Loading
 
 
 
Loading
 
Papa Francisco preside recitação do "Regina Coeli" na segunda-feira do Anjo
Loading
 
17 de Abril de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Segunda-feira, 17-04-2017, Gaudium Press) Nessa Segunda-feira de Páscoa o Papa Francisco recordou e rezou pelas comunidades cristãs "perseguidas e oprimidas" em "tantas partes do mundo".

 Papa Francisco preside recitação do Regina Coeli na segunda-feira do Anjo.jpg
Foto: Gustavo Kralj - Gaudium Press

O Papa dirigiu-se a milhares de peregrinos que se reuniram na Praça de São Pedro para a recitação da oração mariana do "Reina Coeli" que, até pentecostes, substitui a tradicional oração do Angelus.

A propósito destas comunidades cristãs "perseguidas e oprimidas" em "tantas partes do mundo", Francisco sublinhou diante da multidão que aqueles cristãos "são chamadas a um testemunho ainda mais difícil e corajoso" da sua fé.

Segunda-feira do Anjo

Na Itália a segunda-feira da oitava de Páscoa é conhecida como ‘segunda-feira do Anjo', quando se dá ainda continuidade às celebrações da ressurreição de Cristo.

Na continuação de suas palavras ditas na Praça repleta, o Papa Francisco assinalou que a Páscoa deve levar os católicos a afirmar o "valor da vida".

"Pela força deste acontecimento, que constitui a verdadeira e real novidade da história e do cosmo, somos chamados a ser homens e mulheres novos segundo o Espírito, afirmando o valor da vida", disse.

O Papa sublinhou que os católicos são chamados a "ir depressa" anunciar aos homens e mulheres de hoje esta "mensagem de alegria e de esperança" que impede que as pessoas sejam "vítimas do pessimismo".

"Desde que, na aurora do terceiro dia, Jesus crucificado ressuscitou, a última palavra já não é da morte, mas da vida. Esta é a nossa certeza, a última palavra não é o sepulcro, não é a morte, é a vida", afirmou Francisco, que ainda acrescentou:

"Seremos homens e mulheres de ressurreição se, no meio das vicissitudes que abalam o mundo, e há tantas, hoje, da mundanidade que afasta de Deus, soubermos fazer gestos de solidariedade, gestos de acolhimento, alimentar o desejo universal de paz e a aspiração de um ambiente livre da degradação".

Cristo Vivo, atua na História

Para o Papa, estes sinais "comuns e humanos", alimentados pela fé na ressurreição, ganham uma dimensão que ultrapassa as capacidades de cada um:

"Cristo está vivo e Cristo atua na história, por meio do seu Espírito Santo, resgata as nossas misérias, chega a todos os corações humanos e devolve a esperança a quem está oprimido e a sofrer", defendeu.

Santa Páscoa

Ao final da Oração do Regina Coeli e de suas palavras o Papa Francisco desejou uma "Boa e Santa Páscoa a todos" além de serenidade e paz na Oitava da Páscoa, que "prolonga a alegria da Ressurreição de Cristo". (JSG)

Loading
Papa Francisco preside recitação do "Regina Coeli" na segunda-feira do Anjo

Cidade do Vaticano (Segunda-feira, 17-04-2017, Gaudium Press) Nessa Segunda-feira de Páscoa o Papa Francisco recordou e rezou pelas comunidades cristãs "perseguidas e oprimidas" em "tantas partes do mundo".

 Papa Francisco preside recitação do Regina Coeli na segunda-feira do Anjo.jpg
Foto: Gustavo Kralj - Gaudium Press

O Papa dirigiu-se a milhares de peregrinos que se reuniram na Praça de São Pedro para a recitação da oração mariana do "Reina Coeli" que, até pentecostes, substitui a tradicional oração do Angelus.

A propósito destas comunidades cristãs "perseguidas e oprimidas" em "tantas partes do mundo", Francisco sublinhou diante da multidão que aqueles cristãos "são chamadas a um testemunho ainda mais difícil e corajoso" da sua fé.

Segunda-feira do Anjo

Na Itália a segunda-feira da oitava de Páscoa é conhecida como ‘segunda-feira do Anjo', quando se dá ainda continuidade às celebrações da ressurreição de Cristo.

Na continuação de suas palavras ditas na Praça repleta, o Papa Francisco assinalou que a Páscoa deve levar os católicos a afirmar o "valor da vida".

"Pela força deste acontecimento, que constitui a verdadeira e real novidade da história e do cosmo, somos chamados a ser homens e mulheres novos segundo o Espírito, afirmando o valor da vida", disse.

O Papa sublinhou que os católicos são chamados a "ir depressa" anunciar aos homens e mulheres de hoje esta "mensagem de alegria e de esperança" que impede que as pessoas sejam "vítimas do pessimismo".

"Desde que, na aurora do terceiro dia, Jesus crucificado ressuscitou, a última palavra já não é da morte, mas da vida. Esta é a nossa certeza, a última palavra não é o sepulcro, não é a morte, é a vida", afirmou Francisco, que ainda acrescentou:

"Seremos homens e mulheres de ressurreição se, no meio das vicissitudes que abalam o mundo, e há tantas, hoje, da mundanidade que afasta de Deus, soubermos fazer gestos de solidariedade, gestos de acolhimento, alimentar o desejo universal de paz e a aspiração de um ambiente livre da degradação".

Cristo Vivo, atua na História

Para o Papa, estes sinais "comuns e humanos", alimentados pela fé na ressurreição, ganham uma dimensão que ultrapassa as capacidades de cada um:

"Cristo está vivo e Cristo atua na história, por meio do seu Espírito Santo, resgata as nossas misérias, chega a todos os corações humanos e devolve a esperança a quem está oprimido e a sofrer", defendeu.

Santa Páscoa

Ao final da Oração do Regina Coeli e de suas palavras o Papa Francisco desejou uma "Boa e Santa Páscoa a todos" além de serenidade e paz na Oitava da Páscoa, que "prolonga a alegria da Ressurreição de Cristo". (JSG)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/86646-Papa-Francisco-preside-recitacao-do--Regina-Coeli--na-segunda-feira-do-Anjo. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Na mentalidade de muitas pessoas perpassa essa ideia de que o sacramento é alguma coisa que se comp ...
 
Há 18 anos João Paulo II reconhecia o carisma dos Arautos do Evangelho, e os erigia como Associaç ...
 
O tema do encontro, que reuniu mais de 1.200 homens na Diocese de Phoenix, foi 'Uma Nova Cavalaria'. ...
 
A comemoração da Cátedra de São Pedro põe em relevo a missão de mestre e de pastor conferida p ...
 
O telegrama foi endereçado a Dom Anthony Fallah Borwah, presidente da Conferência Episcopal da Lib ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading