Loading
 
 
 
Loading
 
“Rezamos e esperamos que a guerra acabe logo”, diz Bispo das Filipinas
Loading
 
7 de Julho de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Marawi - Filipinas (Sexta-feira, 07-07-2017, Gaudium Press) "A situação é extenuante. Já se passaram mais de 40 dias de guerra e nossa esplêndida cidade de Marawi está reduzida a escombros. Estamos desolados por causo do ocorrido com o Padre Chito e com os demais reféns. Esperamos de coração e rezamos para que a guerra termine o quanto antes".

Rezamos e esperamos que a guerra acabe logo, diz Bispo das Filipinas.png

Assim disse o bispo Dom Edwin De la Pena, que está dirige a prelatura apostólica de Marawi, na Ilha de Mindanao, enquanto prossegue o conflito ente o exército filipino e os terroristas fiéis ao ISIS, que tomaram no dia 23 de maio a cidade de Marawi.

Segundo dados oficiais, até o dia o dia 5 de julho, 351 terroristas muçulmanos forma abatidos e 39 civis e 85 militares perderam a vida.

Há alguns dias o exército filipino recebe assessoria estratégica e tecnologia do exército americano nesta batalha que está durando mais que o previsto e que já demonstra a preparação militar que tem os terroristas.

O Presidente Duterte afirmou que espera que a crise termine antes de ter que pronunciar seu próximo discurso sobre o Estado e a Nação em 23 de julho, o mesmo de em que se encerra o período de Lei Macial imposta em Mindanao desde 23 de maio.

"Existe muita tensão. Não há negociação possível. Segue-se combatendo. Os refugiados estão cada vez mais desmoralizados.

A comunidade de batizados continua rezando. Vou falar da crise de Marawi na assembleia plenária dos bispos filipinos onde elegeremos o novo presidente. Estamos nas mãos de Deus. Esperamos que não se lhes faça dano aos reféns. Continuamos esperando e rezando", concluiu o Bispo. (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com Informações Fides)

Loading
“Rezamos e esperamos que a guerra acabe logo”, diz Bispo das Filipinas

Marawi - Filipinas (Sexta-feira, 07-07-2017, Gaudium Press) "A situação é extenuante. Já se passaram mais de 40 dias de guerra e nossa esplêndida cidade de Marawi está reduzida a escombros. Estamos desolados por causo do ocorrido com o Padre Chito e com os demais reféns. Esperamos de coração e rezamos para que a guerra termine o quanto antes".

Rezamos e esperamos que a guerra acabe logo, diz Bispo das Filipinas.png

Assim disse o bispo Dom Edwin De la Pena, que está dirige a prelatura apostólica de Marawi, na Ilha de Mindanao, enquanto prossegue o conflito ente o exército filipino e os terroristas fiéis ao ISIS, que tomaram no dia 23 de maio a cidade de Marawi.

Segundo dados oficiais, até o dia o dia 5 de julho, 351 terroristas muçulmanos forma abatidos e 39 civis e 85 militares perderam a vida.

Há alguns dias o exército filipino recebe assessoria estratégica e tecnologia do exército americano nesta batalha que está durando mais que o previsto e que já demonstra a preparação militar que tem os terroristas.

O Presidente Duterte afirmou que espera que a crise termine antes de ter que pronunciar seu próximo discurso sobre o Estado e a Nação em 23 de julho, o mesmo de em que se encerra o período de Lei Macial imposta em Mindanao desde 23 de maio.

"Existe muita tensão. Não há negociação possível. Segue-se combatendo. Os refugiados estão cada vez mais desmoralizados.

A comunidade de batizados continua rezando. Vou falar da crise de Marawi na assembleia plenária dos bispos filipinos onde elegeremos o novo presidente. Estamos nas mãos de Deus. Esperamos que não se lhes faça dano aos reféns. Continuamos esperando e rezando", concluiu o Bispo. (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com Informações Fides)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/88434--ldquo-Rezamos-e-esperamos-que-a-guerra-acabe-logo-rdquo---diz-Bispo-das-Filipinas. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Junto com a peça os visitantes podem assistir a um vídeo com os testemunhos das pessoas que partic ...
 
“A mensagem de Fátima continua a desafiar a uma atitude de oferta da própria vida a Deus e aos ...
 
As celebrações seguiram o lema: “Com Lourenço servidor, do povo protetor, escutamos e anunciamo ...
 
Bispos da Igreja Caldeia Católica apelaram para o fim da guerra na Síria e em todo o Médio Orient ...
 
“A lei que penaliza o aborto provocado está a serviço de um valor altíssimo, que é a vida do n ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading