Loading
 
 
 
Loading
 
Quatro comentários de Papas sobre o sacerdócio
Loading
 
7 de Junho de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Redação - (Quarta-feira, 07-06-2017, Gaudium Press) - "Sacerdote para sempre, segundo a Ordem de Melquisedec" é assim aquele que recebe o Sacramento da Ordem.
Para sempre ele será um sacerdote. Pouco importa a época em que ele vive: ele o será para sempre. Por isso os comentários que se possa fazer sobre o sacerdócio são válidos para todos os séculos, sem importar a época em que foram feitos.

Sem querer esgotar os comentários que nessa linha já foram feitos ao longo dos tempos e que estão guardados nas arcas dos tesouros da Igreja, vamos transcrever apenas quatro comentários feitos por Papas mais recentes.
Existem muitos outros, contudo, vamos degustar primeiramente esses... e meditar nessas afirmações:

João XXIII, in "Sacerdotii Nostri Primordia"
- Damos, pois, graças à divina Providência, que já por duas vezes se dignou alegrar e iluminar as horas solenes da nossa vida sacerdotal com o esplendor da santidade do cura de Ars [...]. Não vos surpreenderá, aliás, que, ao dirigir-vos esta carta, o nosso espírito e o nosso coração se volvam especialmente para os sacerdotes, nossos filhos caríssimos, a fim de os exortar a todos instantemente - e sobretudo aos que estão empenhados no ministério pastoral - a meditar os admiráveis exemplos de um irmão no sacerdócio, tornado seu celeste patrono

Paulo VI - in "Christus Dominus"
- Os principais colaboradores do Bispo são, todavia, os párocos, a quem, como pastores próprios, é confiada, sob a autoridade do Bispo, a cura de almas numa parte determinada da diocese. [...] Com os seus coadjutores, exerçam de tal maneira o seu ministério de ensinar, santificar e governar, que os fiéis e as comunidades paroquiais se sintam de facto membros tanto da diocese como do todo que forma a Igreja universal.

João Paulo II - in "Ecclesia de Eucharistia"
- Como ensina o Concílio Vaticano II, "os fiéis por sua parte concorrem para a oblação da Eucaristia, em virtude do seu sacerdócio real", mas é o sacerdote ministerial que "realiza o sacrifício eucarístico fazendo as vezes de Cristo e oferece-o a Deus em nome de todo o povo".

Bento XVI - na Abertura do Ano Sacerdotal
- Como esquecer que nós, presbíteros, fomos consagrados para servir, humilde e respeitavelmente, o sacerdócio comum dos fiéis? A nossa missão é indispensável para a Igreja e para o mundo, que requer plena fidelidade a Cristo e união incessante com Ele; ou seja, exige que tendamos constantemente para a santidade, como fez São João Maria Vianney.

Loading
Quatro comentários de Papas sobre o sacerdócio

Redação - (Quarta-feira, 07-06-2017, Gaudium Press) - "Sacerdote para sempre, segundo a Ordem de Melquisedec" é assim aquele que recebe o Sacramento da Ordem.
Para sempre ele será um sacerdote. Pouco importa a época em que ele vive: ele o será para sempre. Por isso os comentários que se possa fazer sobre o sacerdócio são válidos para todos os séculos, sem importar a época em que foram feitos.

Sem querer esgotar os comentários que nessa linha já foram feitos ao longo dos tempos e que estão guardados nas arcas dos tesouros da Igreja, vamos transcrever apenas quatro comentários feitos por Papas mais recentes.
Existem muitos outros, contudo, vamos degustar primeiramente esses... e meditar nessas afirmações:

João XXIII, in "Sacerdotii Nostri Primordia"
- Damos, pois, graças à divina Providência, que já por duas vezes se dignou alegrar e iluminar as horas solenes da nossa vida sacerdotal com o esplendor da santidade do cura de Ars [...]. Não vos surpreenderá, aliás, que, ao dirigir-vos esta carta, o nosso espírito e o nosso coração se volvam especialmente para os sacerdotes, nossos filhos caríssimos, a fim de os exortar a todos instantemente - e sobretudo aos que estão empenhados no ministério pastoral - a meditar os admiráveis exemplos de um irmão no sacerdócio, tornado seu celeste patrono

Paulo VI - in "Christus Dominus"
- Os principais colaboradores do Bispo são, todavia, os párocos, a quem, como pastores próprios, é confiada, sob a autoridade do Bispo, a cura de almas numa parte determinada da diocese. [...] Com os seus coadjutores, exerçam de tal maneira o seu ministério de ensinar, santificar e governar, que os fiéis e as comunidades paroquiais se sintam de facto membros tanto da diocese como do todo que forma a Igreja universal.

João Paulo II - in "Ecclesia de Eucharistia"
- Como ensina o Concílio Vaticano II, "os fiéis por sua parte concorrem para a oblação da Eucaristia, em virtude do seu sacerdócio real", mas é o sacerdote ministerial que "realiza o sacrifício eucarístico fazendo as vezes de Cristo e oferece-o a Deus em nome de todo o povo".

Bento XVI - na Abertura do Ano Sacerdotal
- Como esquecer que nós, presbíteros, fomos consagrados para servir, humilde e respeitavelmente, o sacerdócio comum dos fiéis? A nossa missão é indispensável para a Igreja e para o mundo, que requer plena fidelidade a Cristo e união incessante com Ele; ou seja, exige que tendamos constantemente para a santidade, como fez São João Maria Vianney.

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/87809--Quatro-comentarios-de-Papas-sobre-o-sacerdocio. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading