Loading
 
 
 
Loading
 
Beneditinos de Núrsia comemoram o “Trânsito de São Bento”
Loading
 
23 de Março de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Núrsia - Itália (Quarta-feira, 22-03-2017, Gaudium Press) A cidade italiana de Núrsia voltou a se unir para celebrar ao Santo Padroeiro da Europa. Fazendo uma pausa no tempo da Quaresma, os monges desta região, afetada há alguns meses pelo terremoto, se uniram com o clero local e os cidadãos para viver a festa do "Trânsito de São Bento", comemoração que recorda a morte terrena do Santo -ocorrida no dia 21 de março- e seu trânsito ao céu.

Beneditinos de Núrsia comemoram o Trânsito de São Bento.png

"No curso dos séculos, durante esta festa, os monges, o clero e os cidadãos de Núrsia celebraram o Trânsito de São Bento em uma Basílica repleta de gente vestida com trajes medievais. Na cripta da Basílica, o Santo -com a Santa Irmã- veio ao mundo, enquanto na Igreja superior se recorda sua ascensão ao céu. Agora, 8 meses depois do grande terremoto de 2016, a celebração tomou um caráter diferente", assinalou o Padre Benedetto Nivakoff, O.S.B, Prior dos Monges Beneditinos de Núrsia, ao referir-se à importante celebração.

Os festejos -que não puderam ser realizados no interior da Basílica, já que a mesma se encontra em processo de reconstrução após o terremoto-, ocorreram na praça São Bento diante da imagem do Santo que custodia a cidade e no marco de uma celebração Eucarística presidida pelo Arcebispo de Spoleto-Nursia, Dom Renato Boccardo.

"O Arcebispo (...) presidiu a Missa, em um altar temporal diante da imagem de nosso grande padroeiro, com os restos da Basílica e a fachada coberta por andaimes no fundo. As tradições a nós encarregadas não morrem facilmente, e a solenidade de hoje é uma advertência de que 'as raízes profundas não se congelam'", acrescentou o Prior.

Um momento significativo, foi a procissão que os monges realizaram com as relíquias do Santo ao redor da Praça e diante da presença dos fiéis do lugar. Ao cair da noite, e evocando o momento no qual São Bento subiu aos céus, se lançaram vários fogos de artifício, que recordaram aos monges de Núrsia, assim como aos habitantes da cidade, que apesar das dificuldades após o terremoto, há uma luz de esperança para voltar a começar.

A festividade do "Trânsito de São Bento" faz parte das celebrações do "Março Beneditino" que comemoram os Monges em Núrsia. No 'Vetus ordo' era a celebração principal do Santo, mas com o 'Novus ordo' a solenidade passou para o dia 11 de julho. A Ordem Beneditina quis conservar ambas datas dando-lhe realce ao trânsito a vida eterna de seu Santo patriarca.

São Bento, que nasceu em Núrsia até o ano de 480, é considerado o iniciador da vida monástica no Ocidente. Um de seus grandes legados é a fundação da Ordem dos Beneditinos, assim como a "Santa Regra", regra monástica, que o Santo escreveu a princípio do século VI e tinha como principal mandato o 'ora et labora'.

Beneditinos de Núrsia comemoram o Trânsito de São Bento (2).png

Seu trânsito ao céu ocorreu no dia 21 de março de 543, quando participava na cerimônia da Quinta-feira Santa e recebeu a Eucaristia. O Santo morreu em oração na capela de Monte Cassino; dizem que se encontrava de pé e com as mãos levantadas ao céu, e dois dos seus monges, testemunharam ver uma luz que subiu aos céus justo quando São Bento morreu. "Temos que ter um desejo imenso de ir ao céu", foram suas últimas palavras. (EPC)

Loading
Beneditinos de Núrsia comemoram o “Trânsito de São Bento”

Núrsia - Itália (Quarta-feira, 22-03-2017, Gaudium Press) A cidade italiana de Núrsia voltou a se unir para celebrar ao Santo Padroeiro da Europa. Fazendo uma pausa no tempo da Quaresma, os monges desta região, afetada há alguns meses pelo terremoto, se uniram com o clero local e os cidadãos para viver a festa do "Trânsito de São Bento", comemoração que recorda a morte terrena do Santo -ocorrida no dia 21 de março- e seu trânsito ao céu.

Beneditinos de Núrsia comemoram o Trânsito de São Bento.png

"No curso dos séculos, durante esta festa, os monges, o clero e os cidadãos de Núrsia celebraram o Trânsito de São Bento em uma Basílica repleta de gente vestida com trajes medievais. Na cripta da Basílica, o Santo -com a Santa Irmã- veio ao mundo, enquanto na Igreja superior se recorda sua ascensão ao céu. Agora, 8 meses depois do grande terremoto de 2016, a celebração tomou um caráter diferente", assinalou o Padre Benedetto Nivakoff, O.S.B, Prior dos Monges Beneditinos de Núrsia, ao referir-se à importante celebração.

Os festejos -que não puderam ser realizados no interior da Basílica, já que a mesma se encontra em processo de reconstrução após o terremoto-, ocorreram na praça São Bento diante da imagem do Santo que custodia a cidade e no marco de uma celebração Eucarística presidida pelo Arcebispo de Spoleto-Nursia, Dom Renato Boccardo.

"O Arcebispo (...) presidiu a Missa, em um altar temporal diante da imagem de nosso grande padroeiro, com os restos da Basílica e a fachada coberta por andaimes no fundo. As tradições a nós encarregadas não morrem facilmente, e a solenidade de hoje é uma advertência de que 'as raízes profundas não se congelam'", acrescentou o Prior.

Um momento significativo, foi a procissão que os monges realizaram com as relíquias do Santo ao redor da Praça e diante da presença dos fiéis do lugar. Ao cair da noite, e evocando o momento no qual São Bento subiu aos céus, se lançaram vários fogos de artifício, que recordaram aos monges de Núrsia, assim como aos habitantes da cidade, que apesar das dificuldades após o terremoto, há uma luz de esperança para voltar a começar.

A festividade do "Trânsito de São Bento" faz parte das celebrações do "Março Beneditino" que comemoram os Monges em Núrsia. No 'Vetus ordo' era a celebração principal do Santo, mas com o 'Novus ordo' a solenidade passou para o dia 11 de julho. A Ordem Beneditina quis conservar ambas datas dando-lhe realce ao trânsito a vida eterna de seu Santo patriarca.

São Bento, que nasceu em Núrsia até o ano de 480, é considerado o iniciador da vida monástica no Ocidente. Um de seus grandes legados é a fundação da Ordem dos Beneditinos, assim como a "Santa Regra", regra monástica, que o Santo escreveu a princípio do século VI e tinha como principal mandato o 'ora et labora'.

Beneditinos de Núrsia comemoram o Trânsito de São Bento (2).png

Seu trânsito ao céu ocorreu no dia 21 de março de 543, quando participava na cerimônia da Quinta-feira Santa e recebeu a Eucaristia. O Santo morreu em oração na capela de Monte Cassino; dizem que se encontrava de pé e com as mãos levantadas ao céu, e dois dos seus monges, testemunharam ver uma luz que subiu aos céus justo quando São Bento morreu. "Temos que ter um desejo imenso de ir ao céu", foram suas últimas palavras. (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/86180-Beneditinos-de-Nursia-comemoram-o--ldquo-Transito-de-Sao-Bento-rdquo-. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A cerimônia foi presidida por Dom José Carlos de Oliveira, bispo emérito de Rubiataba, em Goiás. ...
 
100 anos se passaram, mas, em todo o mundo a Igreja o reverencia celebrando sua memória litúrgica. ...
 
Na mensagem, os prelados incentivam para que se trabalhe por “uma educação verdadeiramente human ...
 
O novo app funcionará durante as audiências gerais das quartas-feiras, ao ângelus do domingo na P ...
 
O edifício havia sido fechado em 1968, por conta da guerra entre Israel e Palestina, que converteu ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading