Loading
 
 
 
Loading
 
“O carreirismo eclesiástico é um peste”, afirma Papa no Colégio Espanhol de Roma
Loading
 
4 de Abril de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Roma - Itália (Terça-feira, 04-04-2017, Gaudium Press) O Pontifício Colégio Espanhol de São José celebra seus 125 anos. É nele que os sacerdotes espanhóis completam sua formação, em Roma. Ele é a casa desses sacerdotes na Cidade Eterna.

O carreirismo eclesiástico é um peste, afirma Papa no Colégio Espanhol de Roma.jpg

Nas comemorações dessa significativa data, por volta de 160 pessoas estiveram presente na audiência que o Papa concedeu no próprio Colégio. Participaram do encontro com o Papa, os funcionários do Pontifício Colégio, a direção do estabelecimento, bispos patronos e 50 antigos alunos dos últimos 25 anos.

O encarregado de fazer a saudação a Francisco foi o Presidente da Conferência Episcopal Espanhola, cardeal Ricardo Blásquez.

Palavras e conselho do Papa

O Papa pediu aos sacerdotes que lá estavam que durante seus anos em Roma não se limitassem a obter uma boa formação acadêmica. Além disso, Francisco insistiu em relembrar a importância de ter claro que o importante é Deus.

"Esta Instituição nasceu com a vocação de ser uma referência para a formação do clero. Formar-se, supõe ser capaz de aproximar-se com humildade diante do Senhor e perguntar-lhe: Qual é Vossa Vontade? O que queres de mim?

Sabemos a resposta, porém, talvez nos faça bem recordá-la, e para isso proponho as três palavras do Shemá, com as quais Jesus respondeu ao Levita: "Amarás o Senhor com todo teu coração, com toda tua alma, com todas as tuas forças"".

O Santo Padre lhes deu vários conselhos e recomendações e lhes fez um pedido importante:

Fugir do carreirismo eclesiástico porque ele é "uma peste".

Pontifício Colégio Espanhol de São José, em Roma

O Pontifício Colégio Espanhol de Roma foi fundado em 1892 pelo Beato Manuel Domingo y Sola a quem o Papa Paulo VI definiu como "o apóstolo das vocações sacerdotais".

O Colégio conta atualmente com 72 alunos de 42 dioceses. Ele acolhe ainda 7 sacerdotes venezuelanos que ficaram sem Colégio desde que o seu Centro de Estudos foi fechado por causa da crise que ainda se desenrola em seu país.

Nos seus 125 anos, passaram por este Centro de educação e formação mais de 3 600 seminaristas e sacerdotes.
(JSG)

Loading
“O carreirismo eclesiástico é um peste”, afirma Papa no Colégio Espanhol de Roma

Roma - Itália (Terça-feira, 04-04-2017, Gaudium Press) O Pontifício Colégio Espanhol de São José celebra seus 125 anos. É nele que os sacerdotes espanhóis completam sua formação, em Roma. Ele é a casa desses sacerdotes na Cidade Eterna.

O carreirismo eclesiástico é um peste, afirma Papa no Colégio Espanhol de Roma.jpg

Nas comemorações dessa significativa data, por volta de 160 pessoas estiveram presente na audiência que o Papa concedeu no próprio Colégio. Participaram do encontro com o Papa, os funcionários do Pontifício Colégio, a direção do estabelecimento, bispos patronos e 50 antigos alunos dos últimos 25 anos.

O encarregado de fazer a saudação a Francisco foi o Presidente da Conferência Episcopal Espanhola, cardeal Ricardo Blásquez.

Palavras e conselho do Papa

O Papa pediu aos sacerdotes que lá estavam que durante seus anos em Roma não se limitassem a obter uma boa formação acadêmica. Além disso, Francisco insistiu em relembrar a importância de ter claro que o importante é Deus.

"Esta Instituição nasceu com a vocação de ser uma referência para a formação do clero. Formar-se, supõe ser capaz de aproximar-se com humildade diante do Senhor e perguntar-lhe: Qual é Vossa Vontade? O que queres de mim?

Sabemos a resposta, porém, talvez nos faça bem recordá-la, e para isso proponho as três palavras do Shemá, com as quais Jesus respondeu ao Levita: "Amarás o Senhor com todo teu coração, com toda tua alma, com todas as tuas forças"".

O Santo Padre lhes deu vários conselhos e recomendações e lhes fez um pedido importante:

Fugir do carreirismo eclesiástico porque ele é "uma peste".

Pontifício Colégio Espanhol de São José, em Roma

O Pontifício Colégio Espanhol de Roma foi fundado em 1892 pelo Beato Manuel Domingo y Sola a quem o Papa Paulo VI definiu como "o apóstolo das vocações sacerdotais".

O Colégio conta atualmente com 72 alunos de 42 dioceses. Ele acolhe ainda 7 sacerdotes venezuelanos que ficaram sem Colégio desde que o seu Centro de Estudos foi fechado por causa da crise que ainda se desenrola em seu país.

Nos seus 125 anos, passaram por este Centro de educação e formação mais de 3 600 seminaristas e sacerdotes.
(JSG)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading