Loading
 
 
 
Loading
 
O testemunho do Cristão é "ser sal e luz do mundo", Papa
Loading
 
13 de Junho de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Terça-feira, 13-06-2017, Gaudium Press) - A Missa do Papa Francisco, celebrada diariamente pela parte da manhã na Casa Santa Marta, teve a participação dos membros do Conselho dos Cardeais, o "C9".

SAL E LUZ DOMUNDO.jpeg
Ser Sal e Luz

As reflexões de Francisco durante a homilia foram feitas a propósito da mensagem evangélica "ser sal e luz" do mundo. O Papa aconselhou os presentes a fugir a das "seguranças artificiais, mas a confiar na ação do Espírito Santo.

"Em Jesus não há um "não, mas sempre "sim" para a glória do Pai. Mas, também nós participamos deste "sim" de Jesus, porque Ele nos conferiu a unção, nos imprimiu o sigilo, que nos foram antecipados pelo Espírito. É o Espírito que nos levará ao "sim" definitivo, até à nossa plenitude. É o Espírito que nos ajuda a tornar-nos "sal e luz", ou seja, a sermos testemunhas cristãs", disse o Pontífice, para logo continuar seu pensamento:

"O testemunho cristão" é "sal e luz". "Luz para iluminar e quem esconde a luz dá um contratestemunho" e refugia-se um pouco no "sim" e um pouco no "não". Estes, continuou o Francisco, "possuem a luz, mas não a doam, e não a faz ver e se não a faz ver não glorifica o Pai que está nos céus". Eles "têm o sal, -disse- mas conserva-o para si mesmo e não o doa para que se evite a corrupção".

Vocação do cristão: ser sal e luz


O Papa recordou que o "sim, sim", "não, não", como ensinou Nosso Senhor, são palavras decisivas, uma vez que "o supérfluo provém do maligno". E "é precisamente esta atitude de segurança e de testemunho que o Senhor confiou à Igreja e a todos nós batizados": acrescentou:

"Segurança na plenitude das promessas em Cristo: em Cristo tudo se cumpriu. Testemunho aos outros; dom recebido de Deus em Cristo, que nos deu a unção do Espírito para o testemunho. E isso é ser cristão: iluminar, ajudar para que a mensagem e as pessoas não se corrompam, como faz o sal; mas, se se esconde a luz o sal torna-se insípido, sem força, enfraquece - o testemunho será fraco. Mas isso ocorre quando eu não aceito a unção, não aceito o sigilo, não aceito a 'antecipação' do Espírito que está em mim. E isso ocorre quando eu não aceito o 'sim' em Jesus Cristo".

Como é de seu costume, Francisco fez perguntas para a reflexão dos ouvintes, depois de afirmar que a proposta cristã é tão simples, mas "tão decisiva e tão bonita, e nos dá tanta esperança". Perguntou, então, o Papa:

"Eu sou a luz para os outros? Eu sou sal para os outros? Que dá sabor à vida e a defende da corrupção? Estou agarrado em Jesus Cristo, que é o 'sim'? Sinto-me ungido, selado? Eu sei que eu tenho essa segurança que será plena no céu, mas pelo menos é "antecipação", agora, o Espírito?".

Enraizados na plenitude das promessa em Cristo

Antes de encerar sua homilia, Francisco pediu a graça "de sermos agarrados, enraizados na plenitude das promessas em Cristo Jesus que é ‘sim', totalmente ‘sim', e levar essa plenitude com o sal e a luz do nosso testemunho aos outros para dar glória ao Pai que está nos céus". (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações RV)

Loading
O testemunho do Cristão é "ser sal e luz do mundo", Papa

Cidade do Vaticano (Terça-feira, 13-06-2017, Gaudium Press) - A Missa do Papa Francisco, celebrada diariamente pela parte da manhã na Casa Santa Marta, teve a participação dos membros do Conselho dos Cardeais, o "C9".

SAL E LUZ DOMUNDO.jpeg
Ser Sal e Luz

As reflexões de Francisco durante a homilia foram feitas a propósito da mensagem evangélica "ser sal e luz" do mundo. O Papa aconselhou os presentes a fugir a das "seguranças artificiais, mas a confiar na ação do Espírito Santo.

"Em Jesus não há um "não, mas sempre "sim" para a glória do Pai. Mas, também nós participamos deste "sim" de Jesus, porque Ele nos conferiu a unção, nos imprimiu o sigilo, que nos foram antecipados pelo Espírito. É o Espírito que nos levará ao "sim" definitivo, até à nossa plenitude. É o Espírito que nos ajuda a tornar-nos "sal e luz", ou seja, a sermos testemunhas cristãs", disse o Pontífice, para logo continuar seu pensamento:

"O testemunho cristão" é "sal e luz". "Luz para iluminar e quem esconde a luz dá um contratestemunho" e refugia-se um pouco no "sim" e um pouco no "não". Estes, continuou o Francisco, "possuem a luz, mas não a doam, e não a faz ver e se não a faz ver não glorifica o Pai que está nos céus". Eles "têm o sal, -disse- mas conserva-o para si mesmo e não o doa para que se evite a corrupção".

Vocação do cristão: ser sal e luz


O Papa recordou que o "sim, sim", "não, não", como ensinou Nosso Senhor, são palavras decisivas, uma vez que "o supérfluo provém do maligno". E "é precisamente esta atitude de segurança e de testemunho que o Senhor confiou à Igreja e a todos nós batizados": acrescentou:

"Segurança na plenitude das promessas em Cristo: em Cristo tudo se cumpriu. Testemunho aos outros; dom recebido de Deus em Cristo, que nos deu a unção do Espírito para o testemunho. E isso é ser cristão: iluminar, ajudar para que a mensagem e as pessoas não se corrompam, como faz o sal; mas, se se esconde a luz o sal torna-se insípido, sem força, enfraquece - o testemunho será fraco. Mas isso ocorre quando eu não aceito a unção, não aceito o sigilo, não aceito a 'antecipação' do Espírito que está em mim. E isso ocorre quando eu não aceito o 'sim' em Jesus Cristo".

Como é de seu costume, Francisco fez perguntas para a reflexão dos ouvintes, depois de afirmar que a proposta cristã é tão simples, mas "tão decisiva e tão bonita, e nos dá tanta esperança". Perguntou, então, o Papa:

"Eu sou a luz para os outros? Eu sou sal para os outros? Que dá sabor à vida e a defende da corrupção? Estou agarrado em Jesus Cristo, que é o 'sim'? Sinto-me ungido, selado? Eu sei que eu tenho essa segurança que será plena no céu, mas pelo menos é "antecipação", agora, o Espírito?".

Enraizados na plenitude das promessa em Cristo

Antes de encerar sua homilia, Francisco pediu a graça "de sermos agarrados, enraizados na plenitude das promessas em Cristo Jesus que é ‘sim', totalmente ‘sim', e levar essa plenitude com o sal e a luz do nosso testemunho aos outros para dar glória ao Pai que está nos céus". (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações RV)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/87897-O-testemunho-do-Cristao-e--ser-sal-e-luz-do-mundo---Papa. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Sempre estamos, explicita ou implicitamente, buscando a felicidade de alguma forma: basta ser human ...
 
Este difícil trabalho foi qualificado pelo Diretor Internacional de Padroeiros das Artes nos Museus ...
 
As JMJ foram iniciadas por pelo Papa São João Paulo II que as instituiu em 1985. ...
 
No Recife, o templo localizado no bairro Casa Forte empossará no cargo Dom Limacêdo Antonio da Sil ...
 
O primeiro capítulo da série mostra o protocolo utilizado pela Guarda para acolher os chefes de Es ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading