Loading
 
 
 
Loading
 
Milhares de fiéis de Juiz de Fora (MG) participam da “Procissão do Encontro”
Loading
 
13 de Abril de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Juiz de Fora - Minas Gerais (Quinta-feira, 13-04-2017, Gaudium Press) Os fiéis juiz-foranos celebraram a "Procissão do Encontro", que teve como seu ponto mais alto no adro da Catedral Metropolitana. Na ocasião, as procissões com as imagens do Senhor dos Passos e de Nossa Senhora das Dores partiram da Capela da Santa Casa de Misericórdia e da Igreja São Sebastião, respectivamente, ambas situadas no centro do município mineiro.

Milhares de fiéis de Juiz de Fora (MG) participam da Procissão do Encontro.jpg

Antes do início das procissões, os católicos participaram de celebrações nas duas igrejas. Na Capela Senhor dos Passos, a missa foi presidida pelo Arcebispo de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira. Após a cerimônia, o prelado acompanhou a procissão até a Catedral.

Já na Igreja São Sebastião, a Santa Missa foi conduzida pelo vigário geral da Arquidiocese, Monsenhor Luiz Carlos de Paula, e pelos padres Welington Nascimento de Souza e Norbert Ernst Prittwitz.

Após o encontro entre as imagens de Jesus e Maria Santíssima, no adro da Catedral, foi proferido o Sermão do Encontro, realizado pelo Padre Vanderlei Santos de Souza. O sacerdote aproveitou a ocasião para fazer uma relação do encontro doloroso entre Mãe e Filho, no caminho do calvário, com situações cotidianas. "Há toda uma reflexão no sentido de que Maria e Jesus nos levam a buscar transformar a nossa vida de desencontros em encontros, a sermos solidários com aqueles que padecem. Essa cena descrita no evangelho nos faz pensar em como podemos encontrar aqueles que estão sofrendo, aqueles que são humilhados pela dor, pela derrota", explicou.

Em seguida, o Arcebispo Dom Gil destacou a importância do encontro entre Nossa Senhora e Cristo. Segundo o religioso, o episódio tem grande significado para a vivência da Semana Santa, no qual convivemos com o Senhor na Sua dor para depois experimentarmos a Sua vitória.

"Em Maria, nós encontramos o sinal da fortaleza de alguém que foi capaz de enfrentar sofrimentos tão pesados, mas não perder a confiança em Deus. Esse momento do encontro nos impulsiona para que, como ela, sejamos firmes diante dos sofrimentos, sejam físicos, morais ou espirituais, e nunca percamos a nossa confiança na proteção divina", ressaltou o prelado.

Após o Sermão do Encontro, as imagens do Senhor dos Passos e de Nossa Senhora das Dores foram levadas ao interior da Catedral para serem expostas para veneração dos fiéis. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de Juiz de Fora

Loading
Milhares de fiéis de Juiz de Fora (MG) participam da “Procissão do Encontro”

Juiz de Fora - Minas Gerais (Quinta-feira, 13-04-2017, Gaudium Press) Os fiéis juiz-foranos celebraram a "Procissão do Encontro", que teve como seu ponto mais alto no adro da Catedral Metropolitana. Na ocasião, as procissões com as imagens do Senhor dos Passos e de Nossa Senhora das Dores partiram da Capela da Santa Casa de Misericórdia e da Igreja São Sebastião, respectivamente, ambas situadas no centro do município mineiro.

Milhares de fiéis de Juiz de Fora (MG) participam da Procissão do Encontro.jpg

Antes do início das procissões, os católicos participaram de celebrações nas duas igrejas. Na Capela Senhor dos Passos, a missa foi presidida pelo Arcebispo de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira. Após a cerimônia, o prelado acompanhou a procissão até a Catedral.

Já na Igreja São Sebastião, a Santa Missa foi conduzida pelo vigário geral da Arquidiocese, Monsenhor Luiz Carlos de Paula, e pelos padres Welington Nascimento de Souza e Norbert Ernst Prittwitz.

Após o encontro entre as imagens de Jesus e Maria Santíssima, no adro da Catedral, foi proferido o Sermão do Encontro, realizado pelo Padre Vanderlei Santos de Souza. O sacerdote aproveitou a ocasião para fazer uma relação do encontro doloroso entre Mãe e Filho, no caminho do calvário, com situações cotidianas. "Há toda uma reflexão no sentido de que Maria e Jesus nos levam a buscar transformar a nossa vida de desencontros em encontros, a sermos solidários com aqueles que padecem. Essa cena descrita no evangelho nos faz pensar em como podemos encontrar aqueles que estão sofrendo, aqueles que são humilhados pela dor, pela derrota", explicou.

Em seguida, o Arcebispo Dom Gil destacou a importância do encontro entre Nossa Senhora e Cristo. Segundo o religioso, o episódio tem grande significado para a vivência da Semana Santa, no qual convivemos com o Senhor na Sua dor para depois experimentarmos a Sua vitória.

"Em Maria, nós encontramos o sinal da fortaleza de alguém que foi capaz de enfrentar sofrimentos tão pesados, mas não perder a confiança em Deus. Esse momento do encontro nos impulsiona para que, como ela, sejamos firmes diante dos sofrimentos, sejam físicos, morais ou espirituais, e nunca percamos a nossa confiança na proteção divina", ressaltou o prelado.

Após o Sermão do Encontro, as imagens do Senhor dos Passos e de Nossa Senhora das Dores foram levadas ao interior da Catedral para serem expostas para veneração dos fiéis. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de Juiz de Fora


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Matriz da Boa Vista acolherá grupos das paróquias que vão se revezar nas Adorações ao Santís ...
 
...
 
Mais de 8 mil católicos, 100 sacerdotes, 120 religiosas e 10 Bispos de todo o país, participaram d ...
 
Segundo o diretor da Rede do Apostolado da Oração do Papa, elas são fruto de um longo processo de ...
 
Desde a infância, ela tinha uma piedade intensa. Aos dez anos dedicou sua virgindade a Deus. ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading