Loading
 
 
 
Loading
 
Celebrada na Arquidiocese do Rio de Janeiro a Páscoa dos Militares
Loading
 
18 de Maio de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Rio de Janeiro (Quinta-feira, 18-05-2017, Gaudium Press) A Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro celebrou recentemente a Páscoa dos Militares. O Cardeal Arcebispo Orani João Tempesta presidiu a cerimônia, concelebrada pelo Arcebispo Militar do Brasil, Dom Fernando Guimarães, pelo bispo auxiliar Dom Roque Costa Souza e diversos sacerdotes capelães.

Celebrada na Arquidiocese do Rio de Janeiro a Páscoa dos Militares.jpg

A missa teve a presença de integrantes das Forças Armadas: Marinha, Exército e Aeronáutica, e também as Forças Auxiliares do Estado: Polícia Militar e Bombeiros, e também a Guarda Municipal.

"É um privilégio reunir todas as Forças para juntos celebrar a Páscoa, que é o anuncio da vida e da esperança na ressurreição de Cristo", disse o capelão do Colégio Militar do Rio de Janeiro, Padre Magnon Cavalcante da Silva.

Em sua homilia, Dom Orani destacou a importância de celebrar a Páscoa com alegria, na certeza que o Senhor Ressuscitado está presente na vida de cada militar, na sua rotina de trabalho.

"Ao celebrar a Páscoa dos Militares, rezamos juntos pelo trabalho e missão de cada militar. O fato de ser cristão e crer em Jesus Cristo faz uma grande diferença, principalmente nesses tempos, em que enfrentamos diversos problemas sociais que se manifestam de várias formas, na violência, na intolerância, em diversas situações", declarou o purpurado.

Ao final da celebração, o Arcebispo Militar do Brasil, Dom Fernando, lembrou que a assistência religiosa para as forças militares e auxiliares é garantida pela constituição brasileira e reguladas por uma lei federal.

"A assistência não é apenas da fé católica. Nós realizamos um trabalho de assistência religiosa e espiritual a todos os militares, atendendo cada um de acordo com a convicção ideológica própria. Contamos com cerca de 170 padres capelães militares, cerca de 60 pastores capelães militares. O atendimento visa apoiar o militar nas suas necessidades e dificuldades", disse.

Ainda conforme o arcebispo miliar, "celebrar a Páscoa é um ato de gratidão a Deus pelo dom da vida e pelos serviços que somos chamados a prestar, um momento de oração pelos nossos irmãos e irmãs de farda que já caíram no cumprimento de sua missão, e também um olhar para o futuro, de esperança".

"Que a mensagem da ressurreição nos ajude no serviço constitucional a pátria e faça com que a sociedade brasileira, superando as suas dificuldades, possa se desenvolver em paz e harmonia", concluiu Dom Fernando. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese do Rio de Janeiro

Loading
Celebrada na Arquidiocese do Rio de Janeiro a Páscoa dos Militares

Rio de Janeiro (Quinta-feira, 18-05-2017, Gaudium Press) A Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro celebrou recentemente a Páscoa dos Militares. O Cardeal Arcebispo Orani João Tempesta presidiu a cerimônia, concelebrada pelo Arcebispo Militar do Brasil, Dom Fernando Guimarães, pelo bispo auxiliar Dom Roque Costa Souza e diversos sacerdotes capelães.

Celebrada na Arquidiocese do Rio de Janeiro a Páscoa dos Militares.jpg

A missa teve a presença de integrantes das Forças Armadas: Marinha, Exército e Aeronáutica, e também as Forças Auxiliares do Estado: Polícia Militar e Bombeiros, e também a Guarda Municipal.

"É um privilégio reunir todas as Forças para juntos celebrar a Páscoa, que é o anuncio da vida e da esperança na ressurreição de Cristo", disse o capelão do Colégio Militar do Rio de Janeiro, Padre Magnon Cavalcante da Silva.

Em sua homilia, Dom Orani destacou a importância de celebrar a Páscoa com alegria, na certeza que o Senhor Ressuscitado está presente na vida de cada militar, na sua rotina de trabalho.

"Ao celebrar a Páscoa dos Militares, rezamos juntos pelo trabalho e missão de cada militar. O fato de ser cristão e crer em Jesus Cristo faz uma grande diferença, principalmente nesses tempos, em que enfrentamos diversos problemas sociais que se manifestam de várias formas, na violência, na intolerância, em diversas situações", declarou o purpurado.

Ao final da celebração, o Arcebispo Militar do Brasil, Dom Fernando, lembrou que a assistência religiosa para as forças militares e auxiliares é garantida pela constituição brasileira e reguladas por uma lei federal.

"A assistência não é apenas da fé católica. Nós realizamos um trabalho de assistência religiosa e espiritual a todos os militares, atendendo cada um de acordo com a convicção ideológica própria. Contamos com cerca de 170 padres capelães militares, cerca de 60 pastores capelães militares. O atendimento visa apoiar o militar nas suas necessidades e dificuldades", disse.

Ainda conforme o arcebispo miliar, "celebrar a Páscoa é um ato de gratidão a Deus pelo dom da vida e pelos serviços que somos chamados a prestar, um momento de oração pelos nossos irmãos e irmãs de farda que já caíram no cumprimento de sua missão, e também um olhar para o futuro, de esperança".

"Que a mensagem da ressurreição nos ajude no serviço constitucional a pátria e faça com que a sociedade brasileira, superando as suas dificuldades, possa se desenvolver em paz e harmonia", concluiu Dom Fernando. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese do Rio de Janeiro

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/87385-Celebrada-na-Arquidiocese-do-Rio-de-Janeiro-a-Pascoa-dos-Militares. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Com 250 quilômetros, a ciclovia unirá caminhos já existentes com outros que serão criados, passa ...
 
A Igreja sempre considerou o serviço aos enfermos como “parte integral de sua missão”. ...
 
Os franciscanos conventuais de Pádua apresentaram um balanço sobre os peregrinos que visitam a Ba ...
 
O Encontro do organismo da CNBB reuniu-se em Brasília entre os dias 16 e 17 últimos. ...
 
Jesus expulsa o espírito mau: Mestre, eu trouxe a Ti o meu filho que tem um espírito mudo... ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading