel que representam e do serviço ao qual são chamados: o sentido do dever e a humanidade dos acentos se mesclam com os sonhos, o entusiasmo e a esperança que tem todos os jovens do mundo aos seus vinte anos", descrevia o antigo diretor dos Museus Vaticanos sobre esta exposição.

As fotografias destacam a vida cotidiana dos soldados do Papa: quando compartilham o almoço, o ritual que tem para vestir o uniforme, sua preparação física, quando juram fidelidade ao Santo Padre, entre outros.

Também se incluem vários dos objetos e paramentos que se tem utilizado em diferentes tempos, como sua antiga armadura, capacetes decorados com gravuras, os uniformes e lanças.

Cinco séculos a serviço do Papa

Já são cinco séculos de história que tem o menor exército do mundo. O ano 1506 é a data na qual chegam os primeiros soldados do Papa à Cidade Eterna a pedido do Papa Julio II. Este primeiro corpo de proteção do Santo Padre estava constituído por 150 homens sob as ordens do capitão Kaspar von Silenen.

A vida de um Guarda Suíço é tema de mostra fotográfica nos EUA 3.png

Entre os fatos mais importantes, um ficou imortalizado: ocorreu no dia 06 de março de 1527 durante o saque de Roma realizado por tropas do imperador Carlos V. Neste dia os Guardas Suíços mostraram seu grande valor, fortaleza e fidelidade à sua missão. Apesar de terem sobrevivido apenas 42 dos homens, a Guarda formou um círculo ao redor do Papa Clemente VII, que conseguiu escapar e refugiar-se no Castelo Sant'Angelo. O fato marcou tanto que a cada dia 06 de maio os novos recrutas juram seus cargos diante do Santo Padre.

Os efetivos estão a cargo de controlar os acessos ao Vaticano, monitorar continuamente a segurança do Santo Padre e velar pela proteção das pessoas no interior da Santa Sé. Além disso, acompanham ao Papa durante suas viagens e protegem ao Colégio Cardinalício quando a Sede Apostólica está vacante. A missão da Guarda Suíça tem um triplo papel: honra, vigilância e ordem. (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/85714--A-vida-de-um-Guarda-Suico--e-tema-de-mostra-fotografica-nos-EUA. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Na mentalidade de muitas pessoas perpassa essa ideia de que o sacramento é alguma coisa que se comp ...
 
Há 18 anos João Paulo II reconhecia o carisma dos Arautos do Evangelho, e os erigia como Associaç ...
 
O tema do encontro, que reuniu mais de 1.200 homens na Diocese de Phoenix, foi 'Uma Nova Cavalaria'. ...
 
A comemoração da Cátedra de São Pedro põe em relevo a missão de mestre e de pastor conferida p ...
 
O telegrama foi endereçado a Dom Anthony Fallah Borwah, presidente da Conferência Episcopal da Lib ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading