Loading
 
 
 
Loading
 
Papa Francisco afirma que Pio XII “arriscou-se” para salvar judeus na II Guerra
Loading
 
5 de Junho de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Segunda-feira, 05-06-2017, Gaudium Press) - Durante sua homilia da missa desta segunda-feira, o Papa Francisco fez um elogio ao Papa Pio XII relembrando sua atuação em defesa dos judeus durante a II Guerra Mundial (1939-1945), e com isso o apresentava como de prática das obras de misericórdia.

Papa Francisco afirma que Pio XII ?arriscou-se? para salvar judeus na II Guerra.jpg
Disse o Papa: "Muitas vezes corremos riscos. Pensemos aqui, em Roma, em plena guerra: quantos arriscaram, a começar por Pio XII, para esconder os judeus, para que não fossem mortos, para que não fossem deportados".

"Arriscavam a sua pele, mas era uma obra de misericórdia salvar aquelas pessoas", acrescentou.

Lembrando Pio XII

As palavras de Francisco tiveram o condão de trazer à superfície, fatos que há muito estavam submersos no esquecimento. Seria bom recordar alguns desses fatos que já foram revelados e publicados. Sobretudo depois que, na última terça-feira, dia 30 de abril, o Pontifício Colégio Português, em Roma, foi distinguido com o título ‘Casa de Vida', pela Fundação Raoul Wallenberg, reconhecendo o papel fundamental desta instituição católica durante a II Guerra Mundial quando acolhia perseguidos pelo regime nazista.

Papa Pacelli

Eugenio Pacelli nasceu em 1876 e faleceu em 1958, subiu ao trono pontifício com o título de Papa Pio XII. Ele foi declarado "venerável" por Bento XVI em dezembro de 2009, portanto, já tendo sido dado o primeiro passo em direção de sua beatificação.

O Papa Emérito assegurou naquela ocasião que Pio XII "agiu muitas vezes de forma secreta e silenciosa, porque, à luz das situações concretas daquele complexo momento histórico, ele intuía que só desta forma podia evitar o pior e salvar o maior número possível de judeus".

-Na radiomensagem do Natal de 1942, Pio XII alertou para a situação de "centenas de milhares de pessoas que sem culpa nenhuma da sua parte, às vezes só por motivos de nacionalidade ou raça, se veem destinadas à morte ou a um extermínio progressivo".

-Em julho de 2012, o memorial ‘Yad Vashem de Jerusalém', que evoca as vítimas do nazismo e fascismo durante a II Guerra Mundial, modificou um texto que acusava o Papa Pio XII de não ter feito o suficiente pelos judeus.

O grupo de especialistas dedicado às atividades do Vaticano e de Pio XII levou em consideração "as pesquisas realizadas nos últimos anos" e apresenta "uma imagem mais complexa do que anteriormente".

-A legenda acrescentou referências à sua neutralidade e às ações da Igreja Católica que permitiram salvar da morte "um número importante" de judeus.

Luz sobre a história


Uma controvérsia sobre a atuação de Pio XII começa a ser reconhecida como criadas como meras hipóteses, como ilações ou má vontade mesmo. A verdade surge com o passar do tempo, basta que sobre os fatos incidam a luz e eles possam ser vistos por inteiro. (JSG)

Loading
Papa Francisco afirma que Pio XII “arriscou-se” para salvar judeus na II Guerra

Cidade do Vaticano (Segunda-feira, 05-06-2017, Gaudium Press) - Durante sua homilia da missa desta segunda-feira, o Papa Francisco fez um elogio ao Papa Pio XII relembrando sua atuação em defesa dos judeus durante a II Guerra Mundial (1939-1945), e com isso o apresentava como de prática das obras de misericórdia.

Papa Francisco afirma que Pio XII ?arriscou-se? para salvar judeus na II Guerra.jpg
Disse o Papa: "Muitas vezes corremos riscos. Pensemos aqui, em Roma, em plena guerra: quantos arriscaram, a começar por Pio XII, para esconder os judeus, para que não fossem mortos, para que não fossem deportados".

"Arriscavam a sua pele, mas era uma obra de misericórdia salvar aquelas pessoas", acrescentou.

Lembrando Pio XII

As palavras de Francisco tiveram o condão de trazer à superfície, fatos que há muito estavam submersos no esquecimento. Seria bom recordar alguns desses fatos que já foram revelados e publicados. Sobretudo depois que, na última terça-feira, dia 30 de abril, o Pontifício Colégio Português, em Roma, foi distinguido com o título ‘Casa de Vida', pela Fundação Raoul Wallenberg, reconhecendo o papel fundamental desta instituição católica durante a II Guerra Mundial quando acolhia perseguidos pelo regime nazista.

Papa Pacelli

Eugenio Pacelli nasceu em 1876 e faleceu em 1958, subiu ao trono pontifício com o título de Papa Pio XII. Ele foi declarado "venerável" por Bento XVI em dezembro de 2009, portanto, já tendo sido dado o primeiro passo em direção de sua beatificação.

O Papa Emérito assegurou naquela ocasião que Pio XII "agiu muitas vezes de forma secreta e silenciosa, porque, à luz das situações concretas daquele complexo momento histórico, ele intuía que só desta forma podia evitar o pior e salvar o maior número possível de judeus".

-Na radiomensagem do Natal de 1942, Pio XII alertou para a situação de "centenas de milhares de pessoas que sem culpa nenhuma da sua parte, às vezes só por motivos de nacionalidade ou raça, se veem destinadas à morte ou a um extermínio progressivo".

-Em julho de 2012, o memorial ‘Yad Vashem de Jerusalém', que evoca as vítimas do nazismo e fascismo durante a II Guerra Mundial, modificou um texto que acusava o Papa Pio XII de não ter feito o suficiente pelos judeus.

O grupo de especialistas dedicado às atividades do Vaticano e de Pio XII levou em consideração "as pesquisas realizadas nos últimos anos" e apresenta "uma imagem mais complexa do que anteriormente".

-A legenda acrescentou referências à sua neutralidade e às ações da Igreja Católica que permitiram salvar da morte "um número importante" de judeus.

Luz sobre a história


Uma controvérsia sobre a atuação de Pio XII começa a ser reconhecida como criadas como meras hipóteses, como ilações ou má vontade mesmo. A verdade surge com o passar do tempo, basta que sobre os fatos incidam a luz e eles possam ser vistos por inteiro. (JSG)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Este difícil trabalho foi qualificado pelo Diretor Internacional de Padroeiros das Artes nos Museus ...
 
As JMJ foram iniciadas por pelo Papa São João Paulo II que as instituiu em 1985. ...
 
No Recife, o templo localizado no bairro Casa Forte empossará no cargo Dom Limacêdo Antonio da Sil ...
 
O primeiro capítulo da série mostra o protocolo utilizado pela Guarda para acolher os chefes de Es ...
 
A iniciativa em memória do Padre Pelágio Sauter é celebrada juntamente com os Missionários Reden ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading