Loading
 
 
 
Loading
 
Acordo Santa Sé – Igreja na Coreia: maior divulgação da Palavra do Papa
Loading
 
9 de Junho de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cardeal Andrew Yeom Soo-jung.jpg

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 09-06-2017, Gaudium Press) -
Arcebispo de Seul, Cardeal Andrew Yeom Soo-jung afirmou em Roma que "A presença do Papa Francisco na Coreia, em 2014, provocou uma mudança na sociedade. A sua visita foi para toda a nação um momento muito comovente e significativo": "A sua palavra é sempre de grande impacto".

Santa Sé e Igreja na Coreia
O Cardeal Andrew Yeom Soo-jung encontra-se em Roma para a apresentação do acordo entre Santa Sé e Igreja na Coréia.
O Cardeal informou para a Agencia Fides que, "graças ao acordo que estipulamos com a Secretaria vaticana para a Comunicação, poderemos participar da missão de comunicação evangélica, junto com a Santa Sé e também divulgar os discursos e as atividades do Santo Padre" para a península coreana.

Graças ao Memorandum de Intenções estipulado com a Secretaria para a Comunicação da Santa Sé, a Arquidiocese de Seul passa a ser a responsável pelo site em língua coreana da Rádio Vaticano. O Departamento de Comunicação e Mídias da Arquidiocese, assumiu oficialmente a responsabilidade de traduzir para a língua coreana todos os conteúdos fornecidos pela Secretaria para a Comunicação, incluindo os discursos e as atividades do Santo Padre, as atividades da Santa Sé, as informações sobre a Igreja Universal.

Seul 2014
O Cardeal recordou à Agência Fides, que a visita do Papa em 2014 foi um momento inesquecível:
"O Papa Francisco encontrou os jovens, falou com os parentes das vítimas da tragédia do naufrágio do barco Sewol, dedicou tempo às pessoas feridas, doentes ou de luto, presidiu a missa pela paz e a reconciliação, celebrou a beatificação dos 124 mártires coreanos".
"Foi para todos nós -acrescentou o Cardeal- uma experiência muito importante, e uma experiência de grande impacto, muito preciosa para o povo coreano. Pode-se observar hoje na sociedade coreana que a marca da mensagem deixada pelo Papa foi muito forte. O povo coreano desenvolveu uma grande solidariedade, também, por exemplo, com os cristãos que sofrem em regiões como a Síria. E, no espírito do Bom Samaritano, cresce na sociedade o espírito da compaixão, também pelos irmãos que nos são muito caros, como os da Coreia do Norte".

"Agora, graças ao acordo com a Secretaria para a Comunicação, a palavra do Papa - conclui o Cardeal- continuará a encontrar espaço nos corações e a difundir o Evangelho na Coreia". (JSG)

Loading
Acordo Santa Sé – Igreja na Coreia: maior divulgação da Palavra do Papa

Cardeal Andrew Yeom Soo-jung.jpg

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 09-06-2017, Gaudium Press) -
Arcebispo de Seul, Cardeal Andrew Yeom Soo-jung afirmou em Roma que "A presença do Papa Francisco na Coreia, em 2014, provocou uma mudança na sociedade. A sua visita foi para toda a nação um momento muito comovente e significativo": "A sua palavra é sempre de grande impacto".

Santa Sé e Igreja na Coreia
O Cardeal Andrew Yeom Soo-jung encontra-se em Roma para a apresentação do acordo entre Santa Sé e Igreja na Coréia.
O Cardeal informou para a Agencia Fides que, "graças ao acordo que estipulamos com a Secretaria vaticana para a Comunicação, poderemos participar da missão de comunicação evangélica, junto com a Santa Sé e também divulgar os discursos e as atividades do Santo Padre" para a península coreana.

Graças ao Memorandum de Intenções estipulado com a Secretaria para a Comunicação da Santa Sé, a Arquidiocese de Seul passa a ser a responsável pelo site em língua coreana da Rádio Vaticano. O Departamento de Comunicação e Mídias da Arquidiocese, assumiu oficialmente a responsabilidade de traduzir para a língua coreana todos os conteúdos fornecidos pela Secretaria para a Comunicação, incluindo os discursos e as atividades do Santo Padre, as atividades da Santa Sé, as informações sobre a Igreja Universal.

Seul 2014
O Cardeal recordou à Agência Fides, que a visita do Papa em 2014 foi um momento inesquecível:
"O Papa Francisco encontrou os jovens, falou com os parentes das vítimas da tragédia do naufrágio do barco Sewol, dedicou tempo às pessoas feridas, doentes ou de luto, presidiu a missa pela paz e a reconciliação, celebrou a beatificação dos 124 mártires coreanos".
"Foi para todos nós -acrescentou o Cardeal- uma experiência muito importante, e uma experiência de grande impacto, muito preciosa para o povo coreano. Pode-se observar hoje na sociedade coreana que a marca da mensagem deixada pelo Papa foi muito forte. O povo coreano desenvolveu uma grande solidariedade, também, por exemplo, com os cristãos que sofrem em regiões como a Síria. E, no espírito do Bom Samaritano, cresce na sociedade o espírito da compaixão, também pelos irmãos que nos são muito caros, como os da Coreia do Norte".

"Agora, graças ao acordo com a Secretaria para a Comunicação, a palavra do Papa - conclui o Cardeal- continuará a encontrar espaço nos corações e a difundir o Evangelho na Coreia". (JSG)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/87855-Acordo-Santa-Se--ndash--Igreja-na-Coreia--maior-divulgacao-da-Palavra-do-Papa. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Junto com a peça os visitantes podem assistir a um vídeo com os testemunhos das pessoas que partic ...
 
“A mensagem de Fátima continua a desafiar a uma atitude de oferta da própria vida a Deus e aos ...
 
As celebrações seguiram o lema: “Com Lourenço servidor, do povo protetor, escutamos e anunciamo ...
 
Bispos da Igreja Caldeia Católica apelaram para o fim da guerra na Síria e em todo o Médio Orient ...
 
“A lei que penaliza o aborto provocado está a serviço de um valor altíssimo, que é a vida do n ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading