Loading
 
 
 
Loading
 
Após 22 anos, igreja em Santos Dummont (MG) volta a celebrar missas
Loading
 
31 de Março de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Juiz de Fora - Minas Gerais (Sexta-feira, 31-03-2017, Gaudium Press) No Quinto Domingo da Quaresma, em 2 de abril próximo, às 15h, a antiga Matriz Nossa Senhora das Dores, localizada em Santos Dumont, Minas Gerais, voltará a receber uma celebração eucarística após 22 anos. O templo, hoje em ruínas, é datado da segunda metade do século XIX.

Após 22 anos, igreja em Santos Dummont (MG) volta a celebrar missas.jpg

Na ocasião, os fiéis chegarão em procissão de barco pela Represa de Chapéu D'Uvas, em cavalgada que deve reunir 300 pessoas e em carreata que partirá da atual Matriz, marcada para as 14h15.

Durante a celebração, que será presidida pelo Arcebispo de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, e concelebrada por diversos padres, haverá a entronização de uma Imagem de Nossa Senhora das Dores, que ficará exposta para veneração dos visitantes e pescadores que costumam frequentar a região.

A realização da Santa Missa, segundo o administrador paroquial, Padre Fransérgio Garcia da Silva, teve como motivação o tema da Campanha da Fraternidade de 2017 - "Biomas brasileiros e defesa da vida" - e a celebração do Ano Mariano no Brasil.

"A proximidade com a natureza e o fato de a igreja ser dedicada a uma devoção mariana foram nossas inspirações, mas também a saudade que as pessoas que cresceram e se formaram em torno daquela comunidade sentem da antiga Matriz. Queremos, com a missa, destacar o sentido de comunidade de fé", afirmou o sacerdote.

Atualmente, a Matriz está cercada pelas águas da Represa de Chapéu D'Uvas, formada pelas águas do Rio Paraibuna, e o acesso ao local somente será possível graças ao forte período de estiagem.

O templo, que está em um estado precário de conservação, foi o responsável pelo surgimento da comunidade religiosa local e, mais tarde, do distrito de Dores do Paraibuna.

Naquela época, o povoado foi transferido de lugar devido à inundação da represa, uma das responsáveis pelo abastecimento hídrico de Juiz de Fora, na década de 1990. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de Juiz de Fora

Loading
Após 22 anos, igreja em Santos Dummont (MG) volta a celebrar missas

Juiz de Fora - Minas Gerais (Sexta-feira, 31-03-2017, Gaudium Press) No Quinto Domingo da Quaresma, em 2 de abril próximo, às 15h, a antiga Matriz Nossa Senhora das Dores, localizada em Santos Dumont, Minas Gerais, voltará a receber uma celebração eucarística após 22 anos. O templo, hoje em ruínas, é datado da segunda metade do século XIX.

Após 22 anos, igreja em Santos Dummont (MG) volta a celebrar missas.jpg

Na ocasião, os fiéis chegarão em procissão de barco pela Represa de Chapéu D'Uvas, em cavalgada que deve reunir 300 pessoas e em carreata que partirá da atual Matriz, marcada para as 14h15.

Durante a celebração, que será presidida pelo Arcebispo de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, e concelebrada por diversos padres, haverá a entronização de uma Imagem de Nossa Senhora das Dores, que ficará exposta para veneração dos visitantes e pescadores que costumam frequentar a região.

A realização da Santa Missa, segundo o administrador paroquial, Padre Fransérgio Garcia da Silva, teve como motivação o tema da Campanha da Fraternidade de 2017 - "Biomas brasileiros e defesa da vida" - e a celebração do Ano Mariano no Brasil.

"A proximidade com a natureza e o fato de a igreja ser dedicada a uma devoção mariana foram nossas inspirações, mas também a saudade que as pessoas que cresceram e se formaram em torno daquela comunidade sentem da antiga Matriz. Queremos, com a missa, destacar o sentido de comunidade de fé", afirmou o sacerdote.

Atualmente, a Matriz está cercada pelas águas da Represa de Chapéu D'Uvas, formada pelas águas do Rio Paraibuna, e o acesso ao local somente será possível graças ao forte período de estiagem.

O templo, que está em um estado precário de conservação, foi o responsável pelo surgimento da comunidade religiosa local e, mais tarde, do distrito de Dores do Paraibuna.

Naquela época, o povoado foi transferido de lugar devido à inundação da represa, uma das responsáveis pelo abastecimento hídrico de Juiz de Fora, na década de 1990. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de Juiz de Fora

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/86357-Apos-22-anos--igreja-em-Santos-Dummont--MG--volta-a-celebrar-missas. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading