Loading
 
 
 
Loading
 
“Ressoa forte, no início da Quaresma, o convite à conversão”: palavras de Francisco
Loading
 
2 de Março de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 02-03-2017, Gaudium Press) "Ressoa forte, no início da Quaresma, o convite à conversão". Esta afirmação exortativa do Papa Francisco foi ouvida em sua homilia durante a Santa Missa que foi celebrada na Capela da Casa Santa Marta neste início do tempo quaresmal.

Ressoa forte, no início da Quaresma, o convite à conversão palavras de Francisco.jpgTrês Realidade

A exortação do Pontífice está colocada pela liturgia de hoje diante de três realidades: o homem, Deus e o caminho.

Realidade do Homem: escolha entre o Bem e o Mal

A realidade do homem é a de escolher entre o bem e o mal:

"Deus nos criou livres. A escolha é nossa", disse o Pontífice, "mas não nos deixa sozinhos". Deus nos indica o caminho do bem com os Mandamentos, ensina o Papa.

Realidade de Deus: Deus se fez Cristo, por nós

Depois, explica Francisco, vem a realidade de Deus:

"A realidade de Deus é Deus que se fez Cristo, por nós. Para nos salvar. Quando nos distanciamos dessa realidade e nos distanciamos da Cruz de Cristo, da verdade das chagas do Senhor, nos distanciamos também do amor, da caridade de Deus, da salvação e caminhamos numa estrada ideológica de Deus, distante do Deus que veio até nós para nos salvar, do Deus que morreu por nós. Esta é a realidade de Deus. Deus é Cristo. Não há Deus sem Cristo."

E a explicação do Pontífice continua:

"Esta é a realidade de Deus: Deus que se fez Cristo, Deus que se fez carne e este é o fundamento das obras de misericórdia.

As chagas de nossos irmãos são as chagas de Cristo, são as chagas de Deus, porque Deus se fez Cristo. Esta é a segunda realidade. Não podemos viver a Quaresma sem esta realidade.

Devemos nos converter não a um Deus abstrato, mas a um Deus concreto que se fez Cristo. "

Realidade do Caminho: Seguir Cristo

A terceira realidade, é a do caminho. Nosso Senhor disse no Evangelho:

"Se alguém quer me seguir, renegue a si mesmo, tome a sua cruz a cada dia e me siga"

Comenta, então o Santo Padre:

"A realidade do caminho é a de Cristo: seguir Cristo, fazer a vontade do Pai e como Ele pegar as cruzes de cada dia e renegar a si mesmo para seguir Cristo. Não fazer o que eu quero, mas o que Jesus quer. Seguir Jesus. Ele fala que nessa estrada nós perdemos a vida para ganhá-la depois. É perder a vida continuamente, deixar de fazer o que eu quero, perder as comodidades, estar sempre na estrada de Jesus que estava a serviço dos outros, e adorar Deus. Esta é a estrada certa."

Bússola

O Papa Francisco concluiu sua homilia voltando a afirmar que "O único caminho seguro é seguir Cristo crucificado, escândalo da Cruz.

Estas três realidades, o homem, Deus e o caminho são a bússola que não deixa o cristão errar o caminho".(JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações RV)

Loading
“Ressoa forte, no início da Quaresma, o convite à conversão”: palavras de Francisco

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 02-03-2017, Gaudium Press) "Ressoa forte, no início da Quaresma, o convite à conversão". Esta afirmação exortativa do Papa Francisco foi ouvida em sua homilia durante a Santa Missa que foi celebrada na Capela da Casa Santa Marta neste início do tempo quaresmal.

Ressoa forte, no início da Quaresma, o convite à conversão palavras de Francisco.jpgTrês Realidade

A exortação do Pontífice está colocada pela liturgia de hoje diante de três realidades: o homem, Deus e o caminho.

Realidade do Homem: escolha entre o Bem e o Mal

A realidade do homem é a de escolher entre o bem e o mal:

"Deus nos criou livres. A escolha é nossa", disse o Pontífice, "mas não nos deixa sozinhos". Deus nos indica o caminho do bem com os Mandamentos, ensina o Papa.

Realidade de Deus: Deus se fez Cristo, por nós

Depois, explica Francisco, vem a realidade de Deus:

"A realidade de Deus é Deus que se fez Cristo, por nós. Para nos salvar. Quando nos distanciamos dessa realidade e nos distanciamos da Cruz de Cristo, da verdade das chagas do Senhor, nos distanciamos também do amor, da caridade de Deus, da salvação e caminhamos numa estrada ideológica de Deus, distante do Deus que veio até nós para nos salvar, do Deus que morreu por nós. Esta é a realidade de Deus. Deus é Cristo. Não há Deus sem Cristo."

E a explicação do Pontífice continua:

"Esta é a realidade de Deus: Deus que se fez Cristo, Deus que se fez carne e este é o fundamento das obras de misericórdia.

As chagas de nossos irmãos são as chagas de Cristo, são as chagas de Deus, porque Deus se fez Cristo. Esta é a segunda realidade. Não podemos viver a Quaresma sem esta realidade.

Devemos nos converter não a um Deus abstrato, mas a um Deus concreto que se fez Cristo. "

Realidade do Caminho: Seguir Cristo

A terceira realidade, é a do caminho. Nosso Senhor disse no Evangelho:

"Se alguém quer me seguir, renegue a si mesmo, tome a sua cruz a cada dia e me siga"

Comenta, então o Santo Padre:

"A realidade do caminho é a de Cristo: seguir Cristo, fazer a vontade do Pai e como Ele pegar as cruzes de cada dia e renegar a si mesmo para seguir Cristo. Não fazer o que eu quero, mas o que Jesus quer. Seguir Jesus. Ele fala que nessa estrada nós perdemos a vida para ganhá-la depois. É perder a vida continuamente, deixar de fazer o que eu quero, perder as comodidades, estar sempre na estrada de Jesus que estava a serviço dos outros, e adorar Deus. Esta é a estrada certa."

Bússola

O Papa Francisco concluiu sua homilia voltando a afirmar que "O único caminho seguro é seguir Cristo crucificado, escândalo da Cruz.

Estas três realidades, o homem, Deus e o caminho são a bússola que não deixa o cristão errar o caminho".(JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações RV)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Na mentalidade de muitas pessoas perpassa essa ideia de que o sacramento é alguma coisa que se comp ...
 
Há 18 anos João Paulo II reconhecia o carisma dos Arautos do Evangelho, e os erigia como Associaç ...
 
O tema do encontro, que reuniu mais de 1.200 homens na Diocese de Phoenix, foi 'Uma Nova Cavalaria'. ...
 
A comemoração da Cátedra de São Pedro põe em relevo a missão de mestre e de pastor conferida p ...
 
O telegrama foi endereçado a Dom Anthony Fallah Borwah, presidente da Conferência Episcopal da Lib ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading