Loading
 
 
 
Loading
 
É mais fácil ser Santo do que delinquente, afirma Papa Francisco
Loading
 
21 de Junho de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Quarta-feira, 21-06-2017, Gaudium Press) Os cristãos acreditam na vitória do Bem mesmo nas situações mais difíceis, sem desesperar, afirmou o Papa Francisco durante a Audiência Geral das Quartas-feiras. Ele ainda apresentou aos fiéis reunidos na Praça São Pedro os santos como sendo testemunhas desta esperança.

É mais fácil ser Santo do que delinquente, afirma Papa Francisco.jpg

As palavras do Papa foram: "Os cristãos não desesperam, no combate contra o mal. O Cristianismo cultiva uma confiança incurável: não acredita que as forças negativas e desagregadoras possam prevalecer, a última palavra sobre a história do homem não é o ódio, não é a morte, não é a guerra".

Para milhares de pessoas que assistiam sua catequese durante a Audiência Pública, Francisco ainda falou na assistência da "poderosa mão de Deus", na vida de cada um, e na "discreta" assistência dos santos, cuja existência mostra que "a vida cristã não é um ideal inalcançável".

É mais fácil ser santo que delinquente

Ainda se referindo aos cristãos, o Papa os considerou como pessoas que, "fiéis a esta terra amada por Jesus", caminham para a "pátria definitiva", guiados pela esperança: "Somos pó que aspira o céu", disse ele.

E, continuando suas considerações, o Pontífice fez um convite à oração pedindo a Deus que todos obtenham a "graça" de ser santos: "Pensamos que é difícil (ser santo), que é mais fácil ser delinquente do que santo. Não!", afirmou Francisco com ênfase.

A santidade é "o maior presente" que cada pessoa pode dar ao mundo, completou o Papa.

Ainda seguindo suas considerações nesta catequese, o Pontífice recordou a evocação dos santos na celebração dos Sacramentos do Batismo, da Ordem e do Matrimônio, sem deixar de destacar, para este último sacramento, a necessidade de ajuda divina para se manter fiel aos compromissos assumidos: "Ou para sempre, ou nada", disse Francisco.

Cumprimentos finais: Renovação do convite à Santidade

Ao encerrar a Audiência, o Santo Padre saudou os peregrinos ali presentes: "Queridos amigos, o mundo precisa de santos e todos nós, sem exceção, somos chamados à santidade. Não tenhamos medo! Com a ajuda daqueles que já estão no céu, deixemo-nos transformar pela graça misericordiosa de Deus que é mais forte do que qualquer pecado. E que Ele sempre vos abençoe", disse. (JSG)

Loading
É mais fácil ser Santo do que delinquente, afirma Papa Francisco

Cidade do Vaticano (Quarta-feira, 21-06-2017, Gaudium Press) Os cristãos acreditam na vitória do Bem mesmo nas situações mais difíceis, sem desesperar, afirmou o Papa Francisco durante a Audiência Geral das Quartas-feiras. Ele ainda apresentou aos fiéis reunidos na Praça São Pedro os santos como sendo testemunhas desta esperança.

É mais fácil ser Santo do que delinquente, afirma Papa Francisco.jpg

As palavras do Papa foram: "Os cristãos não desesperam, no combate contra o mal. O Cristianismo cultiva uma confiança incurável: não acredita que as forças negativas e desagregadoras possam prevalecer, a última palavra sobre a história do homem não é o ódio, não é a morte, não é a guerra".

Para milhares de pessoas que assistiam sua catequese durante a Audiência Pública, Francisco ainda falou na assistência da "poderosa mão de Deus", na vida de cada um, e na "discreta" assistência dos santos, cuja existência mostra que "a vida cristã não é um ideal inalcançável".

É mais fácil ser santo que delinquente

Ainda se referindo aos cristãos, o Papa os considerou como pessoas que, "fiéis a esta terra amada por Jesus", caminham para a "pátria definitiva", guiados pela esperança: "Somos pó que aspira o céu", disse ele.

E, continuando suas considerações, o Pontífice fez um convite à oração pedindo a Deus que todos obtenham a "graça" de ser santos: "Pensamos que é difícil (ser santo), que é mais fácil ser delinquente do que santo. Não!", afirmou Francisco com ênfase.

A santidade é "o maior presente" que cada pessoa pode dar ao mundo, completou o Papa.

Ainda seguindo suas considerações nesta catequese, o Pontífice recordou a evocação dos santos na celebração dos Sacramentos do Batismo, da Ordem e do Matrimônio, sem deixar de destacar, para este último sacramento, a necessidade de ajuda divina para se manter fiel aos compromissos assumidos: "Ou para sempre, ou nada", disse Francisco.

Cumprimentos finais: Renovação do convite à Santidade

Ao encerrar a Audiência, o Santo Padre saudou os peregrinos ali presentes: "Queridos amigos, o mundo precisa de santos e todos nós, sem exceção, somos chamados à santidade. Não tenhamos medo! Com a ajuda daqueles que já estão no céu, deixemo-nos transformar pela graça misericordiosa de Deus que é mais forte do que qualquer pecado. E que Ele sempre vos abençoe", disse. (JSG)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/88049-E-mais-facil-ser-Santo-do-que-delinquente--afirma-Papa-Francisco. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Segundo o purpurado, “um cristão não pode deixar de ser alegre, otimista, e ter uma concepção ...
 
Igreja indiana na linha de frente nas horas dramáticas, quando o Estado de Kerala sofre violentas c ...
 
O Encontro Mundial das Famílias será realizado entre os dias 22 a 26 de agosto na Irlanda. ...
 
O Padre Pedro Pablo Garín, Vigário da Vida Consagrada, presidiu a Missa. ...
 
Um monge sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no alto de uma montanha de dif ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading