Loading
 
 
 
Loading
 
Beato Francisco Marto: 98 anos de seu falecimento
Loading
 
5 de Abril de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Fátima - Portugal (Quarta-feira, 05-04-2017, Gaudium Press) Há exatos 98 anos, no dia 4 de abril de 1919, falecia o Beato Francisco Marto, um dos dois mais novos santos não mártires da Igreja Católica. A data foi recordada nas celebrações havidas no Santuário Nacional de Fátima, na diocese de Leiria-Fátima, em Portugal.

Beato Francisco Marto 98 anos de seu falecimento.jpg

Francisco Marto nasceu em Aljustrel, a 11 de junho de 1908. Ele, sua irmã Jacinta e sua prima Lúcia foram testemunhas das aparições de Nossa Senhora em 1917, na Cova da Iria, em Fátima, Portugal.

Memórias da prima Irmã Lúcia

Nas suas memórias, Irmã Lúcia recorda que o primo era uma "pessoa de poucas palavras, pacífico e condescendente".

Era muito recolhido e tinha uma alma contemplativa:
"Para fazer a sua oração e oferecer os seus sacrifícios, gostava de se ocultar até da Jacinta e de mim. Gosto mais de rezar sozinho para pensar e consolar o Nosso Senhor que está tão triste, dizia", recorda a Irmã Lúcia.

Já na primeira Aparição de Nossa Senhora aos três pastorzinhos, Francisco, mostrou o seu contentamento quando soube da promessa de Nossa Senhora de que ela o levaria para o Céu. E suportou vários sacrifícios por esta promessa:

"Nossa Senhora disse que íamos ter muito que sofrer! Não me importo; sofro tudo o quanto Ela quiser! O que eu quero é ir para o Céu", dizia.

Doença e morte

Vítima da epidemia da gripe pneumónica que assolou Portugal inteiro, Francisco caiu doente desde outubro de 1918. A doença foi longa e penosa, mas, Francisco sempre se mostrou alegre e contente, pois, conforme afirmava, sofria para consolar Nosso Senhor e porque sabia que iria para o céu.

Foi no dia 2 de abril de 1919 que ele recebeu pela última vez a comunhão, E a Irmã Lúcia recorda o comentário que ele lhe confidenciou: "hoje sou mais feliz que tu, porque tenho dentro do meu peito Jesus escondido". Sua morte deu-se no outro dia, 4 de abril de 1919.

Canonização

Os restos mortais de Francisco Marto encontram-se sepultados na Basílica de Nossa Senhora do Rosário, no Santuário de Fátima.

Francisco e sua irmã Jacinta Marto foram proclamados beatos a 13 de maio de 2000. A esperança generalizada entre os católicos de todo o mundo é de que eles sejam proclamados santos ainda neste ano do Centenário das Aparições, sobretudo depois de ter sido confirmado o milagre requerido para a canonização.

Ainda neste mês de abril saberemos a data e local da cerimônia de canonização, uma vez que a decisão será conhecida após o Consistório marcado para ser realizado no Vaticano, no próximo dia 20 de abril. (JSG)

Loading
Beato Francisco Marto: 98 anos de seu falecimento

Fátima - Portugal (Quarta-feira, 05-04-2017, Gaudium Press) Há exatos 98 anos, no dia 4 de abril de 1919, falecia o Beato Francisco Marto, um dos dois mais novos santos não mártires da Igreja Católica. A data foi recordada nas celebrações havidas no Santuário Nacional de Fátima, na diocese de Leiria-Fátima, em Portugal.

Beato Francisco Marto 98 anos de seu falecimento.jpg

Francisco Marto nasceu em Aljustrel, a 11 de junho de 1908. Ele, sua irmã Jacinta e sua prima Lúcia foram testemunhas das aparições de Nossa Senhora em 1917, na Cova da Iria, em Fátima, Portugal.

Memórias da prima Irmã Lúcia

Nas suas memórias, Irmã Lúcia recorda que o primo era uma "pessoa de poucas palavras, pacífico e condescendente".

Era muito recolhido e tinha uma alma contemplativa:
"Para fazer a sua oração e oferecer os seus sacrifícios, gostava de se ocultar até da Jacinta e de mim. Gosto mais de rezar sozinho para pensar e consolar o Nosso Senhor que está tão triste, dizia", recorda a Irmã Lúcia.

Já na primeira Aparição de Nossa Senhora aos três pastorzinhos, Francisco, mostrou o seu contentamento quando soube da promessa de Nossa Senhora de que ela o levaria para o Céu. E suportou vários sacrifícios por esta promessa:

"Nossa Senhora disse que íamos ter muito que sofrer! Não me importo; sofro tudo o quanto Ela quiser! O que eu quero é ir para o Céu", dizia.

Doença e morte

Vítima da epidemia da gripe pneumónica que assolou Portugal inteiro, Francisco caiu doente desde outubro de 1918. A doença foi longa e penosa, mas, Francisco sempre se mostrou alegre e contente, pois, conforme afirmava, sofria para consolar Nosso Senhor e porque sabia que iria para o céu.

Foi no dia 2 de abril de 1919 que ele recebeu pela última vez a comunhão, E a Irmã Lúcia recorda o comentário que ele lhe confidenciou: "hoje sou mais feliz que tu, porque tenho dentro do meu peito Jesus escondido". Sua morte deu-se no outro dia, 4 de abril de 1919.

Canonização

Os restos mortais de Francisco Marto encontram-se sepultados na Basílica de Nossa Senhora do Rosário, no Santuário de Fátima.

Francisco e sua irmã Jacinta Marto foram proclamados beatos a 13 de maio de 2000. A esperança generalizada entre os católicos de todo o mundo é de que eles sejam proclamados santos ainda neste ano do Centenário das Aparições, sobretudo depois de ter sido confirmado o milagre requerido para a canonização.

Ainda neste mês de abril saberemos a data e local da cerimônia de canonização, uma vez que a decisão será conhecida após o Consistório marcado para ser realizado no Vaticano, no próximo dia 20 de abril. (JSG)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/86446-Beato-Francisco-Marto--98-anos-de-seu-falecimento. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading