Loading
 
 
 
Loading
 
Salesiano vítima do comunismo é reconhecido como mártir
Loading
 
1 de Março de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Quarta-feira, 01-03-2017, Gaudium Press) O Servo de Deus Padre Tito Zeman, sacerdote salesiano eslovaco, foi reconhecido oficialmente como mártir pela Igreja. O Papa Francisco autorizou o decreto que abre as portas à sua próxima beatificação em uma audiência concedida ao Cardeal Angelo Amato, Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, no dia 27 de fevereiro. O sacerdote faleceu por causa dos danos causados por 12 anos de reclusão devido a sua Fé em 1969.

Salesiano vítima do comunismo é reconhecido como mártir.png

O futuro Beato nasceu em Vajnory, Bratislava, no dia 04 de janeiro de 1915, chegando a ser sacerdote na Itália, realizando estudos na Pontifícia Universidade Gregoriana e sendo ordenado em Turim em 1940. Dez anos mais tarde, o regime comunista da Checoslováquia proibiu as ordens religiosas, o que fez com que o Padre Zeman organizasse uma série de viagens clandestinas a Turim para os religiosos salesianos que se formavam para o sacerdócio e necessitavam concluir seus estudos.

Na terceira destas missões vocacionais, o Padre Zeman foi descoberto pelas autoridades, sendo acusado de suspeita traição e espionagem em favor do Vaticano. Sob este cargo esteve a ponto de ser condenado a morte, mas finalmente sua sentença foi fixada em 25 anos de prisão. Em seu cativeiro, foi submetido a privações e torturas, o que afetou irremediavelmente sua saúde.

No dia 10 de março de 1964 foi finalmente liberado de sua prisão após 12 anos de reclusão, mas somente conseguiu sobreviver mais cinco anos por sua delicada saúde, morrendo aos 54 anos de idade. "Inclusive se tenho perdido minha vida, considero que não está sendo desperdiçada, sabendo que ao menos um dos que tenho ajudado se tornou em sacerdote no meu lugar", afirmou. Por este motivo, a fama de santidade do próximo Beato está associada a considerá-lo um mártir das vocações. (EPC)

Loading
Salesiano vítima do comunismo é reconhecido como mártir

Cidade do Vaticano (Quarta-feira, 01-03-2017, Gaudium Press) O Servo de Deus Padre Tito Zeman, sacerdote salesiano eslovaco, foi reconhecido oficialmente como mártir pela Igreja. O Papa Francisco autorizou o decreto que abre as portas à sua próxima beatificação em uma audiência concedida ao Cardeal Angelo Amato, Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, no dia 27 de fevereiro. O sacerdote faleceu por causa dos danos causados por 12 anos de reclusão devido a sua Fé em 1969.

Salesiano vítima do comunismo é reconhecido como mártir.png

O futuro Beato nasceu em Vajnory, Bratislava, no dia 04 de janeiro de 1915, chegando a ser sacerdote na Itália, realizando estudos na Pontifícia Universidade Gregoriana e sendo ordenado em Turim em 1940. Dez anos mais tarde, o regime comunista da Checoslováquia proibiu as ordens religiosas, o que fez com que o Padre Zeman organizasse uma série de viagens clandestinas a Turim para os religiosos salesianos que se formavam para o sacerdócio e necessitavam concluir seus estudos.

Na terceira destas missões vocacionais, o Padre Zeman foi descoberto pelas autoridades, sendo acusado de suspeita traição e espionagem em favor do Vaticano. Sob este cargo esteve a ponto de ser condenado a morte, mas finalmente sua sentença foi fixada em 25 anos de prisão. Em seu cativeiro, foi submetido a privações e torturas, o que afetou irremediavelmente sua saúde.

No dia 10 de março de 1964 foi finalmente liberado de sua prisão após 12 anos de reclusão, mas somente conseguiu sobreviver mais cinco anos por sua delicada saúde, morrendo aos 54 anos de idade. "Inclusive se tenho perdido minha vida, considero que não está sendo desperdiçada, sabendo que ao menos um dos que tenho ajudado se tornou em sacerdote no meu lugar", afirmou. Por este motivo, a fama de santidade do próximo Beato está associada a considerá-lo um mártir das vocações. (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/85716-Salesiano-vitima-do-comunismo-e-reconhecido-como-martir. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O evento, que seguiu o lema “Não temas Maria, pois encontras-te graça diante de Deus”, foi con ...
 
“A capela de adoração é uma iniciativa do Senhor para que tivéssemos um lugar adequado para or ...
 
Conforme o purpurado, Deus não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos. ...
 
Criada em 27 de maio de 1998 pelo Papa João Paulo II, o bispado de Criciúma foi desmembrado da Dio ...
 
O sucesso vocacional do sacerdote depende das orações dos fiéis, afirma arcebispo de Malanje, no ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading