Loading
 
 
 
Loading
 
Católicos nas Filipinas manifestam indignação diante de proibição de Rosários em veículos
Loading
 
25 de Maio de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Manila - Filipinas (Quinta-feira, 25-05-2017, Gaudium Press) Uma polêmica medida que proibia o porte de Rosários e imagens religiosas nos veículos foi adiada pelo Departamento de Transporte das Filipinas após originar fortes reações dos crentes. Sob a desculpa de evitar as distrações dos condutores, a medida equiparava as imagens religiosas e objetos devotos com condutas como falar por celular enquanto se conduz, uma decisão que revelava "falta de sentido comum", segundo afirmou o Secretário executivo para Assuntos Públicos da Conferência de Bispos Católicos das Filipinas, Padre Jerome Secillano.

Católicos nas Filipinas manifestam indignação diante de proibição de Rosários em veículos.jpg

"Não são os rosários os que causam os acidentes, mas antes de tudo os problemas mecânicos, a ignorância dos condutores e as condutas abusivas no caminho", declarou o sacerdote. Justamente oposto à posição das autoridades, "com estas imagens religiosas, os condutores se sentem mais seguros, que existe a intervenção divina e que eles estão sendo guiados e protegidos".

O senador Richard Gordon foi um dos legisladores que criticou a norma por exagerar as medidas de precaução e deixar de fora a possibilidade de ter um sistema de navegação à vista do condutor, sendo a proibição do rosário o despropósito mais notório da mesma. "Eu levo um Rosário e não sou distraído por isso", comentou aos meios de comunicação. "Qualquer coisa que se creia que seja uma situação de perigo para as pessoas na via deve ser regulado, mas além disso, o Rosário não distrai". Por sua vez, George San Mateo, o Presidente da associação 'Piston', que agrupa a proprietários de 'jeepneys', manifestou aos meios seu aborrecimento: "Não se metam com a Fé em Deus dos condutores".

Diversos analistas interpretaram a proibição como um novo capítulo no enfrentamento do Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, com as autoridades eclesiásticas. O mandatário insultou publicamente tanto aos Bispos como ao Papa Francisco e se comprometeu em avançar a promoção do anticoncepcional como retaliação pelas críticas dos Bispos à sua política de luta contra as drogas que promoveu um marcado aumento das execuções extra-judiciais no país.

Filipinas é o terceiro país com maior número de católicos no mundo com um estimado de 84 milhões de crentes em 2015, cerca de 83% do total dos habitantes. A cultura filipina está fortemente arraigada na Fé Católica e o país se destaca por uma notável devoção popular e a multitudinária convocatória das manifestações públicas da Fé. (EPC)

Loading
Católicos nas Filipinas manifestam indignação diante de proibição de Rosários em veículos

Manila - Filipinas (Quinta-feira, 25-05-2017, Gaudium Press) Uma polêmica medida que proibia o porte de Rosários e imagens religiosas nos veículos foi adiada pelo Departamento de Transporte das Filipinas após originar fortes reações dos crentes. Sob a desculpa de evitar as distrações dos condutores, a medida equiparava as imagens religiosas e objetos devotos com condutas como falar por celular enquanto se conduz, uma decisão que revelava "falta de sentido comum", segundo afirmou o Secretário executivo para Assuntos Públicos da Conferência de Bispos Católicos das Filipinas, Padre Jerome Secillano.

Católicos nas Filipinas manifestam indignação diante de proibição de Rosários em veículos.jpg

"Não são os rosários os que causam os acidentes, mas antes de tudo os problemas mecânicos, a ignorância dos condutores e as condutas abusivas no caminho", declarou o sacerdote. Justamente oposto à posição das autoridades, "com estas imagens religiosas, os condutores se sentem mais seguros, que existe a intervenção divina e que eles estão sendo guiados e protegidos".

O senador Richard Gordon foi um dos legisladores que criticou a norma por exagerar as medidas de precaução e deixar de fora a possibilidade de ter um sistema de navegação à vista do condutor, sendo a proibição do rosário o despropósito mais notório da mesma. "Eu levo um Rosário e não sou distraído por isso", comentou aos meios de comunicação. "Qualquer coisa que se creia que seja uma situação de perigo para as pessoas na via deve ser regulado, mas além disso, o Rosário não distrai". Por sua vez, George San Mateo, o Presidente da associação 'Piston', que agrupa a proprietários de 'jeepneys', manifestou aos meios seu aborrecimento: "Não se metam com a Fé em Deus dos condutores".

Diversos analistas interpretaram a proibição como um novo capítulo no enfrentamento do Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, com as autoridades eclesiásticas. O mandatário insultou publicamente tanto aos Bispos como ao Papa Francisco e se comprometeu em avançar a promoção do anticoncepcional como retaliação pelas críticas dos Bispos à sua política de luta contra as drogas que promoveu um marcado aumento das execuções extra-judiciais no país.

Filipinas é o terceiro país com maior número de católicos no mundo com um estimado de 84 milhões de crentes em 2015, cerca de 83% do total dos habitantes. A cultura filipina está fortemente arraigada na Fé Católica e o país se destaca por uma notável devoção popular e a multitudinária convocatória das manifestações públicas da Fé. (EPC)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading